Dr Bernard

O INDESCRITÍVEL E ELEGANTE ESPAÇO DO DR BERNARD. Por Catarina Laborinho

gostamos

O espaço é WOW, e logo depois vem um FINALMENTE. WOW porque é indiscritível… todo o encanto e elegância de um bar de praia está lá, um FINALMENTE porque já não era sem tempo que chegava à Costa da Caparica algo do género! Fazia realmente falta um espaço como este…

Fomos ao Dr. Bernard a convite, obrigada desde já pela cortesia, e digo-vos que ficámos maravilhados. Foi um mix de sensações, tivemos direito a um pôr-do-sol mágico ao nível de um Dhow de Maputo. Há quem diga que é o mais bonito pôr-do-sol do Mundo, mas o nosso não lhe fica nada atrás, muito menos degustado no Dr. Bernard.

Gregory Bernard é o responsável por este projeto junto à praia do CDS. Francês, rendido ao potencial do local, apostou num novo estilo de vida descontraído, direcionado para a saúde e bem-estar. O projeto integra um restaurante de cozinha de autor, de base local e sazonal, o ONA.

Ao chegar fomos mimados com uma cortesia que não é de todo frequente nos dias de hoje, principalmente num Bar de Praia onde habitualmente quase que nos sentimos descartáveis… aqui foi diferente, bem diferente. Não foi de todo por saberem que éramos convidados, mas porque são assim, educados e elegantes… são formados para tal, todo o staff é oriundo de espaços de renome a nível nacional e internacional e é aí que o modelo muda completamente.

dr Bernard

Esqueçam os modelos de cardápio com hambúrgueres e saladas comuns, aqui a carta pode não caber no bolso de todos mas é carregada de requinte pelo que recomendo vivamente o esforço… vale cada pormenor.

No Dr Bernard o conceito é partilhar, não há pratos pensados para cada um, há pratos pensados em experiências, sabores, mas para todos. Imagine-se a sair de praia, num dia quente onde a última coisa que lhe apetece é ir jantar a casa… aqui poderá sem dúvida acabar o dia com uma experiência absolutamente fantástica.

A carta foi desenhada pelo Chef Olivier Bur. Desenhada é sem dúvida a expressão mais indicada tendo em conta o vasto leque de sabores, cores e variedade de paladares que saboreamos. O Olivier começou por estudar cozinha em Zurique e voou até ao La Mar (Peru) e mais tarde no Pujol (México). Os ingredientes dos seus pratos estão ligados aos locais onde os serve e à experiência vivida, criando momentos únicos para quem tem a sorte de se sentar à sua mesa. Nós tivemos!

Ostras do Sado com vinagre de chalotas, Salada mista de folhas, raízes, ervas e queijo curado, Bolo de camarão tigre, Branzino grelhado, guajillo e batatas, Ceviche, Quinoa com molho de pêssego picante… estava tudo divinal!

Dr Bernard

A acompanhar todas estas iguarias e, como não podia deixar de ser, tivemos a oportunidade de saborear vários tipos de vinho. Sempre aconselhados e servidos pelo experiente staff de forma coerente e de acordo com os diversos paladares e texturas que nos iam chegando à mesa.

Foi sem dúvida uma experiência indescritível.

No final do jantar, do lado do bar, o ambiente já se estava a compor para uma noite maravilhosa ao som de músicas dos anos 70, encerrámos o nosso o dia sem sombra para dúvidas num dos melhores spots da Costa da Caparica.

Nós aqui iremos voltar ao Dr Bernard
E vocês, não vai experimentar?

 

Texto: Catarina Laborinho // Fotos: Catarina Laborinho e Dr Bernard

Visite os gansos do Parque da Paz

DESCOBRE A BIODIVERSIDADE NO PARQUE DA PAZ. 25 maio. Por Marlene Gaspar

gostamos

Hoje a professora da Victória deu-nos a conhecer um programa interessante para o fim de semana – no próximo sábado, 25 de maio é possível descobrir a biodiversidade no Parque da Paz. Cá em casa ouve-se que quando se for grande quer-se ser exploradora, cientista ou astronauta, o que me leva a crer que é um programa com sucesso garantido. Ora vejam:

 

 

 

ParquePaz1

 

ParquePaz2

E por aí, alguém interessado? A participação é gratuita e podes encontrar fauna e flora que não te passa a ti pelo penteado que existe e tudo isto aqui, no pulmão da nossa cidade de Almada e nesse sítio que é  tão especial – o Parque da Paz.

Nós aqui temos o Parque da Paz.

Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

FERTAGUS

DE 1 A 5 A FERTAGUS TEVE 4,5. Por Catarina Laborinho

Fertagus

Quando a escala é 5 e o resultado é 4,5 nós aqui queremos saber o porquê, e queremos-lhe mostrar que, se ainda não é cliente, quiçá mude de opinião depois de ler este artigo.

Para quem é nascido, criado ou passou pelo menos a adolescência por estas bandas sabe bem o quanto a margem sul se desenvolveu com a chegada deste gigante que é o comboio da ponte. Há 20 anos quando apareceu, a rede de transportes era muito limitada e na altura lembro-me bem a mudança radical que foi na minha vida.

Vamos recuar até 1999 (caneco, que até me gelou a barriga).

Em 99 já andava na faculdade e posso-vos garantir que fez uma enorme diferença. Para conseguir chegar a Lisboa, ou se ia de carro ou de barco, no meu caso era mais barco… para chegar até ao Seixal também não era fácil. Na altura vivia na Verdizela, na “minha aldeia” como eu lhe chamava com tanto carinho, e o único transporte que tinha era a minha wallaroo roxa – que ainda existe – (com muita estima, amor e carinho), mas que apenas dava os seus maravilhosos e velozes 50km/h, aquilo andava nas horas… 😀

Resumindo, não era mesmo nada fácil, não havia espaço para atrasos, porque o barco não esperava por mim e infelizmente os horários não eram de todo compatíveis com os meus… aquele primeiro ano foi muito complicado, principalmente no regresso, onde a espera era de hora em hora.

Até que se deu o BOOM, a Fertagus chegou finalmente. Numa primeira fase, lembro-me que não chegava até setúbal, confesso que não sei bem até onde chegava, mas chegavam até aos Foros de Amora que era, e é, a MINHA ESTAÇÃO. A mudança foi brutal, lembro-me que me dava ao luxo de “jogar” com o horário dos autocarros da carris que estavam parados em Campolide para decidir se saía naquela estação ou se ia até Entre Campos para apanhar o metro até ao Rato. Na altura estava no IADE e acho que a única coisa boa que “perdi” foram os passeios à beira rio no 28 que ia até aos Prazeres. Belos passeios fiz eu por Lisboa no velhinho 28. :)

Mas esta mudança foi boa para todos nós, “primeira estranha-se, depois entranha-se”, já dizia o Fernando Pessoa quando desenvolveu este slogan em 1927 para a Coca-Cola.

Com a Fertagus é exatamente igual, e a prova disso foi o 4.5 resultado do índice global de satisfação feito em outubro pela PMCA consultores, junto dos passageiros nos Concelhos de Almada, Seixal, Palmela, Setúbal e Lisboa “que relevam em primeiro lugar, com níveis de satisfação muito alta, a segurança do comboio e a rapidez (4,8), a pontualidade e a limpeza do comboio (4,7). 

Screen Shot 2019-03-15 at 17.15.03

De destacar, o impacto da Fertagus na qualidade de vida dos habitantes destes Concelhos, uma vez que os resultados demonstram que os comboios da Fertagus têm um impacto positivo no quotidiano dos clientes, na medida em que proporcionam mais tempo livre, menos stress, maior flexibilidade e mais organização.”

Este inquérito não veio apenas tirar conclusões positivas para a Fertagus, veio igualmente sensibilizar a empresa “sobre áreas tidas como a melhorar, especialmente na facilidade de aquisição de bilhetes, variedade de títulos e no atendimento aos Clientes, que face aos acréscimos de procura verificados irão merecer um reforço da atuação da empresa.”

Na próxima vez que pensar em levar o carro para ir trabalhar, e se de facto não precisar dele no seu dia-a-dia, experimente ir de comboio. Pense no ambiente, pense no valor disparatado do combustível, no valor do estacionamento… mas principalmente no seu conforto.

Aqueles 20 minutos para cada lado, a pontualidade inglesa, a limpeza e o conforto, a mim, fazem toda a diferença.
Aposto lhe farão a si também. Experimente!

Veja aqui o resume de quem o utiliza com regularidade.

 

Nós aqui gostámos do 4.5
Nós aqui também vamos de comboio

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

 

Fertagus

A FERTAGUS PENSA NO AMBIENTE DURANTE TODO O ANO. E VOCÊ? Por Catarina Laborinho

apoiamos

Muito se fala no ambiente, no consumo excessivo dos recursos naturais, na reciclagem e num planeta que diariamente devemos proteger. E a Fertagus não fugiu à regra!

Pois é, se pensa que os quilómetros só existem no alcatrão está enganado!! A Fertagus em nome do ambiente substituiu 3 quilómetros de lâmpadas fluorescentes o que representa uma redução no consumo energético com iluminação de 60%. 

Promovendo mais verde sem descurar o nosso conforto pois os dias estão frios, a Fertagus renovou ainda o sistema de climatização com a substituição do tradicional ar condicionado por bombas de calor, isto representa uma poupança de mais de uma tonelada e meia de gás refrigerante e uma redução de consumo de 30%!! O ozono vai agradecer!! E se é cliente Fertagus já reparou de certeza que os nossos comboios andam bem mais quentinhos.

Fertagus

Sabe o que é a limpeza criogênica? Não? Então nós explicamos. A Fertagus investiu em diversos equipamentos de limpeza criogênica, esta é realizada através da projeção de pequenas partículas de gelo seco (-80ºC), onde uma das principais vantagens são a redução substancial dos tradicionais produtos de limpeza tóxicos para o ambiente. Tudo isto foi implementado sem afetar a normal circulação dos comboios o que requereu uma enorme ginástica na logística das 17 unidades em serviço comercial.

Quando pensar no ambiente, pense de uma forma transversal.
Se ainda não é cliente Fertagus está à espera do que?
Deixe o carro em casa 😉

Nós aqui apoiamos isto
Nós aqui somos amigos do ambiente

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: DR

FERTAGUS, LSBblog

Screen Shot 2018-09-19 at 12.18.48

FERTAGUS PROMOVE O SEIXAL ATRAVÉS DE NOVAS CARRUAGENS. Por Catarina Laborinho

APOIAMOS 1

Quando falamos no Seixal, os nossos olhos brilham, do Seixal e não só, claro, de toda a Margem Sul.

Enquadrado na semana Europeia da Mobilidade #mobilityweek, a Fertagus e a Câmara Municipal do Seixal apresentaram na passada segunda feira a carruagem decorada com imagens da “Baía no Coração do Tejo”, com o objetivo de promover turisticamente este destino da nossa Margem.

Na assinatura do protocolo, na Estação do Fogueteio, estiveram presentes a Sra. Dr.ª Cristina Dourado e o Sr. Engº Joaquim Santos, como não podia deixar de ser, há que manter as nossas tradições onde se troca champagne por moscatel e os canapés pelo pastel da Fidalga também típico da região.

A campanha, inspirada na obra do escritor e dramaturgo romântico Almeida Garrett, “Viagens na minha Terra” que consistiu na disponibilização de um comboio a cada um dos municípios que os comboios da Fertagus percorrem, para efetuarem a decoração do mesmo com o intuito da promoção turística de cada município.

bdr

Engº Joaquim Santos, Presidente da Câmara Municipal do Seixal e Dr.ª Cristina Dourado, Administradora-delegada da Fertagus

Com a decoração da carruagem, a Câmara Municipal do Seixal, promove a fantástica “Baia no Coração do Tejo” com lindíssimas imagens que enchem os olhos aos utilizadores dos comboios da Fertagus nas suas deslocações entre a Margem Sul e a nossa Capital. Quem já conhece vai gostar de ver a “sua” região espelhada,   quem ainda não conhece esta pérola em pleno Seixal, passará a conhecer suscitando a vontade de fazer um tour pela região.

Esta é uma brilhante campanha que uma vez mais da a conhecer o que temos de melhor.

