Hospital Seixal

GOVERNO APROVOU A CONSTRUÇÃO DO #HOSPITAL DO SEIXAL

aplaudimos 1

O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, afiançou aos jornalistas no final da reunião com o ministro da saúde, Adalberto Campos Fernandes, que foi dada luz verde para a construção do hospital do Seixal. Esta é uma excelente notícia para o município do Seixal.

Estimando que o hospital estará construído em 2019/2020, Joaquim Santos referiu que irá custar cerca de 60 milhões de euros. O hospital será de pequena dimensão – terá 72 camas. O valor da obra não vai recair sobre o erário público, pois a população do Seixal, paga ao Estado, “só em IRS”, 120 milhões de euros por ano, por isso também vai ter o meu contributo.

O autarca referiu ainda que faltam na península de Setúbal 1.300 camas hospitalares e cerca de 715 médicos relativamente à média nacional. Nesta reunião também estiveram os presidentes das câmaras de Sesimbra e de Almada, pois os três municípios comprometeram-se a trabalhar numa solução para ajudar a aliviar a lotação excessiva que tem o hospital Garcia de Orta, em Almada.

A unidade está projetada para ser um equipamento de proximidade, vocacionada para os cuidados em ambulatório, com serviço de urgência a funcionar 24 horas, 72 camas, 23 especialidades e unidades de apoio domiciliário e de medicina física e de reabilitação.

Nós aqui vamos ter o Hospital do Seixal.
Nós aqui vamos ter isto.

Fonte: O Observador

Mundet

A VELHA FÁBRICA MUNDET VAI ABRIR COMO O NOVO HOTEL MUNDET. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

A notícia é do Vítor Andrade no Expresso e dá conta da adjudicação da autarquia do Seixal para a construção de um hotel de luxo. O investimento rondará os oito milhões de euros.

A fábrica da Mundet encerrou há 30 anos, mas vai agora dar lugar a um luxuoso hotel de quatro ou cinco estrelas, onde o elemento ‘cortiça’ continuará presente, numa zona priveligiada e com uma das melhores vistas para Lisboa.

Mostramos alguns dos 3D e podes ler o artigo do Expresso na íntegra aqui.

Mundet1 Mundet2 Mundet3

Não sei o que acham disso, mas já me estou a ver a desbundar desta pequena maravilha, porque como já deve ter dado para reparar é uma zona que gosto muito. Muita passeata já fiz ali em frente (e até já entrei numa corrida, onde consegui o prémio de carro vassoura, porque alguém tinha que ser e sou boa nisso. Cada um é para o que nasce.)

Nós aqui vamos ter o Hotel Mundet.
Nós aqui temos isto.

Texto introdutório: Marlene Gaspar
Fonte (texto e fotos): Vítor Andrade, Expresso

Screenshot 2019-02-07 at 23.05.16

AFINAL O PAÍS DA ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS ESTÁ NA MARGEM SUL, MAIS PRECISAMENTE NO SEIXAL. Por Marlene Gaspar

degustamos

Quem me conhece sabe que a comida para mim é um assunto sério. De entre alguns nick names que me atribuem “a cheia da fome” é talvez o que melhor se encaixe na minha pessoa, pois como já diz o anúncio “Tu não és tu quando tens fome”. Admito aqui, o estar saciada é altamente responsável pelo meu estado de espírito (um pouco como o tempo, mas ainda com mais preponderância).

E é por isso que os meus olhinhos bateram palminhas de contente quando vi a notícia de que a Mundet Factory no Seixal tem uma carta de sobremesas inspirada no País das Maravilhas. Ainda não lhes deitei a mão, mas já estou a salivar com o poder juntar o melhor dos 2 mundos. É que eu vivo, literalmente com a Alice no País das Maravilhas! Sim, a minha filha Alice, acredita que se chama Alice no País das Maravilhas. Afirma isso na escola, quando vai ao  médico e a quem quer que lhe pergunte. Vive no seu mundo encantando, cheio de fantasias e princesas como ela. Vê a vida como um conto de fadas e que tem sempre um final feliz. E mal posso esperar para a levar (ok, e eu também estou tentada) a degustar maravilhas como o Chapeleiro Louco ou a Rainha de Copas em forma de sobremesa. É que vai ser um sonho, uma fantasia tornada em realidade e eu vou ser a melhor mãe do mundo (já sou, modéstia à parte e sem contar com a minha mãe, mas imaginem agora, que vou ter o poder mágico de tangibilizar este sonho). Pow. 10 pontos para esta mãe.

