SolCaparica5edicao

RESCALDO E VÉNIAS – SOL DA CAPARICA. Por Marlene Gaspar

parabenizamos

Chegou, encatou e esgotou. Em jeito de balanço ou rescaldo foi assim a 5ª edição do Sol da Caparica. Se o primeiro dia impressionou os restantes aumentaram a fasquia e colocaram o Festival no mapa dos must go.

A temperatura subiu ao longo dos dias e proporcionou noites quentes que abrilhantadas pela excelente cartaz e diversidade de iniciativas trouxe dias de muitas surpresas. Ora assim para enumerar algumas:

Os UHF (aquela vénia) trouxeram o grande Tim (outra vénia), como convidado a um concerto memorável, a Beatriz aceitou o pedido de casamento no concerto da Carolina Deslandes, homenageou-se a diva dos pés descalços – Cesária Évora que nos deixa muita Sodade, a Sara Tavares (mais uma vénia) também lembrou a grande diva que nos deixou – Aretha. Amor Electro partiram a loiça toda e mostraram o que é ter sangue na guelra, que é como quem diz que cantam com’ó caraças. Miguel Araújo também disse presente. O “nosso” Orlando Santos também cantou e encantou. E os Expensive Soul trouxeram o Jorge (Fernando) que trouxe fado.

Piruka, Virgul a jogar em casa, Jimmy P, Jjodje e Wet Bed Gang,  marcaram com o estilo hip hop. Jimmy P ressaltou a boa energia dos festivaleiros: “é incrível, é incrível (…) acho que muitas das pessoas vão para para a praia e depois veem para aqui, né? Então acho que vem um bocado purificadas e com uma energia saudável, dispostos a dar e a receber boa energia e acho que os concertos vivem mesmo disso, não é só daquilo que acontece no palco, mas o que acontece com o público e se houver as 2 coisas é uma combinação perfeita“. Brother, acho que a descrição não podia ser mais feliz. Eu sou uma dessas, que espero ter enviado boa energia, porque recebi muita, por isso só posso estar grata.

Carminho, Anselmo Ralph que classifica muito bem o Festival: “o nome é perfeito, o local é perfeito e os artistas são perfeitos“. Os grande Peste & Sida também marcaram presença, ou não fossem de alguma forma responsáveis pelo nome do Festival. E como em equipa vencedora não se mexe, os DJ Rich & Mendes encerraram o festival, como é seu apanágio desde há 5 anos.

Houve dança, skate e surf e para os menos radicais como eu, um excelente dia de praia que antecedeu o noite quente e que mais uma vez faz do local o meu favorite spot – “gratinar” (mas com factor 50 diversas vezes) de dia e curtir à noite.

SolCaparica5edicao

Lisbon South Bay blog no Sol da Caparica

Bordalo II trouxe a Orca de Aljezur, uma obra que alerta para a poluição no mar, e pretende chamar a atenção como cada um de nós pode contribuir para que isso não acontece (mais uma vénia). Como referiu António Miguel Guimarães, o responsável pela organização do festival: “a arte urbana é éfemera, mas traz os sonhos que são eternos” – sai mais uma vénia para este senhor e equipa, que a organização teve nota 10+.

bordallo II

Bordalo II – Orca de Aljezur

E para além dos comes e bebes com muita variedade (que eu muito agradeço porque tive de balancear as gordices), ainda deu para umas comprinhas, como o estaminé da Mónica – blog4her que esteve sempre ao rubro, mas não stressem por o festival já estar a terminar que podem encomendar online. Não quero que vos falte nada.

Blo4her

Mónica do Blog4her e palco SIC/RFM

Nesta 5ª edição o Festival esgotou. O Sol da Caparica já recebeu cerca de 80 mil pessoas, 190 artistas que cantam em português e só repetiram 14 artistas. É caso para dizer margem sul Power is on fire.

Marlene Gaspar, Lisbon South Bay blog no Sol da Caparica.

Nós aqui temos o Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Rui Tomás

SoldaCaparica

IE, IE, IE, O SOL DA CAPARICA É QUE É. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

O Sol quando nasce é para todos e o Sol da Caparica não é exceção. A 5ª edição do Festival Sol da Caparica começou ontem e como não podia deixar de ser, nós aqui estivemos lá. Desde há 3 anos, que acompanho a evolução deste grande evento na margem sul e cada vez mais orgulhosa do seu percurso.

Ontem tive o prazer de vir desbundar o festival com malta da margem norte, que provavelmente sem grande expectativa, mas atraídos pelo cartaz lusófono, quis tirar teimas sobre o Festival. E tirou. Conquistámos mais uns fãs que se renderam ao som, mas também ao recinto, ao espaço, ao ambiente, ao convívio, porque o Sol da Caparica é muito mais do que uma letra, um bom dia de praia. É uma forma de estar e “tá-se bem”. Está-se mesmo muito bem.

SoldaCaparica

Foi fazer a cobertura do evento de forma real – como um verdadeiro festivaleiro e ainda houve espaço para encontrar amigos.

SolCaparica

A evolução da organização também se nota pelos espaços, atividades e oferta para além dos concertos, pela presença de grandes marcas que estão presentes e que são muito úteis. O meu muito obrigada ao MBWay que me salvou a noite. Eu deixei a minha carteira onde passei férias (o que são a uma centenas de quilómetros da Costa da Caparica) e estava sem cartões. Um drama, cuja primeira reação é pânico. Como é que vou pagar as minhas cenas? Pára tudo. E eis que com este dilema para resolver “tropeço” no postos da MBWay e consigo levantar dinheiro sem cartão. E ainda consigo ir comer e pagar com MBWay sem usar o cartão. Não era a única a estar feliz por isso.

SoldaCaparicaMBWay

Pimba, fez-se magia.Muito obrigada MBWay, tu é que sabes d’isto. Quem pode, pode e aqui pode-se pagar sem cartão. Tenho dito, mas vou saber mais sobre isto, que esta cena é muito à frente. Ah, e esta “magia” pode ser usada em qualquer lugar, não é só na margem sul.

É que o festival está carregado de atrações que obrigam a usar a carteira, perdão o telemóvel. Eles são as tendinhas com bijuteria, vestidinhos e acessórios de perder a cabeça, o material de surf, do qual não sou praticante, pois com muita pena, nunca me aventurei nessa lide, mas que não me impede de usar roupas e acessórios respetivos. Afinal, posso ser uma surfista da banheira com muita pinta. A juntar a isto, as noites de verão estão aí, por isso o que mais se pode pedir a este Festival?

Lisbon South Bay blog, no Sol da Caparica.

Nós aqui temos o Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Foto: Ricardo Madeira

SolCaparica

O LISBON SOUTH BAY BLOG ESTEVE NA CONFERÊNCIA DO SOL DA CAPARICA. Por Célia Estrela e Mário Nabais

gostamos 1

Já foram anunciados aos media as novidades sobre a próxima edição do Festival Sol da Caparica e quem é que não podia deixar de ser convidado? O palco do melhor que acontece na margem sul – o estrondoso – Lisbon South Bay blog! Oh yeah. Ali estava ele, feliz e contente desfilando junto das SIC, Tvi e outros media poderosos.

SolCaparica5

O Lisbon South Bay blog não podia estar melhor representado. A Célia Estrela e o Mário Nabais que o ano passado contaram-nos aqui como foi o festival, fizeram desta vez a reportagem da conferência de imprensa e contam-nos tudo.

SolCaparica2

Os nossos repórteres do Lisbon South Bay blog a passar a ponte no autocarro cabriolet.

SolCaparica8

Célia com os artistas. Fotos: Mário Nabais

O Sol da Caparica arranca sob o signo da diversidade, na sua 5ª edição. Este ainda jovem festival procura afirmar-se como o maior festival de música portuguesa.

Vários artistas com estilos musicais que vão do rock, ao hip hop, do fado à Kizomba reuniram-se para uma conferência de imprensa alegre e descontraída a bordo do príncipe perfeito. Durante a conferência os organizadores do festival e a Presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros realçaram o reflexo positivo que o festival já tem no turismo e na economia local. Isto aliado à vontade em dar um palco para os artistas portugueses mostrarem o seu trabalho, a sua criatividade. Um festival total que para além da música terá um palco de dança, arte urbana, poesia, drumming e duas instalações do artista Bordallo II.

SolCaparica3

SolCaparica4

As estrelas do Sol da Caparica

SolCaparicacapa

A bordo

SolCaparica6

A conferência do Sol da Caparica

Para o dia dedicado às crianças, destaque para a estreia do projeto O Gato Pintor de Manuel Paulo e João Monge, um espetáculo interativo com canções divertidas para toda a família. O Sol alegrou este convívio entre artistas, imprensa e organização e a boa energia marcou a última etapa antes do início do festival.

Nós aqui temos presença no Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto introdutório: Marlene Gaspar
Reportagem: Sónia Estrela
Fotos: Mário Nabais

CriançaPaz

DIA DA CRIANÇA É NA PAZ. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

 

Ora pois bem, está a chegar aquele dia dedicado aqueles seres mais energéticos, birrentos, fofos e insuportáveis. Sim, estou a falar dos melhores do mundo – as crianças. E não se ponham já aí a arfar comigo porque lhes chamei “insuportáveis” porque quem ainda não se alterou com uma birra de uma criança que atire a primeira pedra. Faz parte.

Os seres mais queridos e fofos às vezes conseguem torrar-nos a paciência e conseguem resolver isso com um simples sorriso. Simples, não é? E é por isso que no dia da criança têm direito a tudo. E que tal passarem um dia na Paz? Ou melhor no Parque da Paz?

O Parque da Paz em Almada recebe estes seres magníficos, a partir das 10h30, com um programa inteiramente dedicado a eles e a estas festividades do Dia Mundial da Criança junta-se ao Festival Sementes.

Mas a festa não é só para a pequenada, porque nos dias que correm não os podemos mandar sozinho (calma, estava só a brincar!), mas a comemoração deste dia especial é para ser partilhada entre crianças e adultos, e há atividades programadas para divertir pequenos e graúdos. Alinhas? Ora vê:

Dia Mundial da Criança

O Monstro
Teatro de Rua e Marioneta
Eimer Tàrrega (Espanha)
Parque da Paz – 12h

Grão de Bico
Teatro
O Bando
Parque da Paz – 10h30 e 14h

Conta aqui, Conta ali
Contadores de histórias
Projecto ALRep
Parque da Paz – 10h30 e 14h30

Ouverture
Teatro de Rua Musical
Teatergruppen Batida (Dinamarca)
Parque da Paz – 11h e 14h30

Orquestra Gourmet
Música
Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade
Parque da Paz – 11h30

Corral Kaos
Teatro de Rua
Scurasplats (Espanha)
Parque da Paz – 15h

Os meus votos é de um dia com muita animação, mimo, abracinhos, carinhos, gargalhadas e vá, uma pequena birra, que eles nesse dia têm direito a tudo. Nós aqui, aguentamos isso.

Feliz dia da criança.

Nós aqui temos o dia da criança na Paz.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

31530522_632024350470500_3677435854504067072_n

E QUE TAL UMA AULA DE SURF? Por Catarina Laborinho

gostamos

Pois é, sabemos que o dia de hoje não está convidativo, aliás estou seriamente a pensar em voltar a calçar as botas visto que a chuva se lembrou de nos brindar de novo!! Mas… vai ser só até amanhã. Assim sendo, há que aproveitar o sol do fim-de-semana e para isso nada melhor que agendar uma aula de surf!!

Este sábado o tempo vai estar MARAVILHOSO, e se não tens nada para fazer ou se por outro lado andas há imenso tempo a querer experimentar chegou o dia, a hora e o momento. AULA DE SURF, com a SurfPro Surf School na praia da Mata pelas 10H. Eu já fui e adorei! Para mais informações o evento está criado no facebook.

N0 fim de semana passado foi assim…

,

Manda-te à água, porque vais ADORAR!

Das melhores sensações que podemos ter é sentir a água salgada no rosto… não é?

Nós aqui gostamos de Mar
Nós aqui temos isto

Contactos
surfprosurfschool@gmail.com // 939 219 023

Texto: Catarina Laborinho
Foto: Surf Pro Surf School Escola de Surf – Costa da Caparica 

limpezaFonteTelha

NOVA LIMPEZA DA PRAIA DA FONTE DA TELHA. 27 maio. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

Estou sempre a dizer que em equipa vencedora não se mexe e tendo em conta o sucesso das últimas limpezas da praia, há que voltar a carga, porque infelizmente, ainda há muito para limpar e a praia é como o ar. É de todos. E para todos.
Mas se há cenário triste é ver uma praia que não está limpa. Não vamos deixar acontecer, e por isso, por favor, não deixem resíduos na praia. Nem beatas, nem restos de embalagens, nem cenas que demoram uma vida inteira a desaparecer e que em nada contribuem para o bem-estar do planeta e consequentemente o nosso. Ainda assim, há muito para poder recolher.
A AAN – Associação Alma Naturista juntou-se ao grupo Ambialistas e ao Núcleo de Ambiente e Sustentabilidade da FCT/UNL para organizar uma nova acção de limpeza na praia da Adiça – Fonte da Telha.
É no Domingo dia 27 de Maio, das 09h30 às 12h30 e a lista de material para além da tua presença é:
– Roupas e calçado confortáveis – sempre!
– Chapéu – precisamos da tua ajuda, mas não queremos que fiques doente.
– Protector solar – parece careta, mas nunca e demais lembrar. Um escaldão não é giro.
– Água e snacks – olhem que quem não é bom para comer não é bom para trabalhar!
– Luvas de protecção – a organização tem algumas para disponibilizar mas poderão não ser suficientes!
Nós aqui trabalhamos para uma praia limpa.
Nós aqui temos isto.
Texto: Marlene Gaspar
FonteTelha

VAMOS LIMPAR A FONTE DA TELHA? 28 abril. Por Marlene Gaspar

gostamos 1

Ou parte dela, vá. Que limpar a praia toda é um bocadinho over promise, mas vamos dar o nosso melhor e cada bocadinho conta. A Uma Causa Por Mês em Abril decidiu que o mês era da Fonte da Telha e quem sou eu para discordar.
Fiquei impressionada com as últimas imagens que vi do movimento de limpeza das praias, e como já contei aqui sou sensível à forma como muitos tratam o nosso planeta. A praia é um dos locais mais fantásticos que há e corre o risco de ser o meu lugar preferido, por isso não consigo entender como é que se enterra tudo na areia. Ele é o pacote das bolachas, ele é o do sumo, o da lata e a até beata. Malta, a beata parece uma coisa pequena, fácil de apagar e ops, ninguém viu e fica espetada na areia, certo? NOT. Demora anos a destruir-se e sejamos francos, não custa nada colocar naqueles cinzeiros portáteis que dão imenso charme. Uma coisa é certa, apagar a beata, enterrá-la devagarinho e depois tapá-la com o pé, é foleiro. É sujo, é destruidor. Não é bacano, não dá estilo, não é bonito.
A verdade é que os mares poluídos, carregados de plástico e afins poluentes são uma tragédia. Por isso, ajuda-nos a corrigir este flagelo, traz a família e até os mais pequenos. O que é preciso:
– boa vontade e boa disposição
– sacos para colocar o lixo que formos recolhendo ♻
– luvas para evitar pequenos acidentes
– proteção para o sol (óculos, boné, protector solar…)
– boa energia
– companhia (facultativo)

Podes inscrever aqui evento quem vai para estarmos no dia 28, das 10h às 12:30h a dar um pequeno grande contributo ao nosso planeta. 
Nós aqui temos limpeza da Fonte da Telha.
Nós aqui temos isto.
Texto: Marlene Gaspar
CorroiosGameofThrones

GAME OF THRONES EM CORROIOS? 3 a 6 maio. Por Marlene Gaspar

celebramos 1

Bom na verdade, este desafio é um pouco ambicioso, mas quando vejo que já está aí à porta mais uma Feira Medieval em Corroios – é já a 4ª edição, e isto põe o meu imaginário, que é bastante fértil (o que não é necessariamente bom) a viajar. E o meu imaginário transporta-me para um apaixonante episódio do Games of Thrones, onde eu posso pensar em viver um personagem e posso escolher o final. Embrulha George R. R. Martin que aqui eu quero, posso e mando. Calma, não estou a dar uma de Bruno de Carvalho (cruzes, credo!), mas aqui eu posso ir com o Jon Snow e o Ned Stark que para mim ainda está vivo. É como os campeonatos do Benfica, acreditar até quando não é matematicamente possível. Sim, ainda não consegui superar tamanho desgosto relativamente ao Ned Stark e por isso, a Feira Medieval de Corroios deixa-me ser eu a decidir o guião. Ah, e o Tyrion Lannister vai ser o rei da festa, ah se vai.

Por isso pensa bem, tens a oportunidade de seres um autêntico personagem do Game of Thrones ou do Robin Hood, ou da história de Pedro e Inês. Tu decides quem queres ser e como queres ser – uma verdadeira lenda de Corroois. Alinhas?

GameofThronesCorroios

Marca na agenda, de 3 a 6 de maio no Parque Urbano da Quinta da Marialva.

Nós aqui temos a Feira Medieval de Corroios.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fonte: CMS

CristoReiemazul

PORQUÊ QUE O CRISTO REI ESTÁ DE AZUL? 2 abril. Por Marlene Gaspar

parabenizamos ISTO desporto 1

Estou a passar as vistas no mural do Facebook e deparo-me com esta pergunta da minha amiga Sandra Bizarro e também desconhecia a resposta.

CristoReiazul

CristoRei

E como há pessoas mais atentas do que eu nestas andanças, rapidamente se descobriu a razão, e eu rapidamente pedi autorização à Sandra para partilhar a novidade. Não, o Cristo Rei não estava de azul porque o Belenenses estava a ganhar, como li num comentário (mas gostei da analogia), mas sim, como forma de celebrar o Dia Mundial do Autismo – a 2 de abril. Este dia foi criado pela Organização das Nações Unidade desde 2007 para a conscientização acerca dessa questão.

No evento de 2010 a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que este transtorno de desenvolvimento atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem. Em 2011, no Rio de Janeiro foi iluminou de azul o Cristo Redentor à semelhança de outros monumento e em Portugal, temos o nosso Cristo Rei (além de outras semelhanças que falámos aqui) e a Torre dos Clérigos.

Nós aqui temos a celebração do Dia Mundial do Autismo.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto e fonte: Sandra Bizarro

25abril

ABRIL CELEBRA-SE COM AUREA, ANJOS, GISELA JOÃO, IRMÃOS FEIST. Almada e Seixal. Por Marlene Gaspar

parabenizamos ISTO desporto 1

Abril, concertos mil. Já se sabe que é um mês de comemorações e se há coisa nobre e digna de celebração aos quatro ventos é a da liberdade. Todos os dia agradeço poder estar num país livre, que me permite escolher. E não pensem que isso é pêra doce, porque como diz esse grande block bluster que é o Homem-Aranha “com grande poder, vem grande responsabilidade”. E quando tomamos opções, somos livres de escolher temos que acartar com essas decisões, responsabilizarmo-nos por elas. E quando as coisas dão para o torto, pode ser uma grande chatice.

Quando escolhemos mal pode ser uma merda, mas ainda que seja, será sempre uma escolha nossa e essa liberdade é impagável.

Por isso, mais uma vez, estou aqui prontíssima para receber abril e o aniversário do 25 de Abril não é para ser passado em branco.

E temos vários motivos e concertos para celebrar. Ora tomem nota no Seixal: concertos dos Anjos e Irmãos Feist que sobem ao palco para apresentar Ontem, Hoje e Amanhã, Seixal Sempre!, um concerto que reúne os seus êxitos e uma viagem pelas músicas da revolução na noite do dia 24, na Praça 1.º de Maio, no Seixal.

Nelson e Sérgio Rosado

Anjos | Nelson e Sérgio Rosado. Foto: Joel Reis

Depois do fogo de artifício, que começa à meia noite, é a vez de Aurea atuar no palco instalado na frente ribeirinha do Seixal.

Mas calma os mais pequenotes não se apoquentem, porque ascelebrações dedicam um dia às crianças, a 22 de abril, domingo, com os espetáculos do Palhaço Companhia, às 15 horas, e As Canções da Maria, às ​16 horas, na Praça 1.º de Maio.

Já em Almada, temos no dia 24 de abril, às 22h na Praça da Liberdade o fado de Gisela João e o rock intemporal dos Xutos & Pontapés (sempre bom).

As entradas para os concertos são como o 25 de abril – livres, por isso só tens de escolher onde queres estar.

Escolhe livremente, escolhe bem.

Nós aqui temos concertos de 25 de abril.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Fonte: CMA, CMS.