FERTAGUS

VAMOS ÀS FESTAS DE CORROIOS COM A FERTAGUS

METEMO-NOS

É já logo à noite, dia 18, que começam as tão esperadas festas de Corroios, vão ser 10 dias de espetáculos de encher as medidas, tanto para nós como para os mais pequenos.

A logistica lá em casa é complexa e como não pretendemos chegar atrasados a nenhum dia, vamos optar por ir de comboio com a Fertagus.

Vantagens? Há muitas!
#1  A emoção dos mais pequenos começa logo quando lhe dizemos que vamos de comboio Fertagus até Corroios (eles ADORAM andar no Tio Quim de dois andares!!)
#2  Sem complicações conseguimos deixar o carro no parque da estação e em segurança;
#3  Para chegar a horas ao concerto, basta escolher o comboio certo que em menos de 3 minutos nos deixa na estação Fertagus de Corroios;
#4  Ao chegar,  atravessamos a rua e voilà, em menos de nada estamos no Parque Urbano da Quinta da Marialva , o espaço do recinto;
#5  No meu caso como 2 delas vão acabar por adormecer (de certeza, não fosse hábito termos que andar sempre com elas “às costas” ) ter a estação do outro lado da rua e o carro mesmo à porta vai-nos ajudar, e muito, a carregar os rebentos.
#6  Para quem não está habituado a andar no comboio da Fertagus, mas que tenha conta na Via Verde, pode sempre optar por usufruir da  APP Via Verde (reveja aqui como funciona) as viagens vão ser muito mais confortáveis sem bilhetes e bilhetinhos :)
#7  Mas se quer mesmo, mesmo, mesmo ir de carro, a Fertagus vai ter o parque C5, junto à entrada das Festas ao lado das Piscinas com tarifa única diária de 1,50€ só para as Festas de Corroios.

FERTAGUS

Está a espera de quê  para fazer o mesmo que nós?
Fugir da típica confusão do estacionamento é optar por ir até às Festas de Comboio Fertagus.

Vêmo-nos por lá 😉

Nós aqui vamos às Festas de Corroios com a Fertagus
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

FestasCorroios

FESTAS DE CORROIOS TÊM NOVIDADES. 18 a 27 agosto

aplaudimos

aqui anunciámos o cartaz das Festas de Corroios, mas o programa das festas atualizado está já aqui que não queremos que te falte nada, para poderes curtir que nem maluco(a) uma das festas mais badaladas da margem sul. Corroios está muita forte no cartaz e vai ser difícil ficar em casa. Estou só a avisar, mas reparem bem quem lá vai animar a malta:

Palco Carlos Paredes

Dia 18 – Capitão Fausto + Rua Direita [Vencedores do XXII FMM Corroios’2017]
Dia 19 – XXXIII Festival de Folclore de Corroios
Dia 20 – Carlos Leitão [Noite de Fados]
Dia 21 – Remember Revival Band
Dia 22 – Quim Barreiros
Dia 23 – Moonspell
Dia 24 – Diogo Piçarra
Dia 25 – The Gift
Dia 26 – Nelson Freitas + Kontakto [1ª parte]
Dia 27 – GNR

Palco Liberdade

Dia 18 – Grupo de Sevilhanas Rocieras de Alcochete
Dia 19 – Grupo Coral Gerações – Algueirão
Dia 20 – SAHARA – Dance Studio
Dia 21 – Associação Grupo Coral e Instrumental “Ventos & Marés”; Grupo Coral e Instrumental; “Moinho de Maré”
Dia 22 – Johnny’s Band
Dia 23 – Grupo Coral Instrumental “Os Sempre Jovens”; Grupo Coral e Instrumental “Cantar é Viver”; Grupo Cavaquinhos “Os Rouxinóis”
Dia 24 – Professora Virgínia Gonçalves e suas Classes de Dança
Dia 25 – Grupo Nafisah – Danças Orientais; Grupo Sway – Danças de Salão; Grupo Hip Hop
Dia 26 – Noite Cultural do CCRAM
Dia 27 – Sevilhanas; Cavaquinhos e Concertinas; Grupo Coral “Os Rouxinóis”