Screenshot 2019-02-07 at 23.05.16

João Macedo, guarda aí um lugarzinho e o docinho para nós que essas sobremesas têm que me passar pelo estreito, porque os olhos também comem, mas não são esses que alimentam esse corpinho.

Nós aqui temos a Alice e o País das Maravilhas.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fonte e foto: NiT

animal-2178696

OI? PARQUE PARA CÃES? Por Catarina Laborinho

gostamos

VERDADE! Abriu um parque para cães na Margem Sul, com 800 metros quadrados é gratuito e está aberto todos os dias.

A notícia não é nossa, mas mesmo assim não podiamos deixar de partilhar.
Situa-se na Quinta do Conde e abriu no passado dia 20 de Janeiro, aqui os nossos 4 patas “têm direito a túneis, pontes e barras de salto para se divertirem e ficarem em forma”.
Saibas mais aqui.

Nós aqui apoiamos isto
Nós aqui somos amigos dos 4 patas

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: D.R.

 

 

Feira Chocolate Corroios

IV FEIRA DO CHOCOLATE EM CORROIOS. 17 a 20 jan. Por Marlene Gaspar

degustamos

Sei que venho tarde e a más horas, mas se há mês em que o chocolate é preciso como pão para a boca é o mês de janeiro. O mês é interminável, o frio entranha-se em todos os ossos, estamosou em deprê pelos excessos cometidos dos inúmeros jantares de Natal (ou se calhar com o entusiasmo, desde a Black Friday) até aos Reis (e é quando não é por aí adiante). Também não se chegou a tempo de encontrar aquelas peças que são a nossa cara nos saldos (e que seja o nosso número), etc, etc, etc. Torna-se imprescindível medidas drásticas e compensatórias. É preciso algo, algo que tenha a capacidade de compensar e virar o bico ao prego. E esse algo é…o chocolate.

O chocolate é alma, é vida, é aquela coisa. E Corroios sabe disso e mantém acesa a tradição da Feira de Chocolate com tudo e tudo a que se tem direito. Gosto disso. E já está aí. Começa hoje vai até domingo. O programa está abaixo, mas não queria deixar de destacar a Pista de Gelo! Já contei aqui o sucesso das pistas que foi a Aldeia de Natal do Seixal, o Ice Park da Sobreda e agora temos a da Feira de Chocolate em Corroios. Pow.

feirachocolate

17 de Janeiro (5ª feira)

18h00 Abertura da Feira
18h00 Andas e Malabares
18h00 Estátuas do Chocolate
18h00 Palhaços
23h00 Encerramento da Feira

18 de Janeiro (6ª feira)

12h00 Abertura da Feira
15h00 Andas e Malabares
15h00 Palhaços
21h00 Ricardo Silva
24h00 Encerramento da Feira

19 de Janeiro (sábado)

12h00 Abertura da Feira
15h00 Animação de rua com Tiago Garnacho
15h00 Palhaços
15h00 Andas e Malabares
16h00 Estátuas do Chocolate
21h00 Fernando Showman
24h00 Encerramento da Feira

20 Janeiro (domingo)

12h00 Abertura da Feira
15h00 Animação de rua com Tiago Garnacho
15h00 Andas e Malabares
15h00 Estátuas do Chocolate
15h30 Palhaços
21h00 Encerramento da Feira

A acontecer durante todo o evento:

Mascotes
Pinturas Faciais e Modelagem de Balões

Nós aqui temos a Feira de Chocolate (Graças a Deus!)
Nós aqui temos isto.

Texto: A Chocolateira, aka, Marlene Gaspar

IcePark

ICE PARK É NA SOBREDA. BRRRR. Por Marlene Gaspar

gostamos

E já cá estamos, em 2019, preparados para mais um ano de diversão e desfrute aqui na nossa margem sul. E fruto da época, a diversão é no Ice Park, um parque temático com muitas atividades típicas de inverno. Fica na Sobreda, a entrada é livre e as diversões custam €3 cada e valem muito a pena.

Depois da tarde animada que passámos na Aldeia de Natal do Seixal e que aqui vos contei, a criançada quis mais e só falava no Ice Park onde lhes deram um convite na escola. Depois de alguma insistência, fomos conhecer e ficámos agradavelmente surpreendidos.

O Ice Park tem uma pista de gelo ao ar livre e que é excelente para os iniciados. É mais fácil de deslizar e, por isso, de aprender. Também se pode deslizar na rampa de bóias que as princesas disseram que parecia o Aquashow, mas sem água. O que as levou (quase) às nuvens, foi mesmo o trampolim, onde saltaram até onde a imaginação e o corpinho as deixou, mas com uma verdadeira sensação de liberdade.

Já eu gostei muito de dar umas dentadinhas nos churros e nas farturas, porque apanhei-lhe o jeito e a embalagem no Natal. Mas, há barraquinhas para todos os gostos. Também há insufláveis e bebidas quentinhas, porque estamos no inverno e aprecia-se sempre aquele cafoné.

A pista está aberta até 14 de janeiro, por isso é aproveitar.

Nós aqui temos o Ice Park.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Rui Tomás

Fertagus

A FERTAGUS PENSA NO AMBIENTE DURANTE TODO O ANO. E VOCÊ? Por Catarina Laborinho

apoiamos

Muito se fala no ambiente, no consumo excessivo dos recursos naturais, na reciclagem e num planeta que diariamente devemos proteger. E a Fertagus não fugiu à regra!

Pois é, se pensa que os quilómetros só existem no alcatrão está enganado!! A Fertagus em nome do ambiente substituiu 3 quilómetros de lâmpadas fluorescentes o que representa uma redução no consumo energético com iluminação de 60%. 

Promovendo mais verde sem descurar o nosso conforto pois os dias estão frios, a Fertagus renovou ainda o sistema de climatização com a substituição do tradicional ar condicionado por bombas de calor, isto representa uma poupança de mais de uma tonelada e meia de gás refrigerante e uma redução de consumo de 30%!! O ozono vai agradecer!! E se é cliente Fertagus já reparou de certeza que os nossos comboios andam bem mais quentinhos.

Fertagus

Sabe o que é a limpeza criogênica? Não? Então nós explicamos. A Fertagus investiu em diversos equipamentos de limpeza criogênica, esta é realizada através da projeção de pequenas partículas de gelo seco (-80ºC), onde uma das principais vantagens são a redução substancial dos tradicionais produtos de limpeza tóxicos para o ambiente. Tudo isto foi implementado sem afetar a normal circulação dos comboios o que requereu uma enorme ginástica na logística das 17 unidades em serviço comercial.

Quando pensar no ambiente, pense de uma forma transversal.
Se ainda não é cliente Fertagus está à espera do que?
Deixe o carro em casa 😉

Nós aqui apoiamos isto
Nós aqui somos amigos do ambiente

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: DR

FERTAGUS, LSBblog

PassagemAnoSeixal

PASSAGEM DE ANO NO SEIXAL. Por Marlene Gaspar

celebramos 1

Eu sei, eu sei. Ainda estás em modo Natal e a sobreviver aos danos de emborcar como se não houvesse amanhã, porque o (des)controlo que sucede à mesa nesta altura do campeonato é algo que nem o ser mais disciplinado em matéria de ingestão de alimentos consegue contornar.

Não é o meu caso (ser mais disciplinado), mas também não sou uma debulhadora sem critério pronta a enfartar com a época natalícia. Mas houve algo este ano que me obriga a estar a chá verde desde as 8h da manhã de dia 26/12. E a questão não está solucionada. Tenho para mim que vou jejuar até ao próximo ano.

Ok, estou a ser exagerada. Estou entupida, mas nada que não passe em 12, 8, vá daqui a 2 horas.

E por falar no próximo ano, já sabes onde vais passar as 12 badaladas? Deixo aqui uma sugestão, na margem sul, mais propriamente na Baía do Seixal. Depois de apresentar aqui a Aldeia de Natal do Seixal, temos a passagem de ano e se for do mesmo nível, a coisa promete. O espetáculo de fogo de artifício no rio Tejo está garantido  às 00:00h e a partir das  22H30 de dia 31 de dezembro, as zonas ribeirinhas quer do Seixal, quer da Amora (que nós aqui somos todos amigos) recebem, em dois palcos, a atuação de vários DJ. Quem são eles, quem são?

Ora temos o DJ Luís Varatojo (Peste & Sida, Despe & Siga, Linha da Frente, A Naifa e Fandango), Nuno Calado (Antena 3), Riot (Buraka Som Sistema) e It’s a Trap Experience (evento pioneiro da música trap em Portugal), com música garantida pelo menos até às três da manhã de dia 1. A partir daí a música está por tua conta, mas acredito que vai ser de grande nível.

O Câmara manda os foguetes e nós aqui apanhamos as canas, que a noite é de celebração.

Nós aqui temos Passagem de Ano no Seixal.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fonte: NiT
Foto: Escapadinhas

AldeiaNatalSeixal

A ALDEIA DE NATAL É NO SEIXAL. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

As princesas de férias pediam todos os dias para ir a uma pista de gelo. Como não estava na mesma condição, só ontem conseguimos ir à Aldeia de Natal do Seixal para experimentar deslizar na pista (e não cair) e desbundar das inúmeras atividades que preparam para esta época natalícia.

Por isso, se ainda não foste, aproveita o dia de hoje, porque vale muito a pena. A pista de gelo é uma animação, onde por €2,5 andas ali 20 minutos, literalmente a patinar. Há muita nabice (da parte que nos toca), mas também se vê muitos pros, a curtir a cena e a dar um show na arte do deslize. E como o espírito é natalício, o mix de diferentes níveis de experiência torna-se muito divertido.

Pistagelo

Mas há mais. Oh se há! Há a casa do Pai Natal e dos Duendes e o carrossel francês. Há ainda animação, com pinturas faciais e workshops. A iluminação da época e das árvores de Natal por só si já vale a pena, e um comboio de Natal para viajar pela zona ribeirinha.

Captura de ecrã 2018-12-23, às 12.12.16

Também há o Mercado de Natal em que podes ainda safar algum presente de última hora e comes e bebes.

AdeiaNatal

O que achei mais divertido foi o globo de neve, onde a condição de adulto não me permitiu entrar, lamentavelmente, mas que as princesas cá de casa adoraram.

Natal

Ainda deu tempo para encontrar amigos e a opinião é unânime, isto está muito bem feito. Nós aqui temos coisas de alto nível. O nosso bem-haja à organização.

Aproveito para desejar-vos Boas Festas e aproveitem hoje até às 22h esta Aldeia de Natal. Não se esqueçam do agasalho que não vos queremos constipados nestes dias (e nos outros também se dispensa).

Nós aqui temos a Aldeia de Natal do Seixal.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotos: Rui Tomás

Aventura de Natal

A AVENTURA DO NATAL. Por Victória Gaspar Tomás

celebramos 1

Esta semana a Victória teve vários testes, como deve ter sido em todas as escolas da margem sul e não só. A estudarmos para o de português vimos que iria ser-lhe pedido um texto com 80 palavras. Decidimos fazer um texto livre e o resultado está aqui e partilho abaixo (e este deu-me autorização de publicar, por isso, aqui está ele. 127 palavras.

A Aventura de Natal

No Natal toda a gente recebe presentes, menos o Pai Natal.

E eu disse:

– É melhor comprarmos presentes também para o Pai Natal. Que acham? – perguntei.

A Patrícia, a Mariana, a Ema e o Duarte responderam:

– OK! Pode ser.

Então às escondidas fomos à casa do Pai Natal. Quando chegamos lá, vimos o Pai Natal e escondemo-nos, depois fomos ter com ele e dissemos:

– Olá! Senhor Pai Natal. Só viemos aqui, porque queríamos dar-te este presente e também queríamos andar no seu trenó.

E o Pai Natal perguntou:

– Qual é esse presente?

E nós respondemos:

– É um bolo para celebrares o Natal.

E o Pai Natal disse:

Como recompensa podem vir comigo no trenó entregar presentes.

E nós respondemos:

-Yes!

No final voamos todos entusiasmados no trenó.

Nós aqui temos a aventura do Natal contada pela Victória.

Nós aqui temos isto.

Texto: Victória Gaspar Tomás, 8 anos, 3º ano

Foto: Rui Tomás

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.35

QUEM “ANDA” DO LADO DE LÁ? Por Catarina Laborinho

visitamos

Nunca se questionou quem “anda do lado de lá” de alguma coisa? Infelizmente há miúdos em alguma partes Mundo que acham que o Leite nasce nas prateleiras do supermercado, não relacionam os animais à carne que comem… enfim… quando me deparo com esta realidade confesso que me assusta, por isso mesmo tento ao máximo que os meus filhos tenham a plena consciência de onde nascem as coisas e como lhes chegam até casa, sejam eles os vegetais que comem como o nascimento de cogumelos dentro de pinhas, tal como nos aconteceu a semana passada…

Posto isto, foi esta mesmo a questão que coloquei à Fertagus. Mas quem “ANDA DO LADO DE LÁ?” O LSBblog  já vos apresentou o João Teófilo (chefe de maquinistas) e o Eng.º João Duarte (responsável de manutenção), mas e quem é a restante equipa? Como é de conhecimento geral, a Fertagus é de facto uma empresa ENORME, para além da multidão de funcionários que trabalham em turnos e onde garantem o serviço 24H, é uma empresa que transporta aproximadamente 70.000 pessoas por dia. UAU!!!

Nós aqui fomos conhecer as caras que “vivem” do lado de lá e quais são os procedimentos da Fertagus em BackOffice!

Quando entrámos deparamo-nos com um mundo de monitores, interligados entre si e que nos dão a leitura geral de todos os comboios que circulam na grande Lisboa.
Através destes monitores conseguimos ver os “nossos” Fertagus e todos os outros, bem como o tempo de atraso de toda a circulação. Focámo-nos, como é obvio, apenas nos da Fertagus que estavam com um atraso de 3 min em Sete Rios.

Como cliente assídua, perguntei porque razão os Fertagus da tarde se atrasam quase sempre, ao contrário da manhã que são de pontualidade inglesa? A resposta foi simples “em Lisboa, andam outros comboios na linha e por vezes têm que se dar preferência aos regionais que vão para sul e não têm que andar atrás de nós!”. Eh lecas, de facto tem toda a lógica, um comboio que vai para Évora não tem que parar nas “capelinhas” todas até a Setúbal :)
É pena que a informação que é gerida nas plataformas não é da responsabilidade de cada operadora, ou seja, quando um Fertagus se atrasa, a menina que “fala” connosco apenas diz que está com atraso e não nos informa mais nada… Oh Fertagus, não dá para meter a cunha para esta gestão passar a ser da vossa responsabilidade?

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.35

Mais à frente temos a equipa responsável pela boa gestão dos equipamentos de venda, máquinas, bilheteira entre outros. Aqui a Permanência Comercial tem acesso a toda a informação de cada máquina, desde trocos, falta de papel, avarias, etc etc. O mais curioso ainda é que esta equipa consegue ajudar quem está do outro lado na máquina a tentar tirar um bilhete. Nem todas somos iguais, e se há quem já renove passe de olhos fechados, há quem olhe para “aquilo” como um “Burro a olhar para um palácio” (sem querer ofender ninguém), mas a verdade é que acontece e sempre que tocar no botão de pedido de informação, do lado de lá aparece sempre alguém que ajuda.
A ajuda não é só explicar como se faz, a ajuda é mais valiosa do que isso, é conseguir fazer todo o processo onde o viajante só tem que efetivar o pagamento. Temos que admitir que dá muito jeito, para todos aqueles que tem dificuldades em autonomamente, o conseguirem fazer. Bem-haja Fertagus, não fazia ideia e fiquei impressionada…

Esta equipa tem uma vasta panóplia de outros serviços internos, um deles passa pela gestão das redes sociais, onde em dias mais complicados é atualmente um dos canais mais procurados, e onde é fundamental ter alguém “fisicamente” a ajudar no que for preciso. Eu já experimentei e funciona :)

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.14

Ainda na mesma sala, temos o controlo do acesso de viaturas nos parques de estacionamento. Aqui, há um segurança 24h a controlar todas as saídas e entradas dos vários parques da Fertagus. Como em todas as profissões, há horários com maior fluxo e sempre que precisamos de tocar no botão de informação, a “chamada” pode estar em espera, mas ele acaba sempre por nos atender.
Ao passar o passe na cancela, aparece todo o registo daquele passe, é impressionante a quantidade de informação…
Informação essa que é fundamental no caso de a cancela não abrir. O nosso passe ou ticket dispõe do mais variado tipo de informação, desde a sua validade, pagamento se foi feito com sucesso, em que máquina, a que horas… é uma imensidão de informação para gerir.

Do lado de lá, está sem dúvida uma equipa multidisciplinar que diariamente dá um apoio “não visível” a todos nós, utilizadores deste meio de transporte.

 

Obrigada mais uma vez Fertagus por nos abrirem as portas da “vossa casa”.
Nós aqui fomos “ao lado de lá”
Nós aqui visitámos isto

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Fertagus

FERTAGUS, LSBblog