Ainda esta semana a Fertagus irá igualmente inaugurar o comboio de Setúbal, com uma viagem a partir de Lisboa. Estamos em pulgas para ver este gigante nos carris ou na “estrada” :)

Nós aqui apoiamos a promoção da Margem Sul
Nós aqui gostamos dísto

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

WP_20180912_11_31_50_Rich

Pssst, ESTAMOS À TUA ESPERA NA FCT ATÉ DIA 14! Por Catarina Laborinho

gostamos

Malta, não comecem o ano já atrasados!!! DIA 14 ESTÁ À PORTA :)

Até dia 14 de setembro encontram-se abertas as inscrições na FCT-UNL e como era de esperar a Fertagus está lá. Não apenas como ponto de informação mas sim com vantagens para os nossos caloiros. Ah pois é, nós aqui também já passámos por isso e é de facto uma experiência marcante! 

Para as inscrições/adesões feitas até dia 14 na FCT, a Fertagus oferece o cartão Lisboa Viva, e também 25% de desconto no primeiro carregamento do teu passe.

Basta para isso apresentares o Voucher que te vai ser entregue na FCT numa Bilheteira Fertagus até 31 de Outubro.

image001

Pssst! Dia 14 é já esta sexta-feira 😉

Nós aqui andamos à caça aos descontos.
Nós aqui estamos a entrar em mais um ano escolar

 

1.001

Texto: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

Screen Shot 2018-08-28 at 16.47.59

#PORUMMUNDOMELHOR Por Catarina Laborinho

gostamos

A ideia não é da Margem Sul nem tão pouco produzido deste lado da margem, mas podia ser!

Aqui no blog tentamos sempre dar-vos as boas novas do que se passa deste lado, contudo quando tenho acesso a ideias brilhantes gosto de as partilhar com quem me rodeia, e vocês também fazem parte deste Universo.

Quem conhece a InfiniteBook? 
ESCREVE, APAGA, REUTILIZA! 

Um quadro liso, pautado ou pontilhado, em forma de caderno que dá para escrever tudo o que queremos e num simples passo conseguimos apagar.
Por este lado vai dar uma jeitaça, já que passo a vida a “gatafunhar”, por outro lado deixo de desperdiçar papel e consequentemente ajudo a Mãe Natureza.

ps: falo tanto disto que a minha Amiga Maria Jordão também já tem o dela ♥

Sabe mais aqui: www.infinitebook.com
@iaminfinitebook

Screen Shot 2018-08-28 at 16.56.01

Nós aqui fazemos de tudo #PORUMMUNDOMELHOR
Nós aqui gostamos d’isto

Texto: Catarina Laborinho
Foto: InfiniteBook

 

 

Screen Shot 2018-08-20 at 16.06.29

E QUANDO A RECICLAGEM COMEÇA LOGO NA PRAIA. Por Catarina Laborinho

gostamos

Hoje em dia muito se fala em reciclagem, em limpezas de praia fora da época balnear mas é importante sensibilizar a população para este assunto durante todo o ano, e foi isso que vi este sábado!

Este fim de semana, na praia da Mata, vi uma equipa da AMARSUL a sensibilizar todos os banhistas. Localizados à entrada da praia, junto de um contentor orgânico, pediam a quem se dirigisse ao mesmo para separar as embalagens e as garrafas e depositar as mesmas no contentor apropriado que se encontrava a poucos metros.
Certamente já repararam que todas as praias de bandeira Azul têm ecopontos no estacionamento. A reciclagem não deve ser esquecida nem mesmo em momentos de lazer, por isso já sabe, se colocar um plástico ou vidro num contentor verde, os “meninos” da AMARSUL vão convida-lo a colocar no sítio certo.

A ação de sensibilização da AMARSUL estende-se em paralelo às praias de Sesimbra, onde irá encontrar uma outra equipa entre os dias  22 e 26 de Agosto na na Praia da Califórnia. 

Nós aqui gostamos d’isto
Nós aqui também reciclamos

Texto e Foto: Catarina Laborinho

passeio BTT

ATL’S DE VERÃO – COMO ESCOLHER? Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Todos os anos o cenário se repete…os miúdos começam as férias “demasiado cedo” e os adultos invariavelmente “demasiado tarde”.

Longe vão os tempos em que no primeiro dia de férias os miúdos eram “empacotados para a Terra” e só regressavam 3 meses depois, um dia antes das aulas recomeçarem. Eu fui uma destas felizardas, até aos 18 anos as minhas férias grandes eram passadas assim, com um enorme grupo de primos e amigos, com os quais construíamos as melhores memórias e aventuras inconfessáveis.

Sempre senti uma pontinha de inveja pelos meus amigos que passavam férias tipo “verão Azul”, todo o santo dia na praia rodeados de amigos. No entanto confesso que ninguém consegue ultrapassar as aventuras nas minas, nas grutas, nas escaladas de montanhas, nos mergulhos gelados no rio proibido, no “roubar da fruta”, nos bailes dançantes, nas boleias partilhadas…Daí ficaram as amizades de uma vida, laços inquebráveis que fazem com que anos depois pareça que foi ontem que tudo aconteceu.

Os riscos controlados, os desafios ultrapassados, longe da vista dos adultos mas com um grupo inseparável, fizeram de todos nós adultos mais seguros e confiantes.

Hoje porém, tudo parece perigoso, os miúdos não correm riscos e pouco ou nada são colocados perante desafios. As semanas de férias disponíveis oferecem atividades seguras e por vezes muito pouco desafiantes…

É urgente que as nossas crianças possam ter mais oportunidades de se mexerem, de explorarem os seus limites, os limites do seu corpo, tenham liberdade de experimentar, de aprender competências desportivas, mas também funcionais, aquelas coisas que poderão ser úteis qualquer dia destes…

Caminhadas desafiantes pela Serra da Arrábida para alcançar o topo mais alto sentindo-se o maior explorador do mundo, noções de socorrismo para que quando aquele “azar” acontece saibamos o que devemos fazer, cozinhar umas maravilhosas bolachas,  pedalar em BTT por entre as serras, aprender a fazer a manutenção da bicicleta, conhecer as diferentes espécies de animais e plantas existentes na Lagoa de Albufeira, experimentar o windsurf e o padell, conviver com os jovens e adultos que frequentam os diferentes espaços da Cercizimbra e concluir que, diferentes somos todos Nós e que cada um é único e especial!

ATL

Estas espetaculares experiências foram me relatadas pela minha filha de 12 anos que este ano frequentou as semanas de férias FUI, dinamizadas pelo Centro de Animação para a Infância da Cercizimbra. Desafio, aventura, risco controlado, possibilidade de convívio entre diferentes idades, desenvolvimento da capacidade de entre-ajuda.  Claro que toda esta “ maluquice” é muito controlada e dinamizada por todos os competentes profissionais que estão envolvidos nestas semanas de férias.  Para todos eles o meu muito Obrigado e espero que a noite do acampamento com jantar partilhado, tendas de “partidas”, jogos e dinâmicas com os escuteiros esteja a correr igualmente bem. Amanhã terei com certeza muitas peripécias para escutar, ou só algumas, porque muitas irão ficar no segredo do grupo…

Estas experiências diversificadas são fundamentais no desenvolvimento das nossas crianças, como tal, antes de os inscrever tente perceber qual o programa de atividades, quem são os profissionais que vão acompanhar os seus filhos e se existe feed back de outros pais e crianças.

Uma boa escolha fará toda a diferença nas memórias de Verão do seu filho e de certo nas suas também!

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

31530522_632024350470500_3677435854504067072_n

E QUE TAL UMA AULA DE SURF? Por Catarina Laborinho

gostamos

Pois é, sabemos que o dia de hoje não está convidativo, aliás estou seriamente a pensar em voltar a calçar as botas visto que a chuva se lembrou de nos brindar de novo!! Mas… vai ser só até amanhã. Assim sendo, há que aproveitar o sol do fim-de-semana e para isso nada melhor que agendar uma aula de surf!!

Este sábado o tempo vai estar MARAVILHOSO, e se não tens nada para fazer ou se por outro lado andas há imenso tempo a querer experimentar chegou o dia, a hora e o momento. AULA DE SURF, com a SurfPro Surf School na praia da Mata pelas 10H. Eu já fui e adorei! Para mais informações o evento está criado no facebook.

N0 fim de semana passado foi assim…

,

Manda-te à água, porque vais ADORAR!

Das melhores sensações que podemos ter é sentir a água salgada no rosto… não é?

Nós aqui gostamos de Mar
Nós aqui temos isto

Contactos
surfprosurfschool@gmail.com // 939 219 023

Texto: Catarina Laborinho
Foto: Surf Pro Surf School Escola de Surf – Costa da Caparica