Palco Arraial

Dia 18 – Duo Musical Ritmos
Dia 19 – Duo Musical H. C. Som
Dia 20 – Duo Musical Maravilha
Dia 21 – Trio Musical Clave
Dia 22 – Trio Musical Novo Ritmo
Dia 23 – Trio Musical Ipanema
Dia 24 – César Silva
Dia 25 – Trio Musical Ludgero
Dia 26 – Cátia Sofia
Dia 27 – Duo Musical Victor Ginja e Beto

E pronto, não podem ir um dos dias e já estão com um camadão de nervos porque vão passar-vos cenas ao lado! Calma, o Xanax está aqui para ajudar. Este ano há uma aplicação disponível na Google Play AQUI para acompanharem tudo o que se passa nestas festas.

Quem é amiga, quem é? Ah pois é!
Boas festas e divirtam-se.

Nós aqui temos as Festas de Corroios.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

SoldaCaparica

GRANDE E PROMETIDA REPORTAGEM DO SOL DA CAPARICA.

festivalamos

O prometido é devido. Em mais uma edição do Festival Sol da Caparica, o Lisbon South Bay blog não pode deixar de estar presente, mas desta feita com uma novidade. A reportagem foi assegurada pela equipa Célia Estrela – a repórter e Mário Nabais – o fotógrafo. E não podíamos ter tido melhores profissionais para acompanhar tamanho acontecimento. Como não podia deixar de ser, prata da casa, que é como quem diz, malta da margem sul.

RepórteresSolCaparica

Equipa de reportagem do LSBb – Célia Estrela e Mário Nabais

O festival foi super animado, estava bem organizado e o público não faltou à chamada.O ambiente do festival é descontraído, relaxado e com um refrescante cheiro a maresia. O festival é muito mais do que um espetáculo de música e por isso temos à disposição os espaços verdes com exposições de arte como o grafitti, a pintura, o vídeo mapping e um food trucks com comida para todos os gostos.

No espaço Debaixo da língua decorreram várias atividades ligadas à paixão pela escrita como encontros e conversas com artistas, poetas, e declamadores, onde Bonga e os HMB conversaram sobre música e a língua portuguesa de uma forma descontraída e informal.
DebaixodaLingua

Debaixo da Língua com Bonga e HMB. Foto: Mário Nabais

O palco dança com a direcção artística da Show It Dance Academy, abriu com muita animação.

Showit

Show it Academy. Foto: Mário Nabais

Coube à Maria e ao Fábio do programa da SIC, ACHAS QUE SABES DANÇAR, ensinar as coreografias e pôr toda a gente a dançar. Este palco esteve sempre a animar e foram os atores principais nos intervalos dos concertos do palco Blitz.
Os FOGO-FOGO tiveram a honra de abrir o Palco Blitz e com os seus ritmos cabo-verdianos e puseram toda a gente a dançar com muito fogo nos pés, dos 8 aos 80.
FogoFogo

Fogo-Fogo. Foto: Mário Nabais

Os Lisbon Poetry Orchestra declamaram poemas escolhidos por muitos dos artistas que passaram pelo Sol da Caparica, que estão reunidos no livro Debaixo da Língua lançado durante o festival.
LisbonPoetryOrchestra

Lisbon Poetry Orchestra. Fotos: Mário Nabais

No palco Blitz brilharam vários artistas. Todos comeram a fruta e muito mais com o mestre Bonga que pôs toda a gente a dançar ao som dos ritmos angolanos, seguido pelos  Sam Alone que trouxeram sons do Rock and Roll ao Festival e a cabeça de cartaz foi a grande Mariza que interagiu com o público e até opinou sobre o seu descontentamento com os calções curtos envergados pelas jovens! Polémicas à parte, deu mais um concerto que encheu o público. Do fado passou-se ao RAP com o diamante brasileiro – o Criolo. Mas a procissão ainda estava no adro! Regula levou os fans ao rubro com um público muito jovem que por esta altura enchia o festival. Os HMB fecharam a primeira noite do festival com a casa cheia, público muito jovem e animado que demonstrou que o Amor é Assim…
Bonga e SamAlone
MarizaeCriolo
RegulaeHMB

Bonga, Sam Alone, Criolo, Regula e HMB. Fotos: Mário Nabais

O palco SIC/RFM abriu ao som do projeto TAIS QUAIS, que reúne vários artistas conhecidos com Tim dos Xutos, Vitorino, João  Gil e Celine da Piedade, interpretam musicas conhecidas em versão alentejana, a animação fica a cargo do humorista alentejano Serafim.
TaisQuais

Tais Quais. Foto: Mário Nabais

No dia seguinte o palco blitz foi aberto pelo Bispo que evangelizou todos os presentes. O “novato” destas andanças de festivais foi o Carlos do Carmo que demonstrou estar à altura e feliz, surpreendido com o ambiente. Carlão demonstrou que estava em casa ou não fosse um filho da margem sul e como sempre partiu a loiça toda trazendo para além do hip hop algumas músicas dos Da Weasel e a noite encerrou com os grandes (façam favor de fazer uma vénia) Xutos & Pontapés.
TimCarlao

Carlão e Xutos & Pontapés. Foto: Mário Nabais

O Festival também tem um dia dedicado ao melhor do mundo – as crianças, e as suas famílias. Mais uma edição que soma e segue e que demonstra que o Sol da Caparica está aí para as curvas e para continuar a brilhar e aquecer as noites de verão. O meu especial agradecimento à Célia e ao Mário que fizeram uma excelente reportagem.
Ie ie ie ie, o Sol da Caparica é que é.
Nós aqui temos o Festival Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.
Reportagem: Célia Estrela
Fotografia: Mário Nabais
Texto: Marlene Gaspar
Musica casa da cerca

HÁ MÚSICA NA CASA DA CERCA.

Vamos a isto

A Casa da Cerca em parceria com a PontoZurca editora e produtora discográfica que gentilmente nos recebeu aquando a entrevista ao Vasco Boucinha (recorde aqui a mesma), está a promover os concertos ao Pôr do Sol, se não conhece este espaço esta é sem dúvida uma razão mais do que suficiente para o fazer, sabe sempre bem relaxar um pouco ao som de boa música. A Casa da Cerca é um centro de investigação e divulgação de arte contemporânea situada em Almada que para mim, tem uma das melhores vistas sobre a grande metrópole.

Agenda dos próximos concertos:

► Memória de Peixe
Sábado, 29 de Julho às 19:00 – 23:59

► Carmen Souza
Sábado, 26 de Agosto às 19:00 – 23:59

► Peixe
Sábado, 30 de Setembro às 19:00 – 23:59

Nós aqui temos música.
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
Fotografia e Vídeo: PontoZurca

FERTAGUS

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

gostamos 1

Hoje é o dia Mundial da Criança, para mim, mesmo com quase 40 primaveras este é o dia que por norma recebo sempre um miminho dos meus pais, mesmo depois das crias lá de casa terem nascido, pelo menos uma vez por ano temos que admitir que independentemente da nossa idade somos para sempre as crianças dos nossos pais, e eu não sou exceção.

Hoje seria um dia igual a outro qualquer se não tivesse tido um contratempo na minha rotina diária :)

Para quem por norma apanha o comboio da Fertagus para ir até à escola ou trabalhar sabe que as viagens são muito calmas. Uns vêem ainda a dormir, outros aproveitam para ler e há ainda aqueles que vêm agarrados aos gadgets tal como eu, seja a trabalhar ou a ver as últimas novidades nos facebook’s ou instagram’s. Mas hoje a viagem que para mim não podia ter começado da pior forma, ainda assim acabou recheada de alegria.

Peripécias matinais todos nós temos, e hoje definitivamente era o meu dia. Ao chegar à estação de Corroios, já confortavelmente instalada no meu banco, reparo que tinha deixado os óculos no carro e, pitosga como sou, seria impensável ir trabalhar sem os ter. Toca de sair do comboio e voltar para trás. Agora PÁRA tudo!!!! A estação estava ao rubro. Eram 9.20 e as cancelas para os mais pequenos tinham sido abertas, eram só pipocas e biscoitos a saltitarem de alegria, estava a haver uma excursão para os pequenos pirralhos…  A viagem seria Corroios-Fogueteiro, logo aquela que os meus óculos me obrigaram a fazer.

FERTAGUS

Quem entrou comigo nesta pequena viagem aposto que gostaria que esta se repetisse mais vezes, ver a alegria das crianças e a Professora a tentar acalmar os pequenos biscoitos foi de chorar a rir. Deu para perceber e confirmar que muitos nunca tinham andado no comboio da Fertagus, e que esta foi uma viagem memorável que a Fertagus gentilmente promoveu junto da Escola Básica da Quinta Campo em Corroios.

Pelo que soube, esta foi uma das viagens do dia, atrás de nós vinha mais um batalhão. Ao todo seriam cerca 300 crianças. UFA!!

Mas infelizmente a minha viagem chegou ao fim, ou parte dela, porque o que eu vinha mesmo fazer era recuperar as lunetas e a deles era ir ao cinema (queria tanto ter seguido com eles :)). Confesso que aqueles 5 minutos de viagem encheram-me o dia, ver a alegria daquelas crianças, a paciência das professoras em tentar manter a tropa toda alinhada foi de encher o coração. Aqueles são os nossos pequenos “nós”, são os nossos herdeiros.

FERTAGUS

Nós aqui chegamos ao trabalho de coração cheio.
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus e à Escola Básica da Quinta Campo em Corroios por nos ter deixado registar este pequeno grande momento .

FERTAGUS, LSBblog

 

MadonnaComporta

DIZ QUE A MADONNA ANDOU PELA MARGEM SUL

gostamos 1

Não se fala noutra depois da conquista do tetra (desculpem não resisti, que ainda aqui não tinha manifestado tamanha felicidade – o Benfica lá nos deu mais um título e mais uma alegria), mas voltemos ao tema que aqui nos trouxe. A Madonna esteve (ou ainda está, não sei!) em Lisboa e não resistiu a vir dar uma perninha à margem sul.

Sim, a conhecer este mundo e o outro a estrela da pop sabe o que é bom, e por isso não se perde. Onde é que ela veio pedir para o seu filho dar uns toques na bola, onde, onde? No centro de estágios do Seixal, mais conhecido por Caixa Futebol Campus. É toda uma emoção. Diz-se também que ela passou ali na praia do Seixal – que fica ali à beirinha do campus. É isso mesmo Madonna, vamos lá pôr um pezinho que a malta daqui sabe aproveitar todas as abébias que as praias dão. Nós aqui, também lá vamos.

PraiadoSeixal

Nós aqui na praia do Seixal

Mas, as perninhas da Madonna não ficaram só pelo Seixal, outro destino de eleição aqui da South Bay foi a Comporta, para uma boa praia, um bom almoço, uma boa viagem cavalo. A escolha dificilmente seria melhor, mas quem sabe, sabe. E a Madonna é que sabe.

MadonnaLSBb

Madonna és sempre bem-vinda, nós aqui gostamos de ter por cá. Madonna, you rocks!

Nós aqui, temos a visita da Madonna.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotos: Instagram Madonna

Festas de Corroios

FESTAS DE CORROIOS JÁ TÊM CARTAZ. 18 e 27 agosto.

aplaudimos

É só em Agosto? É. Mas, aqui não se perde tempo para anunciar quem vem animar os palcos nas Festas de Corroios 2017. São 3 palcos e muitos artistas que vão atuar de 18 a 27 de agosto e há músicos para todos os gostos e feitios. Ora vejam:

Palco Carlos Paredes

Dia 18 – Capitão Fausto + Rua Direita [Vencedores do XXII FMM Corroios’2017]
Dia 19 – XXXIII Festival de Folclore de Corroios
Dia 20 – Carlos Leitão [Noite de Fados]
Dia 21 – Remember Revival Band
Dia 22 – Quim Barreiros
Dia 23 – Moonspell
Dia 24 – Diogo Piçarra
Dia 25 – The Gift
Dia 26 – Nelson Freitas
Dia 27 – GNR

Palco Liberdade

Dia 18 – Grupo de Sevilhanas Rocieras de Alcochete
Dia 19 – Grupo Coral Gerações – Algueirão
Dia 20 – SAHARA – Dance Studio
Dia 21 – Associação Grupo Coral e Instrumental “Ventos & Marés”; Grupo Coral e Instrumental; “Moinho de Maré”
Dia 22 – Johnny’s Band
Dia 23 – Grupo Coral Instrumental “Os Sempre Jovens”; Grupo Coral e Instrumental “Cantar é Viver”; Grupo Cavaquinhos “Os Rouxinóis”
Dia 24 – Professora Virgínia Gonçalves e suas Classes de Dança
Dia 25 – Grupo Nafisah – Danças Orientais; Grupo Sway – Danças de Salão; Grupo Hip Hop
Dia 26 – Noite Cultural do CCRAM
Dia 27 – Sevilhanas; Cavaquinhos e Concertinas; Grupo Coral “Os Rouxinóis”

Palco Arraial

Dia 18 – Duo Musical Ritmos
Dia 19 – Duo Musical H. C. Som
Dia 20 – Duo Musical Maravilha
Dia 21 – Trio Musical Clave
Dia 22 – Trio Musical Novo Ritmo
Dia 23 – Trio Musical Ipanema
Dia 24 – César Silva
Dia 25 – Trio Musical Ludgero
Dia 26 – Cátia Sofia
Dia 27 – Duo Musical Victor Ginja e Beto

E para já é isto, mas há medida que houver mais novidades, avisamos. Marquem já na agenda que as Festas de Corroios são dignas de parar tudo.

CartazFestasCorroios

Nós aqui temos Festas de Corroios.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

“The Art of Losing” | Fotografia Susana Pereira

DANÇA, É EM ALMADA E NA MOITA

Vamos a isto

Dia  29 de Abril é Mundial da Dança e #nosAqui vamos lá estar.

Em Almada, a comemoração está a cargo da Ca.DA Escola, com um espetáculo coreografado pela professora Maria José Bernardino. Nele são apresentadas duas peças de Dança Contemporânea, “O Regresso” e “O Muro”, num programa que, acima de tudo, pretende promover a dança e o desenvolvimento de percursos artísticos dos jovens alunos.

"O Muro" | Fotografia Sérgio Carvalho

“O Muro” | Fotografia Sérgio Carvalho

Por sua vez, na Moita, a Companhia de Dança de Almada apresenta o espetáculo “The Art of Losing”, da coreógrafa São Castro. Tendo como mote o início de um dos mais profundos e melancólicos poemas da poetisa norte-americana Elizabeth Bishop, “One Art”, o bailado convida a reflectir sobre a habilidade necessária para se lidar com a perda, e sobre o papel da memória e do corpo nesse processo. São Castro pretendeu colocar o corpo em confronto com a mutabilidade e a precariedade da existência, traduzindo-se num texto no qual os bailarinos se movem em palco tal como na vida, sem uma narrativa óbvia.

“The Art of Losing” | Fotografia Susana Pereira

“The Art of Losing” | Fotografia Susana Pereira

A Companhia de Dança de Almada é uma companhia profissional de dança contemporânea, dirigida por Maria Franco. Criada em 1990, a companhia tem como missão promover a dança como uma forma de arte, oferecendo um espaço de trabalho profissional para criadores/coreógrafos/professores e bailarinos.

+ informações:

O Regresso / O Muro
Espetáculo Comemorativo do Dia Mundial da Dança
Ca.DA Escola
29 de abril, às 17:00 e 21:30
local: Almada, Auditório Fernando Lopes-Graça
reservas: 212 724 922 | auditorio@cma.m-almada.pt
classificação: M/12
preço: 2,5 euros, preço único

The Art of Losing
Companhia de Dança de Almada
29 de abril, às 21:30
local: Moita, Forum Cultural José Manuel Figueiredo
reservas: 210 888 900 (3ª-feira a sábado, das 14:30 às 19:30) | forum.cultural.jmf@mail.cm-moita.pt
classificação: M/12
preço: Grátis

Faz o #savethedate na tua agenda, porque este dia vai ser marcado pela dança.
Para outros eventos clique aqui

Nós aqui temos dança.
Nós aqui temos isto.

Texto: Nota de imprensa Companhia de Dança de Almada

Patrulha PataMargem Sul

O FENÓMENO CANINO NO CARNAVAL. E NÃO SÓ!

mascaramos 1

Se o ano passado não houve direito a máscaras cá em casa como contámos aqui, este ano a história não teve comparação. Houve escolha, dedicação e empenho. Tudo por culpa desse estranho fenómeno que é a Patrulha Pata. Para os mais desatentos e que seguramente não convivem com crianças pequenas a Patrulha Pata não tem nada a ver com patos (como já fui questionada), mas sim com…cães! Sim, cães. Os cães têm patas, logo temos uma patrulha de animais com patas que se juntam para resolver todo o tipo de situações. A famosa Patrulha Pata. Versão brasileira: “Patrulha Canina”.

A Patrulha Pata está para as crianças de hoje como o Dartacão estava nos nossos dias (leia-se década de 80). E aí está, mais uma vez o fenómeno canino a dar cartas e o Carnaval explora-o como se não houvesse amanhã. Até porque não sabemos mesmo o que virá substituir este fenómeno amanhã.

CaesLSBb

As semelhanças são muitas:
Nós sabíamos na ponta da língua o inesquecível:

Te-te-te-te-te-te-te-te-te. Era uma vez os três, os famosos moscãoteiros, o pequeno Dartacão e seus companheiros, os melhores amigos são os três moscãoteiros e quando em aventuras vão são sempre os primeiros…

As crianças de hoje em dia cantam de cor e salteado:
Patrulha pata, patrulha pata a salvar o dia… não me peçam para cantar mais, porque é isto que me interessa. Na verdade a Patrulha Pata salva o dia dos pais. Quando a comida está difícil de acabar decidimos dar uma colher a cada um dos membros da patrulha e acreditem que são muitos cães, por isso dá para acabar tudo. Quando se desesperam à espera de alguma coisa, lá está, a patrulha pata entra em ação (é só abrir o youtube) e a magia acontece. Ficam anestesiados. Já sei que estão a pensar, que não se devemos ser dependentes da tecnologia e isso não é bom para as crianças e blá, blá, blá. É um facto, mas uma ótima ajuda em desespero de causa. E, nem sempre, nem nunca!

A diferença para o nosso tempo é que nós não tínhamos o poder da escolha de ouvir/ver os episódios quando queríamos, mas os sábados e domingos de manhã era uma garantia de sossego para os nossos pais.

São estes fenómenos caninos que salvam gerações. Mais uma vez, a prova de que os cães são os nossos melhores amigos.

Nós aqui e aqui já lhe demos sugestões de Carnaval na margem sul, por isso resta-nos desejar um Bom Carnaval!

Nós aqui, temos máscaras.
Nós aqui, temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

SoldaCaparica3

PRIMEIROS NOMES DO CARTAZ DO SOL DA CAPARICA

aplaudimos

Já fui acusada de estar demasiado entusiasmada com o festival Sol da Caparica porque antecipámos as datas, e nada como ter fama e não ter proveito. Então já que acabaram de sair do forno alguns nomes que fazem parte do cartaz deste ano, vamos lá partilhá-los para irem acompanhando tudinho que não quero que vos falte nada de informação para esse grande acontecimento na nossa querida South Bay.

CartazSoldaCaparica

Cartaz Sol da Caparica

E já agora, se ainda não espreitaste como foi a edição passada, nós aqui contamos tudo.

Nós aqui temos o Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar