Scopphu

LEGOS PARA TODAS AS IDADES. Por Catarina Laborinho

apoiamos

 

Muitos de nós bricámos com legos e ainda brincamos porque o papel de mãe e pai assim o exige.
E para fins profissionais, já pensou nisso?

A Scopphu, uma empresa de formação e consultoria, especializada em gestão de projetos, lança esse mesmo desafio.

“É uma das ferramentas mais fortes já utilizada para resolver problemas numa organização. A chave deste método ágil é a metáfora. E não, não é uma brincadeira de crianças.”

“O cérebro vai ser influenciado pelas mãos. Comecem a mexer nas peças,” incita Diego Maffazzioli, facilitador credenciado de Lego Serious Play (LSP). Ainda com alguma timidez, os oito participantes do workshop começam a remexer no amontoado de peças Lego que se encontra no centro da mesa. Entre os famosos tijolos – que permitem mil e uma conjugações diferentes –, estão bolos de aniversário, botes, elefantes, tigres, macacos, bonecos variados que podem trocar de cabeça (transparente, com coroa, com diferentes chapéus) ou até mesmo ficar sem ela. A imaginação é o limite. “A chave do Lego Serious Play é a metáfora”, explica o facilitador da Scopphu – empresa formadora. A convite dela, o Observador Lab participou no workshop para conhecer um pouco mais sobre a metodologia LSP, na qual as peças de Lego são o instrumento principal. Curioso?

O artigo é do OBSERVADOR, e nós aqui fomos lá espreitar 😉

Veja o artigo completo aqui

 

Nós aqui apoiamos isto
Nós aqui gostamos de Legos

Texto & Fotos: Observador

siemensPT

SIEMENS CONTRATA PESSOAL PARA FÁBRICA EM CORROIOS. Por Marlene Gaspar

precisamos 2

A notícia não é minha, mas é tão boa que é inevitável partilhar. A Siemens anunciou um reforço do investimento na fábrica de quadros eléctricos de Corroios, com um aumento de 60 por cento na capacidade de produção e a contratação de mais de 100 pessoas.

Ora, abrirem 102 postos de trabalho na região é sempre motivo de celebração e a administração refere que o objetivo é “potenciar um aumento da capacidade de produção de quadros elétricos industriais da multinacional alemã, que têm vindo a ser exportados de Portugal para os cinco continentes”, diz a administração da empresa em Portugal.

Os quadros eléctricos de baixa tensão da Siemens, os Sivacon S8, são produzidos em Corroios, no Seixal, e exportados para 56 países, de todo o mundo. A fábrica conta com 154colaboradores que produzem 2000 unidades anualmente e neste momento é manifestamente pouco, por isso a empresa alemã decidiu reforçar a capacidade produtiva da unidade.
Pretendem aumentar a produção em 60 por cento, alcançando as 3200 unidades anuais, das quais 92 por cento terão como destino a exportação. 56 novos colaboradores já entraram procuram-se mais 46 farão o mesmo ao longo do ano. Pedro Pires de Miranda, presidente Executivo da Siemens Portugal clarifica que: “Esta expansão deve-se ao aumento da procura deste tipo de quadros de baixa tensão, devido à qualidade destes equipamentos ‘Made in Europe’.
Boas notícias para o concelho e resta-nos desejar muito sucesso no alcance dos objetivos. Nós aqui queremos mais e melhor emprego.
Nós aqui temos novos postos de trabalho.
Nós aqui temos isto.
Texto: Marlene Gaspar
Fonte: ADN – Agência de Notícias
Foto: Siemens
WP_20180912_11_31_50_Rich

Pssst, ESTAMOS À TUA ESPERA NA FCT ATÉ DIA 14! Por Catarina Laborinho

gostamos

Malta, não comecem o ano já atrasados!!! DIA 14 ESTÁ À PORTA :)

Até dia 14 de setembro encontram-se abertas as inscrições na FCT-UNL e como era de esperar a Fertagus está lá. Não apenas como ponto de informação mas sim com vantagens para os nossos caloiros. Ah pois é, nós aqui também já passámos por isso e é de facto uma experiência marcante! 

Para as inscrições/adesões feitas até dia 14 na FCT, a Fertagus oferece o cartão Lisboa Viva, e também 25% de desconto no primeiro carregamento do teu passe.

Basta para isso apresentares o Voucher que te vai ser entregue na FCT numa Bilheteira Fertagus até 31 de Outubro.

image001

Pssst! Dia 14 é já esta sexta-feira 😉

Nós aqui andamos à caça aos descontos.
Nós aqui estamos a entrar em mais um ano escolar

 

1.001

Texto: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

scopphu

OFERTA DE EMPREGO. ÉS PROJECT MANAGER?

Se és Project Manger este anúncio é para ti!
A SCOPPHU está a recrutar!

O QUE PRECISAS DE TER:

Licenciatura na área de Tecnologias de Informação;
#Serão valorizados outros graus académicos;
#Experiência relevante em gestão de projetos de desenvolvimento aplicacional e de integração de sistemas;
#Experiência na utilização das seguintes ferramentas: MS Project; MS PowerPoint; MS Excel.
#Conhecimento das práticas/metodologias de Gestão de Projetos (ex. PMP, IPMA, MSP).
#A certificação numa dessas metodologias será valorizada;
#Atitude orientada a objetivos;
#Facilidade em estabelecer relações interpessoais;
#Capacidade de qualificação e sistematização de informação;
# Capacidade de comunicação e negociação;
#Autonomia e fortes capacidades de liderança e de sentido de compromisso;
#Organização e visão estratégica;  
#Fluência em inglês.

O QUE ESPERAMOS DE TI:

#Prever e gerir os principais problemas, conflitos e riscos do projeto;
#Gerir os recursos financeiros, materiais e humanos afetos ao projeto;
#Gerir stakeholders e as suas responsabilidades;
#Dinamizar as equipas de projeto.

Se tens o que é preciso, contacta-nos através de candidaturas@scopphu.com 

 

Fonte: Scopphu

Were-hiring

BUSINESS DEVELOPMENT MANAGER, PRECISA-SE PARA ALMADA. Por Catarina Laborinho

precisamos para 1

 

A JOB OR A AGILE EXPERIENCE FOR LIFE?
MAYBE HERE!A Scopphu está a crescer e precisa de um reforço de capital humano para a equipa de Talent & Training, para os quais têm grandes desafios! Nós aqui precisamos de um BUSINESS DEVELOPMENT MANAGER.

Se te enquadras neste perfil não percas tempo.

O QUE PRECISAS DE TER
• Formação superior (preferencial, mas não eliminatório);
• Experiência profissional igual ou superior a 3 anos na área de vendas e desenvolvimento de negócio;
• Excelentes competências de relacionamento interpessoal e comunicação;
• Proatividade, vontade de exceder expectativas, as próprias e as definidas pela Scopphu. Atitude!;
• Experiência na utilização de software de gestão, MS Office na optica do utilizador;
• Bons conhecimentos em Inglês.

O QUE ESPERAM DE TI
• Grande capacidade de te relacionares com pessoas (e não apenas com numeros), espírito de equipa e boa disposição;
• Participes na definição da estratégia comercial;
• Evangelizes clientes com novas soluções de Formação e Recrutamento;
• Participes nos processos de recrutamento da equipa de consultores;
• Realizes reuniões de acompanhamento de colaboradores e clientes;
• Elabores propostas comerciais ajustadas às necessidades;
• Potencies novas soluções de formação e consultoria de RH orientadas às TI’s.
• Autonomia, pro-actividade e foco;
• Rigor no que fazes e capacidade de priorizar;

O QUE TE VAI ANIMAR
• Fazer parte de uma equipa exclusiva, ágil e baseada nos relacionamentos e na simplicidade;
• Aceder a uma gestão de carreira directamente proporcional ao teu desempenho e interesse;
• Plano de formação customizado;
• Possibilidade real de integrar os quadros da nossa empresa;
• Se resides na margem sul, também estamos deste lado, evitarás filas de transito;
• Excelente ambiente de trabalho.

Are you the Agile one?

Para agilizar envia o CV por aqui 

Rua dos Inventores
2825-182 Caparica, Setubal, Portugal
Nós aqui precisamos de Business Development Manager
Nós aqui temos um emprego para ti.
Texto: Catarina Laborinho & Scopphu
Fotografia: D.R.
Cidadania

PRECISA-SE DE PROFESSOR(A) DE 1º CICLO. ALFEITE. Por Marlene Gaspar

precisamos 2

Desde que a minha filha entrou no primeiro ciclo que as AECs (Atividades Extra Curriculares) fazem parte do seu dia a dia na escola e na verdade há umas que ela gosta mais que outras.

Enquanto umas são o verdadeiro delírio e entusiasmo outras são assim-assim, ou um “tá bém”, vá! Nas primeiras, que são aquelas que ela grama mesmo estão a música, a educação física e o inglês. A que está no outro grupo é qualquer coisa como Educação para a Cidadania. Ainda não percebi bem o motivo pelo qual não cria um verdadeiro êxtase, mas na verdade, têm sido aulas úteis, porque acreditem que já me ensinou coisas muito interessantes ou já me fez observá-la de forma estupefacta a perguntar como é possível saberes isso. E a resposta é: – aprendi nas aulas de Cidadania.
Educacao

Bom, todo este blá-blá, porque quem conseguir ter o mérito de por todas as crianças do primeiro ciclo a gostar disto tem toda a minha admiração e se estás à espera de uma oportunidade, que tal agarrares esta?

Precisa-se professor(a) de 1. Ciclo para lecionar Educação para a Cidadania nas AEC das 16h00 às 17h00 (4 vezes por semana) na Escola Básica do Alfeite. Sabe mais informações aqui.

Nós aqui precisamos de professor de 1º ciclo.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

T-Roc

AUTOEUROPA VAI RECRUTAR MAIS 400 TRABALHADORES. Por Marlene Gaspar

precisamos 2

Pow. pow. A Autoeuropa tinha previsto contratar 1500 operários no início do ano. Reviu para 2000 a meio do ano e já admite que vai contratar mais 400 trabalhadores no próximo ano se o novo horário de funcionamento ao fim de semana for aprovado na quarta-feira.

Ou seja, são mais funcionários a juntarem-se aos  2120 funcionários já recrutados desde o início do ano. Tudo isto se deve à produção da nova estrela da companhia – o novo T-Roc que irá levar a fábrica de Palmela a criar mais 2500 novos empregos, elevando o número de trabalhadores a um total de 5800. E as boas notícias não são só para dentro da fábrica. As empresas fornecedoras da Autoeuropa também vão contratar mais pessoas se o novo acordo for aprovado.

Estas contratações poderão arrancar ainda neste ano e abranger todas as áreas de trabalho, sobretudo na montagem. A proposta de horário, que prevê um sistema de rotatividade ao fim de semana, é apresentada hoje em plenário. Por isso, sejam flexíveis nas negociações que nós aqui queremos é ver mais gente empregada e a economia a crescer. É bom para a a região e para o país.

Fiquem atentos que poderão haver oportunidades a não desperdiçar.

Nós aqui temos novos empregos.

Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Fonte: Dinheiro

Fertagus

ESCADAS NÃO SÃO PARA TODOS. Por Catarina Laborinho

admiramos

Esta é uma realidade com a qual vivemos quase diariamente. Efetivamente as escadas não são para todos, seja de nascença ou porque em algum momento da nossa vida fomos obrigados a introduzir uma cadeira de rodas por uma qualquer fatalidade, ou mesmo por sermos nós mães de bebés com rodinhas.

Ao andar no comboio da Fertagus volta e meia cruzo-me com o Carlos que sempre me surpreendeu pela sua destreza no manuseamento daquela “máquina” a sua cadeira de rodas a bateria.

Por vezes dou por mim a pensar… E se fosse eu?

Numa destas minhas viagem “meti” conversa com o Carlos e conversa puxa conversa falei-lhe do LSBblog e se ele não se importaria de falar um bocadinho sobre o seu dia-a-dia. Como é óbvio todos nós tentamos imaginar um pouco as dificuldades de quem tem mobilidade reduzida e o que enfrentam quer em casa, quer nos transportes públicos e até mesmo nos locais de trabalho. Mas nada como tentar “viver” estas dificuldades na 1° pessoa com a ajuda do Carlitos, como carinhosamente é conhecido por toda a equipa da Fertagus.

A nossa conversa informal, como não podia deixar de ser, foi na estação de comboios do Pragal, onde diariamente o Carlitos apanha o comboio até Entrecampos. O encontro foi marcado para um sábado pelas 11h e às 11h lá estávamos nós.

O Carlos é sem dúvida nenhuma uma força da natureza. Quem me conhece, quem me conhece bem, sabe que não falo por falar e confesso que a meio da nossa conversa a emoção falou mais alto. Pensar que por vezes nos lamentamos de tantas pequenas coisas e eu ali, com este guerreiro à minha frente…

Só para terem uma pequena noção o Carlos tem 97% de incapacidade, ou por outro lado, apenas tem 3% de capacidade motora. Sim leram bem 3%. E perguntam vocês… Como é possível?! É! O CARLOS CONSEGUE. O Carlos trabalha, o Carlos é casado, o Carlos dança, o Carlos “desemerda-se”* como lhe diziam os pais quando era pequeno. Mas calma, não é o Super Homem e precisa, como é obvio, de ajuda suplementar para conseguir realizar algumas das tarefas que referi.

Fertagus

Aos 17 anos, e depois de 12 meses em Alcoitão, o Carlos conseguiu dar a volta à sua vida. Com garra e sangue quente que se sente passar pelas veias, dedicou-se à área informática e hoje é IT numa empresa sediada em Lisboa e pelo facto de trabalhar teve o boost que precisava por parte do IEFP. A cadeira.

Todas as manhãs o Carlos levanta-se às 5:40 para sair de casa pelas 7:00, banhos e afins a mulher ajuda para ser mais rápido, as próteses dos braços, cada uma com 3 kg o Carlos apenas utiliza para lavar os dentes e fazer a barba, “não são práticas e magoam” como nos contou, os 6 kg em cima da coluna o dia todo não estavam a ajudar…

Às 7:19, apanha o Comboio para Lisboa, quando chega à plataforma encontra-se um colaborador da Fertagus à sua espera para lhe colocar uma rampa especifica para este tipo de situações. Quando se atrasa liga a avisar para não estarem desnecessariamente à sua espera… sim, ele não é o Super Homem, também se atrasa de manhã como todos nós :) De seguida, o colaborador informa o colega de Lisboa que o Carlos vai na carruagem “X” para o procedimento em Lisboa ser semelhante.

A partir daí o Carlos é autônomo, ou quase. O acesso até ao escritório é feito na normalidade quando os elevadores da estação estão em funcionamento… quando não estão o Carlos tem que ir até à estação de Roma Areeiro, dar a volta para trás para sair do outro lado da plataforma… quando o outro esta igualmente avariado é uma chatice. Como vos disse no início, escadas não são para todos e muito menos para o Carlitos.

No trabalho o Carlos trabalha quase da mesma forma como “um de nós”, a grande diferença é que faz tudo com o pé. Apenas precisa de ajuda para abrir o portátil e ligar o carregador. Na hora de almoço, o Carlos tem um serviço de apoio da Santa Casa, pago por ele, onde a Sr.ª lhe dá à boca o almoço que o Carlos preparou na noite anterior (tal como tantos nós), bem como o ajuda no acesso ao WC. Esta rotina repete-se igualmente a uma hora marcada à tarde.

No regresso a casa o processo é o mesmo. Em Lisboa é colocada à rampa, e ele entra no comboio.

Fertagus

Nós aqui temos o Carlos, com uma história de vida INCRÍVEL.

Mas e se o segurança não está visível como é que o Carlos faz? FÁCIL. Não fosse ele o Carlitos, o “gajo” mais conhecido de todo o staff da Fertagus por ser quem é, e por “precisar” da ajuda e colaboração deste, segundo o Carlos, “equipa maravilhosa que está sempre disponível para me ajudar”, ele liga para a estação do Pragal, que se encarrega de em menos de nada avisar “Lisboa” que o Super Carlitos está à espera para embarcar na Linha 4. E Voilá o pior que pode acontecer é perder aquele comboio mas 10 mint depois apanha o outro.

Aos fins de semana a agenda do Carlos é cheia de atividades, a dança em cadeira de rodas é a sua loucura e paixão, não tivesse sido lá que conheceu a sua mulher que ainda não foi desta que tivemos oportunidade de a conhecer.

Muito mais havia para vos contar sobre o Carlos, é sem dúvida um “miúdo” cheio de garra, força de vontade, que mostra a quem passa a vida a reclamar de tudo, que há quem tenha “problemas” bem maiores e ainda assim os consegue superar.

Hoje, quando se for deitar, pense nisso!

Nós aqui temos o Carlos, uma história de vida INCRÍVEL.
Obrigada Carlitos,
Obrigada Fertagus por mais uma vez nos abrir a janela de uma experiência tão gratificante.

*expressão do próprio ao contar-nos abertamente a sua história de vida.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

 

scopphu

A SCOPPHU PROCURA FINANCIAL CONTROLLER PARA ALMADA.

precisamos 2

Se és Financial Controller e precisas de emprego ou de “mudar de ares” então este anúncio é para ti.
A SCOPPHU, uma consultora de metodologias de gestão de projetos da Margem Sul procura-te.

O QUE PRECISAS DE TER
# Formação superior em Contabilidade/Finanças, Gestão/Economia, ou áreas similares;
# Experiência profissional igual ou superior a 5 anos na área administrativa e financeira;
# Bons conhecimentos e experiência em contabilidade, facturação, atividades de planeamento, elaboração de relatórios e gestão de tesouraria;
# Excelente capacidade analítica;
# Experiência na utilização de software de gestão e conhecimentos avançados de Excel;
# Bons conhecimentos em inglês.

Para + informações clica aqui 

Nós aqui, gostamos de dar a conhecer oportunidades.

Nós aqui temos vagas de emprego.
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho