senior2

“GRANDE LATA” PARA OS SÉNIORES NO SEIXAL

graffitamos 3 3

O Concelho do Seixal vai proporcionar a um grupo de séniores entre os 67 e os 92 anos, entre esta quarta e sexta-feira um workshop de Arte Urbana, do projeto Lata 65, que inclui teoria e prática num muro.

O projeto de graffiti para a terceira idade – o Lata 65 – surgiu em Portugal para dar a possibilidade aos mais velhos de não serem apenas espetadores do trabalho dos artistas, mas poderem aprender a pintar, a grafitar, a fazer arte de rua. Nós aqui, adoramos esta iniciativa e ficámos muito contentes por saber que os nossos idosos no Seixal vão fazer parte dela.

Este workshop é o primeiro a ser financiado por pessoas de vários países, contou à Lusa a mentora do Lata 65, a arquiteta portuguesa Lara Seixo Rodrigues. E em Portugal, destacou-se uma contribuição do Seixal e, por isso, foi pedido a quem a fez que sugerisse uma instituição daquela localidade para receber o Lata 65.

senior

A eleita foi a AURPIS – Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, vocacionada para prestar apoio e assegurar o bem-estar físico e social a idosos, crianças, jovens e respectivas famílias.

Um grande bem-haja para esse contributo e para a promoção desta iniciativa, que faz todo o sentido na nossa comunidade e sociedade.

cores

Nós aqui, temos graffiters séniores.
Nós aqui temos isto.

Fonte: O Público.

Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.27.24

NÓS AQUI, “DESLOCAMOS” ISTO.

apoiamos isto

Quatro obras da exposição “Coming Out” foram furtadas no Chiado e apareceram este fim de semana na margem sul. Não é roubo, é um deslocamento, diz o “Robin”.

Foi com um sorriso maroto nos lábios que encarámos esta notícia deste fim de semana. Ver as “gordas de um jornal” com “Roubo” e “Margem Sul”, já fazia adivinhar aquelas histórias que dão como verdades “La Palice”! Mas, à medida que vamos lendo o artigo, somos surpreendidos com uma boa e surpreendente notícia.

Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.26.51 Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.27.38

Sempre fomos fãs do Robin dos Bosques e creio ter visto quase todas as homenagens que a sétima arte lhe fez (já para não falar que vi para mais de uma dezena de vezes o filme com Kevin Costner, Mary Elizabeth Mastrantonio e o “grande” Morgan Freeman – de quem sou completamente fã – com a banda sonora do Bryan Adams – que “decorava” os meus cadernos na secundária!). Mas, a história do “Robin das Artes” dignifica o seu propósito.

Em dois meses, desapareceram 14 dos 31 quadros da exposição “Coming Out”, que o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) colocou pela Baixa de Lisboa. O “Retrato do Conde de Farrobo”, o “São Damião”, o “Retrato do Senhor de Noirmont” e “Conversação” estão entre as réplicas furtadas, mas continuam poder ser vistas por todos. Só que agora é preciso ir para o lado sul para apreciá-las. “Não é um roubo, é um deslocamento”, diz ao Observador um dos autores do desvio.

O objetivo do “furto” era colocá-lo perto de casa, num bairro entre o Laranjeiro (Almada) e Miratejo (Seixal): – Gostámos muito da atividade do museu e achámos que devia ser alargado a outros sítios.

Um dos “autores da proeza” disse que até lhe ofereceram dinheiro por uma das obras, mas não cedeu: A ideia sempre foi partilhar. Não é um roubo, é um deslocamento, defende este “Robin das Artes”. Os moradores acharam a ideia tão boa que os dois autores já imaginam fazer “uma espécie de galeria para a comunidade.” Não pretendem “deslocar” mais obras, pois já passaram a ideia.

Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.26.42 1

Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.26.24 Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.27.12 Captura de ecrã 2015-12-7, às 14.26.32

Tendo em conta o objetivo e que António Filipe Pimentel Diretor do MNAA não ficou aborrecido com a ideia, pois até achou-a divertida, nós aqui gostámos muito de saber da novidade e que: Ninguém tentou levar nem vandalizar, está intacto.

Um dos “autores da proeza” disse que até lhe ofereceram dinheiro por uma das obras, mas não cedeu: “A ideia sempre foi partilhar. Não é um roubo, é um deslocamento”, defende este ‘Robin das Artes’.

Os moradores acharam a ideia tão boa que os dois autores já imaginam fazer “uma espécie de galeria para a comunidade.” Nós aqui, apoiamos isso.

Nós aqui temos o “Robin da Artes”.
Nós aqui temos isto.

Fonte e créditos: O Observador.

JRR_8515v2_JR

ENTREVISTA COM #ORLANDO SANTOS

#SIGLA 1

com ORLANDO SANTOS

Orlando Santos, músico que vive na South Bay.
O Orlando é apaixonado por música desde a infância e para além de compositor é uma das melhores vozes masculinas nacionais. Admirador da cultura jamaicana, Orlando Santos mergulha em territórios próximos do reggae, rock e música soul. É um dos raros músicos em Portugal a tocar de forma exímia a slide guitar. Foi-lhe oferecida uma pelo Ben Harper, quando fez o concerto de abertura deste. As suas composições são marcadas por palavras de esperança e amor, onde se destacam a preocupação pela Natureza ou a observação das transformações sociais.

O Lisbon South Bay blog foi ao seu encontro, no Lorosae nas Praias de S. João, onde com ele tocámos neste blog.
Vamos então ouvir… isto!

O Lisbon South Bay blog agradece ao Lorosae Sol Nascente:

Captura de ecrã 2015-10-24, às 19.19.50

Pedro Henriques

“A TEORIA DO FUTEBOL” NA SOUTH BAY

APOIAMOS 3

Nós aqui, ficámos ontem na primeira fila a assistir à apresentação do livro “A Teoria do Futebol” do Pedro Henriques com Rui Miguel Mendonça, na Fnac do Fórum Almada.

JR5_6337_web

O Futebol e tudo o que com ele está relacionado tem a capacidade de mexer com paixões, opiniões e de não deixar (quase) ninguém indiferente. E, esta apresentação corroborou isso mesmo. A interação do público presente mostrou porque é que o Futebol (ainda) é rei. Há sempre uma opinião, um interesse, uma convicção difícil de se encontrar noutras áreas. O que o torna tão envolvente.

Nós aqui, gostámos de assistir a isso, mas principalmente gostámos de ouvir o Pedro contar a ilusão e desilusão que o Futebol lhe causou. As atitudes que se geram quando se está no topo e quando se sai dele. E, que o “obrigaram” a afastar-se! Mas, como tudo o que é vivido com e por paixão, fê-lo voltar. Na nossa opinião, isto sim, não acontece só no Futebol, mas em todas as áreas que amamos. Por isso, vamos querer ler e conhecer  histórias que aqui foram mencionadas e muitas mais que vamos encontrar.

O Pedro fez uma dedicatória ao nosso blog, e nós aqui agradecemos isso.

JR5_6340_web

Nós aqui, temos “A Teoria do Futebol”.
Nós aqui temos isto.

Fotografia: Joel Reis

IMG_3333

ILUMINA-ME 2015

APLAUDIMOS

Prometemos e cumprimos, na noite de 28 de novembro, sábado, o céu de Sesimbra ficou ainda mais iluminado com centenas de balões de ar quente. Ilumina-me é o nome desta ação, promovida pela Cercizimbra (Cooperativa para Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptadas de Sesimbra), desde há 3 anos, em parceria com a Câmara Municipal e outras entidades e associações do concelho. Esta iniciativa pretendeu assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência e, ao mesmo tempo, recolher donativos a favor do Centro de Atividades Ocupacionais da Cercizimbra.

Nós aqui apoiamos esta causa e estivemos lá a adquirir e lançar um pequeno balão biodegradável (sim, porque também apoiamos o ambiente). O balão custou €3 – verba era encaminhada para ajudar esta cooperativa de solidariedade social – que há mais de três décadas acolhe, reabilita e trabalha pela integração social e bem-estar de pessoas portadoras de deficiência motora e intelectual.

O céu de Sesimbra ficou ainda mais brilhante.

IMG_3333

IMG_3295

IMG_3340

IMG_3321

IMG_3341

Nós aqui apoiamos isto.
Nós aqui temos isto.

JRR_8350v1_JR

ENTREVISTA COM #VASCO BOUCINHA

#SIGLA 1

com VASCO BOUCINHA

Vasco Boucinha, 39 anos, casado e pai da Marta.
Canta desde que se lembra, aos oito anos começa a aprender piano, aos quinze inicia formação em viola clássica e muda-se definitivamente para a Verdizela, altura em que os WONDERLAND começaram a dar os primeiros passos. Daí em diante foi o desenvolvimento da carreira dos WONDERLAND.

Nos últimos 5 anos também dá aulas de música integrado nas actividades de enriquecimento curricular do primeiro ciclo da Escola Básica Carlos Gargaté. O Lisbon South Bay blog foi ao seu encontro, no Estúdio em Almada, onde com ele tocámos neste blog.
Vamos então ouvir… isto!

Fotografia: Joel Reis
O Lisbon South Bay Blog agradece ao Estúdio Ponto Zurca:

ponto zurca

1JRPL6310_JR

CONCERTOS NO SOLAR DOS ZAGALLOS

APLAUDIMOS

O Solar dos Zagallos na Sobreda é uma acolhedora casa apalaçada do século XVIII, recuperada pela Câmara Municipal de Almada e transformada em Centro Cultural vocacionado para as culturas locais. Tem jardins românticos, três capelas e os vários espaços da casa são imperdíveis. Os estuques, os azulejos e os frescos são por si só argumentos suficientes para uma visita.

Mas, o Solar dos Zagallos é ainda palco de agradáveis concertos de música clássica, exposições, ateliers, recitais e outras iniciativas culturais.

1JRPL6310_JR 1JRPL6415_JR 1JRPL6472_JR

Nós aqui recomendamos este dezembro aos fins de semana pelas 16 horas a assistir aos concertos de música nesta quadra natalícia de:

. Academia de Música de Almada

. Associação de Instrução e Recreio Familiar Almadense

. Sociedade Filarmónica União Artística Piedense

. Escola de Música “Eu sei”

A entrada é gratuita.

Nós aqui temos concertos de Natal.
Nós aqui temos isto.

Fotografia: Joel Reis

 

Localização
Solar dos Zagallos
Centro de Artes Tradicionais de Almada
Largo António Piano Júnior
2815-716 Sobreda
Tel. 21 294 70 00
Fax: 212 94 70 09
E-mail: zagalos@cma.m-almada.pt

Coordenadas GPS
38° 39′ 0.875″ N    9° 11′ 24.500″ W

Horário
Quarta a sábado: 10h – 12h e 14h – 17h30
Domingo: 14h – 17h30
Encerrado nos feriados

 

Anjos

NÓS AQUI, APLAUDIMOS O CONCERTO DOS #ANJOS.

APLAUDIMOS

Na noite de lançamento do nosso blog, os Anjos não estiveram presentes por uma boa causa. Estiveram a dar um concerto Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, aqui na South Bay, em beneficência da Associação Nós – Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente no Barreiro, instituição que apadrinham. O concerto teve lotação esgotada assim que abriu a bilheteira e os Anjos doaram essa receita à instituição. Nós aqui, ficamos orgulhosos pelos Anjos e mostramos um bocadinho do que foi esse espetáculo.

Nós aqui apoiamos causas de beneficência.
Nós aqui temos isto.

Captura de ecrã 2015-11-26, às 23.28.13

19ª MOSTRA DE TEATRO DE ALMADA

APLAUDIMOS

Em Novembro, Almada é palco de mais uma Mostra de Teatro. O número 19 marca esta nova edição: 19 espetáculos e 19 grupos de teatro locais na 19ª Mostra de Teatro de Almada.

De 12 a 29 de Novembro em 12 salas que se expandem à Trafaria e à Costa da Caparica.

Nesta edição, a tónica é uma programação multifacetada que compreende espetáculos, 10 dos quais em estreia, textos inéditos e de autores muito variados, espaços de debate e formação e exposições.

Captura de ecrã 2015-11-26, às 23.29.39

Ver programa aqui

Nós aqui temos a mostra de teatro de Almada.
Nós aqui temos isto.

 

Leão18

O PECADO DA PREGUIÇA

espreguiçamos n’ 1

 

Diz que hoje é Dia Internacional da Preguiça e, apesar de não lhe vermos grande utilidade, há que assinalar a data.

Diz a Wikipédia que o preguiçoso é o indivíduo avesso a atividades que mobilizem esforço físico ou mental. De modo que lhe é conveniente direcionar a sua vida a fins que não envolvam maiores esforços. E tendo em conta o verão de S. Martinho que apareceu muitos decidiram espreguiçar-se nas praias da Lisbon South Bay. E fizeram uma ótima escolha, o dia está fantástico, a água convida e os bares/restaurantes da praia estão aqui para vos receber de braços abertos.

Apesar da preguiça ser considerado um dos 7 pecados, não nos parece que se deva gozá-la somente neste dia e nos outros 364 ou 365 dias do ano ela não possa dar o “ar da sua (des)graça”. De quando em vez, a preguiça tem direito a um “espacinho” até pelo prazer de conseguir combatê-la e ganhar-lhe. E também, em doses q.b., é bom dar-lhe alguma confiança.

Ora se a preguiça é o “cérebro a enviar mensagens para o corpo para poupar energia”, o nosso está a receber essa mensagem agora mesmo, por isso vamos ficar por aqui.

Nós aqui espreguiçamos n’isto.
Nós aqui temos isto.