Natal

RESCALDO DE NATAL

gostamos

Obrigada, obrigada, obrigada. Mil vezes obrigada e umas tantas mais. Felizmente não recordo nenhum Natal que não tenha sido bom e só tenho a agradecer por isso. Mas este Natal foi particularmente bom. Tudo o que se pode pedir foi dado em dobro, passado em família, com saúde (as gripes não contam, tá!?) e em paz. Em dobro, porque a isto juntou-se a gratidão, a generosidade e a boa disposição dos que nos acompanharam nestes dias tão especiais e com aqueles que falámos que não estiveram na mesma sala que nós, mas que estão no nosso coração.

Foi um Natal feliz. Foi um Natal a dar tudo. Tudo o que se tem direito, com tudo o que se pede. Passado aqui, na South Bay ou na margem sul, não importa o que lhe queiram chamar. Foi aqui que conseguimos reunir os nossos. E estes estiveram ao mais alto nível. Conseguimos manter tradições que recordo com saudade da minha infância e a lembrança de momentos bons. De pessoas boas, de gente boa. Não recordo com tristeza por alguns já cá não estarem ou não podermos estar juntos daquela forma. Recordo com alegria por ter desfrutado desses momentos e saboreio os novos tempos com novas tradições e tesouros que acabei por conquistar.

Desculpem a lamechice, mas o Natal tem destas coisas e puxa-me essa veia do sentimento das entranhas que eu achava que estavam mais profundas do que o que estão. Mas, só posso agradecer ao Natal, a tudo o que pedi estar ao redor daquela mesa ou à distância de um telefonema sentido.

centro-mesa-natal

Estou aqui de coração cheio. Tão cheio que só quero agradecer e pedir. Pedir que o espírito de Natal se mantenha até ao próximo e aos seguintes. É este o verdadeiro presente de Natal. Sou grata por isso.

Espero que o vosso Natal tenha sido tão bom como o nosso!

Nós aqui temos um grande Natal.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

CartaPaiNatal

CARTA AO PAI NATAL. Da margem sul ao polo norte.

gostamos 1

Andava eu a cantar de galo que já tinha despachado o tema presentes de Natal e por isso até à data ia ter umas semana santas e eis que sou surpreendida por uma carta ao Pai Natal na árvore!

Oi? O assunto está tratado! Lembram-se de me ter lançado na Black Friday às lojas como se não houvesse amanhã para tratar deste assunto? Ah, pois é. Não venham agora com novos pedidos, ideias ou must-haves. Isto aqui tem de se trabalhar com deadlines reais. E o meu foi dia 25 de novembro. Lamento.

Esta convicção desfez-se em dois segundos quando percebi que a carta ao Pai Natal era da Victória. Assim que se apercebeu dos presentes debaixo da árvore e preocupadinha com tudo e mais alguma coisa, foi logo de tratar de assegurar os seus desejos. Antes sequer de ler fui logo tratando de explicar que o Natal não são só presentes e o importante é o tempo que estamos com quem mais gostamos, prezamos e amamos. Ela escutou, acenou de forma afirmativa e disse, mas lê a carta ao Pai Natal.

Fiquei apreensiva e meio em pânico, porque achei que logo eu que trabalho em comunicação há anos, não tinha a capacidade de explicar algo tão simples e estava a levar uma abada da febre natalícia do consumismo desmedido rodeado por todos os lados, menos por um. O nosso. O de cá de casa.

Mas li. E fiquei contente quando li.

Querido Pai Natal

Gosto de Jogos da patrulha pata e de jogos das canções da Maria e de jogos da Sónia e de jogos do Pocoyo e do Ruca e jogos da árvore de Natal e jogos do natal e jogos dos presentes do natal e amor.”

Victória Tomás

CartaPaiNatal

Carta da Victória ao Pai Natal com 6 anos acabados de fazer.

Pimba, vai buscar. Amei. Em primeiro lugar porque algum dos presentes está assegurado e o amor tem de sobra. Mas o principal foi a simplicidade dos pedidos e o remate com o que é verdadeiramente importante – o Amor.

A época natalícia aqui na margem sul está oficialmente aberta desde o mês passado, mas a ideia de partilha não se centra nos presentes. Este é o meu desejo. Esta é a mensagem que quero passar às minhas filhas, aos meus e a todas as pessoas da margem sul e arredores!

Não é um “olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço”. É claro que gosto de oferecer e receber presentes. Não sejamos hipócritas. Mas o amor é o que é realmente importante.

Pai Natal, não precisas de te demorar por aqui, mas gostamos sempre da tua visita.

Bom Natal para todos.

Nós aqui temos Natal com amor.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

MINIFAMILY

ALMOÇO DE NATAL MINI É NA MARGEM SUL! 10 dezembro.

gostamos

Os MINI Family escolheram a margem sul para celebrar o almoço de Natal este ano, mas precisamente no Barreiro. E porquê? Porque quem gosta de MINI sabe onde é que é bom.

Se queres participar com o teu MINIno a desfilar em caravana e almoçar com outros que tal podes inscrever-te para participares no repasto até ao dia 6/12.

O encontro é no dia 10 de dezembro e começa pela fresca.

AMGCARMINI

Ponto de encontro – MINI AMG Car Amora, Seixal

9.00 – Ponto de encontro no Concessionário #AMGCAR no Seixal
10.00 – Saída em caravana com destino ao Cristo-Rei, para a foto de família
10.45 – Saída em caravana com destino ao Barreiro
12.15 – Passagem pelo centro da Cidade do Barreiro e pequena paragem numa Instituição beneficiência, para entrega de bens doados pela solidariedade dos membros da #MINIFAMILY;
13.15 – Estacionamento em local exclusivo para a #MINIFAMILY e ida para o restaurante #ATASCADAGALEGA
15.00 – Saída em caravana e visita a um local surpresa;
17.00 – Saída com destino à #AMGCAR e onde dará o termino do nosso dia com uma pequena recepção.

Almoço
Será realizado no restaurante “A Tasca da Galega”, com uma lotação máxima para 50 pessoas. As inscrições encerram a 03/12.

O valor do almoço será de €11,5 e o pagamento deverá ser efectuado antecipadamente até 06/12 indicando o nome e a matricula do carro, contactando eduardo.costa.hasse@hotmail.com.

Entradas
Ovos com farinheira
Cogumelos com alecrim e moscatel
Pataniscas de polvo

Pratos
Caril de legumes
Lombinhos com coentros e limão
Pica-pau

Bebidas
Vinho tinto e branco
Imperial
Águas
Sumos
Cafés

Doces
Pudim
Bolo de bolacha

Nós aqui temos almoço de família MINI.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Texto em Parceria com MINIFamily

Forte da Trafaria

FORTE-PRESÍDIO DA TRAFARIA ESTÁ ABERTO AO PÚBLICO. até 11 de dezembro.

gostamos 1

Aproveita, para entrares no xelindró de forma voluntariosa pois só está aberto até 11 de dezembro e crime é não aproveitar esta oportunidade.

A Trafaria libertou o Forte-Presídio para ser visto pelo público de sexta-feira a domingo, até 11 de dezembro. Esta “abébia” deve-se à Trienal de Arquitetura de Lisboa. O edifício é do séc. XVII, mais precisamente de 1683, mandado construir pelo rei D. Pedro II. Este edifício já teve uma série de propósitos:

# fortaleza;
# lazareto;
# presídio durante o liberalismo e no Estado Novo;
# fábrica de guano de peixe;
# viveiro das matas nacionais;
# abrigo de galeotas reais e;
# habitação particular.

Aproveita para conheceres este lugar cheio de história e aproveita para uma visita ao centro histórico da vila piscatória da Trafaria onde se pode chegar de barco com uma magnífica vista sobre Lisboa.
A Trafaria era também local de eleição de Bulhão Pato, por isso podes experimentar amêijoas ao seu jeito, bem como outras iguarias nos restaurantes da vila. Era aqui o Bulhão Pato caçava e cozinhava para os amigos.

Nós aqui temos o ex-presídio da Trafaria.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Fonte: Cidadania LX

ConcertoRucaMargemSul

SHOW DE RUCA NA MARGEM SUL! Natal #5

METEMO-NOS

A semana é passada em countdown pelas princesas que sabem de cor e salteado o calendário dos concertos infantis da Aldeia de Natal do Almada Forum, pois fazem questão de não perder um! Ao ponto da mais velha, a Victória, sempre que a mais nova, a Alice, faz uma asneira se saia com:

– Queres ir ao concerto do Ruca, não queres? Então tens de te portar bem.

Tendo em conta que a pequenota faz muita asneira, estão a ver o dia-a-dia, certo?! Eu sei que é minha filha, que eu a adoro, que a mais nova é um diabrete, mas a Victória é às vezes é um pouco irritante! Sabem aquelas pessoas que sabem sempre tudo, veem tudo o que os outros não fazem bem e normalmente têm sempre razão?! Ei-la! Um pirralho com 1,10m de altura. Em criança e por ser minha filha é um amor e tem graça, se ficar assim em adulta temo pela sua aceitação e sucesso social. Aviso.

Como a minha mãe estava connosco no fim de semana o “Ruca verdadeiro” – como é chamado o pai das minhas filhas pelas amigas, arranjou forma de se esquivar do concerto do seu homónimo. Cheira-me que estava a recear a concorrência! É duro estar um centro comercial inteiro a aplaudir e a gritar: Ruca, Ruca e não ser para ele!…Fraquinho!

As miúdas é que não ficaram nada raladas, porque a vovó Mary faz todas as vontadinhas! Acho que elas chegaram a acreditar que ela as metia dentro do palco a saltar com o Ruca. A vovó tem super-poderes, mas esse ainda não é um deles! Mas teve o de nos acompanhar até ao fim, feliz e contente de estar ali com a gente.

ConcertoRucaAlmadaForum

Nós aqui no Concerto do Ruca no Almada Forum

Neste concerto já tivemos umas participações mais ariscas das princesas. De mãos dadas e sozinhas avançaram até onde conseguiram junto ao palco para não perder pitada. A vontade de estar mais perto venceu o medo e já só as via a bater palmas, de sorriso de orelha a orelha e a cantar as músicas do Ruca. O sorriso estampado na cara delas deu a manhã como ganha, escusava era de ir até casa a ouvir “Eu sou um rapazinho, embora pequenino, tenho muito tino sou o Ruca, o Ruca, o Ruca, o Ruca, sou EU!”

Nós aqui já vamos estar a preparar-nos para o próximo, como podes ver aqui ou então pergunta à Victória, que sabe tudo e como tal, as datas todas na ponta da língua.

CartazConcertosInfantisdeNatal

Cartaz dos Concertos Infantis no Almada Forum

Nós aqui temos concertos gratuitos.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Birthday candle shaped as number one

HOJE, O LISBON SOUTH BAY BLOG É BEBÉ.

parabenizamos ISTO desporto 1

1º aniversário, 1º ano de vida do Lisbon South Bay blog! Quem diria que passou um ano! Foi muito intenso, mas parece que foi ontem que tudo começou. Há um ano atrás estávamos a anunciar ao mundo o nascimento do primeiro blog dedicado à margem sul e às coisas boas que aqui acontecem. É uma semana de celebração, agradecimento e de um assumir de vontade de continuar. A contar-vos mais histórias, a mostrar preferências, a enfatizar aquilo que é bom. Porque o que é bom é para se dizer e mostrar. E é isso que o Lisbon South Bay blog continuará a fazer. Em semana de aniversário vamos mostrar como foi há um ano atrás. Começamos por recordar a notícia no jornal “o Metro” a anunciar a nossa chegada.

Jornal METRO

Estamos de parabéns. Queremos muitas felicidades e muitos anos de vida.Um bem-haja para todos os que nos acompanham!

1aniversario

Nós aqui temos o nosso 1º aniversário.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia no Jornal: Joel Reis

GarciadeOrta

O GARCIA DE ORTA TROUXE A MINHA CARA DE VOLTA!

agradecemos 1

Quando falei da minha higienização (podes ver aqui) recebi vários pedidos para contar a história da minha deslocação do maxilar. Na verdade… foram só dois, mas para verem que para mim o que conta não são os números, e sim as pessoas, cá vai.

Quando tudo parecia perfeito num dia na margem sul, onde estava sozinha na Praia do Castelo a acordar de uma bela soneca com uma vista de sonho, eis que acontece o inesperado. Bocejo e … desloco do maxilar! Não sei o nome técnico, mas o que se sucedeu foi um estalido e a boca ficou literalmente ao lado, sem abrir nem fechar.

sonecanapraia

Soneca na praia

Não contem com uma foto dessas para registar o momento, porque simplesmente não existe e ai da alminha que se lembrasse de imortalizar esse momento! Já conviver com a memória é o que é!

Procuro de imediato os óculos de sol para fazer de espelho. A imagem refletida não podia ser pior. Quem és tu? Não sou eu. Começa a apoderar-se de mim a fraqueza e a vontade de desmaiar, chorar e pedir ajuda. Mas a quem? Quem nos vir naquele estado vai “panicar” só de olhar! Ligo para o Ruca e eis o meus espanto quando apenas balbucio monossílabos e não consigo dizer uma frase. Do outro lado:

– Não percebo nada, escreve uma mensagem!

Que estúpida, claro uma mensagem! Relatei como pude e o “Fitipaldi” apareceu rapidamente. Passou por mim acelarado, mas como estava deitada não me viu. Balbuceei como pude e quando olhou para mim esteve mais de 5 minutos a rir na minha cara num esforço desesperado e inútil para se conter. Fomos rapidamente para o hospital, e assim que me vi no espelho do carro chorei compulsivamente. Estava completamente deformada. Não era eu. Mal consegui pronunciar – vou ficar assim? Resposta dele, a disfarçar algum nervosismo que também sentia:

– Não, o João Pinto levou um murro do Paulinho Santos e ficou ótimo. Chorei ainda mais!

No hospital encontrei um médico espanhol atrevido e divertido com a situação. O Ruca serviu de tradutor, por razões óbvias e depois saiu. O doutor espanhol meteu-me os polegares no canto da boca e num estalido estridente – pelo menos na minha cabeça, encaixou o maxilar no sítio. Foi uma dor intensa seguida de alívio. Mas, o mais surpreendente ainda estava para vir. O doutor espanhol olha para mim e diz:

– Humm, temos uma nova cara!

Estava lá perto. Não era nova. Mas era a minha. Tão bom. A partir daí foi sempre a descambar! Descer o nível e não subir o interesse!

Não lhe tirando o mérito de competentemente me ter resolvido o problema, a cara voltou quase ao que era. Quase porque inchou e do lado onde foi pareceu que estava um abcesso. Mas, pelo menos, a boca estava onde devia estar. Centrada. Debaixo do nariz e acima do queixo. Valeu-me todas as Nossas Senhoras que evoquei e o anti-flamatório que, com o tempo e a toma possível, me trouxe a minha cara de volta.

Problema resolvido. Mas, antes de sair, oiço o doutor espanhol na sua língua a fazer o dispensável comentário que acabou com o respeito lhe tinha. Aqui vai traduzido para português, porque eu ao contrário do Jorge Jesus não hablo espanhol, ainda:

– Agora nada de comer nozes nem fazer sexo oral! – e pisca-me o olho!

– Oi? O que é que ele disse? Acho que o meu cérebro também se deslocou e ficou sem capacidade de reação. Ainda lhe disse, não, foi na praia, mas ele ripostou com um olhar como quem diz:

– Ya, ya, ya – conta-me dessas que eu finjo que acredito.

E eu saí. Sem respeito, mas com o meu eterno agradecimento – um bem-haja para o Doutor Espanhol, de quem não guardei o nome.

Nós aqui temos o Hospital Garcia da Orta.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

ClinicaAlegriateam

SORRIR. SEMPRE. COM ALEGRIA.

METEMO-NOS

Se há coisa que é o nosso melhor ou pior cartão de visita é o sorriso. Podemos estar elegantérrimos, com tudo no sítio, boas roupas, acessórios, etc, etc, mas se o sorriso não está lá, está tudo estragado. Se há coisa que devemos usar e abusar e nunca é demais é o sorriso. Mas, se o sorriso está desastroso, temos a burra nas couves!

Se há coisa que uso naturalmente é o (sor)riso – e é tão genuíno que quando o vejo em fotos ou em vídeos nem sempre gosto dele. Penso logo para quê que arreganhei a tacha toda e não usei alguma contenção?! Mas isso não posso controlar. Já a limpeza e higiene posso. E quando digo higiene não estou a falar dos hábitos básicos, isso é dado adquirido. Falo da limpeza por um especialista que temos de fazer pontualmente. No meu caso são autênticos antes e depois, que o chato do tártaro teima em abocanhar-se aqui!

Só que só de pensar tratar desse assunto, já o meu coração palpitava. Antes desta última e entusiasmante experiência no Centro de Implantologia de Almada, tive um episódio dantesco noutra clínica! – episódio esse que enfatizou ainda mais o meu medo, medo não, pânico! Pânico à séria de me voltar a acontecer a cena mais surreal ao nível de danos físicos pelos quais passei e que resumo em 3 palavras – deslocação do maxilar! Estão a imaginar o que é? Quem passou por isto a minha total solidariedade quem não passou consiste em o queixo sair do sítio e ficar-se com a boca literalmente de lado, sem a conseguir abrir nem fechar. Implica também não conseguir falar!

Por isso diria que andava a modos que a empurrar com a barriga este assunto. Não queria pensar nisso. E eis que conheço a Margarida Alegria e que trocamos umas impressões sobre algumas das nossas preferências aqui na margem sul e percebo que ela faz parte do corpo clínico da Clínica Dr. Nuno Alegria, seu irmão no centro de Almada – o Centro de Implantologia. A Margarida é psicóloga e o irmão Nuno é médico dentista.

Tremi quando ouvi a especialidade do Nuno, pois tocou logo a campainha como lembrete e, apesar de alguma hesitação, achei que alguém com o nome Alegria tinha mais probabilidades que qualquer outro para me ajudar com isto. Mandei-me para fora de pé e quis saber mais sobre a clínica.

A Margarida, perdão a Drª Margarida é super boa onda e contou-me um pouco do seu trabalho no acompanhamento de crianças e adultos,  das  consultas de nutrição, das consultas de terapia da fala, de como trabalham em equipa e ainda, conseguiu fazer-me acreditar que lá ia fazer a minha destartarização sem medos, ou pelo menos com menos medo. E assim foi.

Marquei com o Doutor Nuno Alegria e fui lá ter a rezar a todos os santinhos para não sair como da última vez! O espaço é super central na Praça da Liberdade em Almada, por cima do McDonald’s e fui recebida pela simpática Jesus onde me apercebi que é acarinhada não só pela equipa, mas por todos os pacientes que ali estavam. Fez-me logo sentir mais à vontade, pois se tivesse que sair dali de rompante, com o maxilar fora do sítio, acho que conseguia encontrar um colo reconfortante!

Os meus pensamentos foram interrompidos pela Margarida que acompanhou um paciente à porta e que carinhosamente se despediu a prometer um bolo de iogurte feito por ele para a Jesus e para a Drª Margarida na próxima consulta. Só podem ser gente boa, foi o que pensei. Mais uma vez os meus pensamentos foram interrompidos pela chegada do Dr. Nuno Alegria. O meu nervosismo abanou, mas rapidamente esfriou quando ele esboçou o seu largo sorriso. Pensei, deve-se poder confiar num sorriso destes!

Aliás, uma coisa que me deixou muito confortável foi ver que toda a equipa tinha um sorriso estampado e cuidado. Ok, estão já a pensar que é óbvio porque é uma clínica dentária, mas calma aí, quantas casas de ferreiro com espeto de pau vocês conhecem? Ah, pois é. Mas adiante.

A Sónia, a assistente do Dr. Nuno, também sofria do mesmo mal da equipa, ou seja, acolhedora e muito simpática. Ambos me explicaram o que se ia passar, que é uma cena que eu aprecio. Deixem lá as surpresas para outros campeonatos! Lá referi o meu problema e o Dr. Nuno pôs-me logo à vontade. O já lhe ter acontecido, tranquilizou-me e não quis saber mais que isso. Para desgraça, já bastou a minha!

Explicou-me pacientemente como íamos fazer e não se pôs com exigências para abrir a boca. Pelo contrário. Perdi ali 10 quilos, se os tivesse a mais, com o alívio que senti. E fui perdendo mais à medida que íamos avançando. Explicou-me o que fazia tim-tim por tim-tim, perguntou-me se gostava da música, o que me conseguiu fazer esquecer por breves momentos o meu receio. Neonésimos de segundos, vá. O Centro de Implantologia é a Uber dos dentes.

A minha descontração ficou de tal forma que quando o Dr. Nuno partilhou comigo algumas dicas e truques e até me fez perguntar se achava que eu devia usar um aparelho! Quando acabei de fazer a pergunta e ouvi-me pensei – onde é que estás com a cabeça? Tu não queres saber disso! Mas, já tinha perguntado. Nunca tive o mínimo de satisfação de falar de saúde oral, até aquele momento.

ClinicaAlegriaequipa

Da esquerda para a direita: Sónia, Jesus, Dr. Nuno Alegria, Drª Margarida Alegria e eu em baixo.

Consegui “apanhar” a equipa junta e pedi alguns conselhos por causa da dificuldade de incutir o hábito espontâneo às minhas filhas na escovagem dos dentes e a conversa dava pano para mangas. Foi de tal maneira que surgiu a ideia de uma parceria para o blog para podermos ter um espaço de conselhos e recomendações que podemos divulgar. Et voilá, falámos e fechámos logo ali. Vamos ter conteúdos do universo Alegria para vos contar. E selamos com um sorriso estampado no rosto. E o meu, ainda melhor do que quando ali entrei.

Praça da Liberdade, 1 J Almada
Telefone: +351 21 276 32 09
Telemóvel: +351 96 758 84 02
Email: clinicanunoalegria@hotmail.com

Nós aqui sorrimos quase sempre.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Post em parceria com o Centro de Implantologia de Almada
PaiNatal

A ALDEIA DE NATAL É NA MARGEM SUL! Natal #2

METEMO-NOS

Acreditas no Pai Natal?
Siiiiim. Nós aqui, acreditamos! Sempre. E, por isso, fomos recebê-lo, na Aldeia de Natal do Almada Forum este fim de semana! Se ainda não pudeste ir, respira! É lá que ele vai ficar instalado até à véspera de Natal! Ele e as suas renas, duendes e “mães Natal” que lhes dão uma ajuda, porque tudo ganha uma outra dimensão quando tem um dedo (ou 2 ou 3 ou mais) feminino, verdade? OH!OH!OH!

Sim, está oficialmente aberta a época de Natal e já estamos completamente imbuídas no espírito natalício. E quisemos ir logo tirar a bela da foto com este simpático senhor. Senhor este, que chegou com toda a pompa e circunstância do alto (mesmo alto) do Almada Forum, no seu balão mágico para dar as boas-vindas ao Natal e às celebrações com todas as crianças. Já em solo firme, trouxe amigos dos 4 cantos do mundo, cada qual com as suas tradições de Natal e a música não faltou. Não sou muito de emocionar com estas coisas, mas a aparição do mais famoso senhor de barbas brancas, conseguiu fazer-me eriçar os pelos! A cara de felicidade e espanto das minhas princesas e das milhares de crianças presentes foi gratificante. Ver a multidão (literalmente) expectante nos 3 andares do centro a admirar o espetáculo foi lindo de ver. A magia do Natal, no Centro Comercial! OH!OH!OH!

Mas a animação não se fica por aqui, a Aldeia do Natal do Almada Forum vai ter o Pai Natal cheiiiinho de paciência a tirar fotos com as crianças e carrosséis para animar (ainda mais) a festa e as “voltinhas” são gratuitas! E ainda bem, que a “minh’á” Alice sentou-se numa chávena destes “à patrão” e foi um custo tirá-la de lá! Já para a foto do Natal foi (muito) menos entusiasta! Olhou para o Pai Natal e apesar de toda a sua simpatia e promessa de um presente, viu ali medo! O que até é compreensível, uma criança de 3 anos não olha para o Pai Natal e vai a correr até ele como se fosse a Patrulha Pata! Mas se ela soubesse que aquele senhor lhe pode trazer a Patrulha Pata, se calhar tínhamos evitado a birra! Ou então não! Irra! Nada que, “mais uma ficha, mais uma volta” no carrossel não resolvesse! Já a irmã, mais crescida e também mais tímida, ficou logo à vontade. Toda contente de falar com o Pai Natal a tirar a foto com ele e a receber dele o livro do “Gui e o Natal nos 4 cantos do Mundo”. Sim, não estavam a achar que íamos ter com o Pai Natal e ele vinha de mão a abanar, pois não?! O Pai Natal já trouxe um presentinho para antecipar os que vão para o sapatinho.

AldeiadoNatalnoAF

Aldeia de Natal no Almada Forum

Foi um dia em cheio. E à noite, ainda tiveram direito à história do Gui com os seus amigos a descobrir diversas tradições de Natal, interpretada fervorosamente aqui por esta mãe que, ainda acredita no Pai Natal. E não me tentem convencer do contrário!

O Pai Natal já chegou à Aldeia de Natal do Almada Forum e vai estar ali disponível para as vossas fotos aos fins de semana até 15de dezembro e depois, todos os dias até ao Natal! Vê os horários aqui. E a Aldeia de Natal, fica até para o ano! Que é como quem diz, até 6 de janeiro.

Sorri. O Natal já chegou! Oh!OH!OH!

Obrigada Almada Forum, por mais este presente.

P.S. Antecipar as compras é capaz de ser uma boa ideia para conseguir manter o sorriso nesta quadra natalícia!

Nós aqui temos a Aldeia do Pai Natal.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Benfica

O BLOG DA MARGEM SUL ANUNCIADO NA TV. NA BENFICA TV.

agradecemos isto 1

Vale a pena recordar bons momentos e fez agora um ano que o Lisbon South Bay blog foi anunciado na TV e apesar de ainda não termos dado “a nossa cara para o mundo” nessa data, nem nos melhores sonhos podíamos sonhar que fossemos anunciados no canal desse grande clube chamado Sport Lisboa e Benfica – vê aqui. Sim, fomos anunciados na Benfica TV (e não escondemos a preferência) pelos amigos Luís Lemos e Bruno Caires, essas duas ilustres figuras, o primeiro um “grande senhor da comunicação”, o segundo “grande senhor do futebol”  e com a participação de Fernando Seabra, que é sempre bem-vindo na nossa querida margem sul. Uma salva de palmas. Um grande bem-haja. Um muito obrigada.

Nós aqui estamos na Benfica TV.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia: Mais Futebol