empreededorismo

SER #EMPREENDEDOR É PRECISO.

apoiamos educacao 3

Raramente as ideias surgem de repente da cabeça de uma só pessoa. Elas são resultado de várias conexões e levam algum tempo para ficarem prontas. O lado bom é que o ambiente em que vivemos nunca foi tão fértil para isso.

Steven Johnson

Ser ou não ser empreendedor eis a questão.

Sempre admirei as pessoas empreendedoras, que vão à luta, que fazem acontecer coisas. E sempre achei ser uma delas, mas até um certo limite.

Quero com isto dizer que sempre me empenhei nos projetos dos quais fiz parte. O brio profissional e o sentimento de não falhar felizmente sempre me acompanharam e vão continuar a acompanhar. Está no DNA. Mas pensar num negócio próprio, arriscar em criar algo inovador, estava distante. Sempre foi uma coisa que eu achava que era para os outros.

Confesso que sempre tive alguma inveja desses outros, de quem arriscava, deixava tudo, saía da zona de conforto e se atravessasse no desconhecido. Mas, isso era para os outros. Não era para mim.

Por isso também fui ficando na inércia e no marasmo de me deixar ir nas coisas que me aconteciam. Se estava feliz, sim, eu achava que sim e portanto não sofria com isso.

Mas, um dia essa comodidade de quem não tem de se preocupar com isso deixou de acontecer e “apareceu-me à minha porta”. E, foi “mal educada”, porque não se vai a “casa de ninguém sem avisar”! Parou tudo! Tinha acabado de saber que tinha de procurar emprego por necessidade e não porque queria mudar (não que esta situação não fosse verdade, mas a inércia e a ilusão de conforto, aguardava que essa oportunidade viesse ter comigo e, essa sim, eu até não ficaria ofendida se fosse “mal educada” e, entrasse sem avisar!).

Pois é, a perspetiva muda. E nós também temos de mudar. Somos obrigados e forçados a isso. Se essa mudança é rápida? Leva o tempo que é preciso. É um processo. Um processo que atravessou várias fases e que se foi desenhando paulatinamente até ganhar uma forma consistente.

E é aí, que um culminar de situações e acontecimentos nos obrigam a pensar de forma diferente e a arriscar. A Catarina e o Joel são “o lado que eu admirava” e foram inspiradores quando nos juntámos. O universo tem destas dádivas e estou-lhe grata. Grata por as coisas não nos caírem de mão beijada, mas as circunstâncias colocarem-nos à prova e quando essa é superada voltam a dar-nos “borboletas na barriga”, a escarrapachar um sorriso de orelha a orelha, daqueles em que não conseguimos desfazer, que parece que o músculo ficou preso e na nossa cabeça só ecoa Yes, Yes, Yeeeeeeeeees.

empreededorismo

Foi assim que o Lisbon South Bay blog surgiu nas nossas vidas e é assim que o temos recebido. Somos gratos por isso.

Nós aqui empreendemos n’isto.
Nós aqui temos isto.

1 reply
  1. lucky-hostel.Com
    lucky-hostel.Com says:

    It’s perfect time to make some plans for the future and
    it’s time to be happy.I have read this publish and if I may I want tto counse you
    some fascinating issuss or tips. Maybe you
    can writte subsequent articles relating tto this article.
    I wish to read evn more things approximately it!

    Responder

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *