recrutamento

MOSTRA DE EMPREGO E EMPREENDEDORISMO. 20 e 21 de outubro

precisamos 2

Diz que são centenas de ofertas de emprego na Mostra de Emprego e Empreendedorismo que se vai realizar em Setúbal nos dias 20 e 21 de outubro. Se estás à procura de uma oportunidade de que é que estás à espera para ires procurá-la e pores-te a jeito como candidato(a) porque para a sorte nos bater à porta, temos de estar perto para ouvi-la tocar.

A mostra prentende  fomentar a empregabilidade na Península de Setúbal, através da promoção do encontro entre empresas, candidatos e empreendedorismo.

Onde e quando te podes por a jeito?

Centenas de ofertas de emprego na região esperam pelos melhores candidatos ao longo dos dias 20 e 21 de outubro, entre as 15h e as 20h, na Praça Bombordo do centro comercial Alegro Setúbal.

Paralelamente, ocorre um programa especialmente dedicado e dirigido a empresas de todos os setores económicos, gestores e empreendedores da região, para dar a conhecer as vantagens e oportunidades de apoio existentes em áreas como a Inovação e Desenvolvimento, contratação e empregabilidade, no dia 20:

Programa 20 de setembro*

17h00 | “Empreendedorismo na Península de Setúbal: Porquê”, pela Incubadora de Ideias de Negócio do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) – Sandra Pinto

 

17h30 | “Da ideia à empresa, na primeira pessoa”, com a participação dos empreendedores:

António Mendes – Ilegal

Carla Ventura – MagicBit

Filipe Delgado – Ecorbis

Pedro Dias – Pedro Dias, Uma Vida um projeto

18h00 | “IEFP – Um parceiro para o seu negócio”, pelo IEFP – José Luís e Luísa Oliveira

18h30 | “Oportunidades” Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal, com Sandra Duarte

O bom disto tudo é que a participação é gratuita, por isso põe-te a caminho que as atividades decorrem na Experience Box do Alegro Setúbal.

Nós aqui temos Mostra de emprego.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

SonoFonteTelha

BATER UM GRANDE CHOCO NA PRAIA…DA MARGEM SUL.

gostamos

Se há coisa que sabe bem é um feriado durante a semana, se há coisa que sabe ainda melhor é que esse dia seja quente e que reúna todos os requisitos para se ir para a praia. Cá em casa houve divisões de opinião, porque há quem considere que já não é tempo de praia! Pr’o que havia eu e estar guardada. Como é que quando roçam 30 graus não é tempo de praia? Só não é tempo de praia quando chovem canivetes!

Divergências de opinião que me fizeram ir fazer uma das coisas que mais gosto, mas que a maternidade nem sempre me permite – bater um grande choco na praia. Dormir, dormir profundamente, sem preocupações, à chapa do sol, e que de tão relaxada que fico, que corro o risco de escorrer um certa baba. Sei que o último episódio que contei aqui sobre sestas na praia, não correu tão bem como o de hoje, mas a verdade é que me soube pela vida.

SonoFonteTelha1

O plano era simples. Chegar à praia – Fonte da Telha como é meu apanágio, dar uma grande mergulhaça (só não era preciso estar tão fria. Porra até me congelou o cérebro!), estender a toalha e esparramar-me ao comprido até adormecer. Fácil. Fácil como um bebé. O sono da beleza durou pouco mais de uma hora, sem incidentes e carregou-me as baterias para aguentar até…o final da semana. Tranquila. Ele há coisa melhor? Nós aqui temos uma grande república.

Nós aqui dormimos uma grande soneca.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Lisbon South Bay blog

SouthBay

TUDO O QUE HÁ DE NOVO… NA MARGEM SUL

gostamos 1

O título da NiT não podia ser mais convidativo e não podia deixar passar a oportunidade de deixar de partilhar. Já tem uns dias, mas só o “apanhei” agora. E já chamam South Bay. Aos mais suscetíveis não fiquem ofendidos, margem sul, será sempre margem sul.

“Tudo o que há de novo para fazer, comer e comprar na Margem Sul

Um restaurante grego com pratos peruanos na Caparica, uma loja com roupa fofinha para os miúdos no Seixal e uma nova modalidade no Barreiro.

Margem Sul, sitio a onde são feitos os sonhos
Porque só se dorme, aqui!
Estar na Margem sul, vêm andar na selva de
asfalto e sofrer um assalto.
Bem-vindo à margem sul, sul, sul, sul…”

Em 2010, Rui Unas e Diana Piedade conseguiram pôr o País a cantar a letra inteira de “Margem Sul State Of Mind”, adaptada do original “Empire State of Mind” da Alicia Keys. Digamos que se tornou quase num hit de verão. Sete anos depois toda a gente continua a saber pelo menos o refrão da música, no entanto exige-se rapidamente uma atualização.

A Margem Sul já não é apenas o sítio “onde se gasta 1,30€ quando se passa na portagem” (na verdade já se paga 1,75€), onde há “grafittis nas paredes” e “onde se houve hip-hop e kuduro sempre que se entra numa loja” — é Unas que diz, não somos nós. Já fomos bem mais longe: desde o verão de 2017, é também o sítio onde se compra roupa fofinha para os miúdos, onde se comem espetadas com Nutella e onde se pratica uma nova modalidade desportiva no Kangaroo Barreiro.

A NiT foi à procura de tudo o que há de novo para fazer, comer e comprar na Margem Sul. Desde o restaurante para apeixonados até ao grego que também serve pratos peruanos, sem esquecer a tão aguardada reabertura do Sushic ou o mais recente espaço para petiscar com os amigos. E porque há mais vida além da comida, a Margem Sul (ou Lisbon South Bay, é como preferir) também tem novas lojas, exposições e até um festival de música que chega já em outubro.”

Conhece aqui todas estas descobertas.

Texto: Marta Gonçalves Miranda – NiT
Introdução: Marlene Gaspar

FonteTelha

FIM DE TARDE NA FONTE DA TELHA

gostamos 1

Hoje a minha mai’ nova faz anos e por isso passámos o dia juntinhas e a fazer muitas das suas vontades. Claro que ela decidiu ir à praia e escolheu a Fonte da Telha para o efeito. Sim, ela ainda é pequenita, mas sabe o que é bom!

Já fomos tarde que houve muita azáfama das 3 mulheres da casa, e que juntas já se sabe como é, mas a praia estava especial. Eu adoro setembro. É o meu mês, o da minha filha e cheio de recomeços bons, que me fazem ter uma fé imensa em coisas boas que aí vêm. E a praia traz-me essa convicção. Só (já) não escolho o mês para fazer férias, porque os dias já são mais curtos e as noites menos quentes. Mas, é isso que também torna o mês tão especial.

A Fonte da Telha hoje às 18h parecia um dia bom de Agosto, cheia de gente e de gaivotas. Quando vejo gaivotas, penso sempre no ditado: “gaivotas em terra, tempestade no mar” e com os furacões deixa-me um pouco inquieta. Mas depois olha-se para aquele pôr-do-sol e a sensação que fica é de grande tranquilidade, privilégio e de beleza. Tranquilidade que é interrompida pelo ruído ensurdecedor destas aves que parece que falam para nós. Que eco! Fico grata por ter disto tão perto de casa e, peço, a todos os que estão a ser devastados pelas alarvidades da natureza como os “Irma”, “Kátia” e o “José”, para terem força, coragem e dias melhores. Bem melhores.

Nós aqui tivemos um dia bom. E pedimos mais destes. Para nós e para todos.

Nós aqui temos a Fonte da Telha.
Nós aqui temos isto.

Texto e foto: Marlene Gaspar

Sesimbra

ATRAVESSAR A BAÍA DE SESIMBRA A NADO. ALINHAS? 5 de outubro

aplaudimos

5 de outubro, feriado, provavelmente vai estar bom tempo, logo estão reunidas as condições para dar o corpinho ao manifesto. Que tal dares umas quantas braçadas e participares numa experiência daquelas dignas de registo?

Nós aqui, desafiamos-te a entrares numa prova de natação de mar, que
consiste na Travessia da Baía de Sesimbra, em estilo livre, da Praia da Califórnia à
Praia do Ouro, junto à vedação do Estaleiro Naval, numa distância aproximada de
1.500 metros. Se o teu pulmão aguenta, o que é isso para ti?

Afinal apoios não vão faltar, por isso é só teres energia que o resto deixa ao cuidado de:
 Associação de Natação de Lisboa
 Clube Naval de Sesimbra
 Delegação Marítima de Sesimbra
 Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra
 Polícia Marítima
 Instituto Socorros a Náufragos
 Bombeiros Voluntários de Sesimbra

A arbitragem (acho que sem vídeo árbitro) estará a cargo da Associação de Natação de Lisboa.
Quando? Onde? Como é que é? A que horas é? E tudo, e tudo, e tudo o mais que precisas saber:
Data: 05 de outubro de 2017
Local: Baía de Sesimbra
Partida: Praia da Califórnia
Chegada: Praia do Ouro
Horário do Secretariado:
Praia do Ouro – Campo de futebol de Praia: 8:00 às 10:30
Briefing Final da Prova: 10:45
Partida da Prova: 11:05

Mais informações aqui.

Nós aqui temos travessias a nado.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: AA Travessia da Baía do Seixal

JipeLagoa

DA FONTE DA TELHA À LAGOA DE ALBUFEIRA

gostamos

Este domingo foi passado no paraíso. No sábado fomos desafiados cá em casa para irmos passar o dia à Lagoa de Albufeira de forma acessível aos “ajipalhados”, que é como diz, partir da Fonte da Telha pela Apostiça até à Lagoa de Albufeira. Ora este percurso só pode ser transitado (se tiveres amor ao corpinho e à viatura) num jipe e tendo em conta que não dispomos desse meio de transporte próprio, foi com muita alegria e gratidão que nos juntamos à grupeta como penduras para desfrutar desta aventura.

Foi altamente! Há muitos anos atrás descobri este percurso após estar numa fila do Meco com o meu “partner do crime”, a.k.a. Ruca, quando ele se decidiu lançar de forma aventureira com um carro claramente não qualificado para aquele percurso e onde o meu coração ia literalmente aos saltos, não só pela irregularidade do terreno, mas também e principalmente pelos nervos e ansiedade do desconhecido. Ah, e pelo meu lado mais pessimista de que aquela ideia ia correr mal. Felizmente os meus receios não tiveram razão de ser, papamos a fila, o Ruca fez um brilharete e eu fiquei altamente impressionada com o seu brilhantismo. Não querendo abusar da sorte e porque o trajeto já não o permite, não voltamos a repetir a experiência. Até ontem…

FontedaTelhaJipe

Os “ajipalhados”

O percurso não é para todos. Mesmo com o “material” adequado, é preciso ter mãozinhas para não se ficar atascado e, como fomos com os melhores, foi uma verdadeira e emocionante aventura. As miúdas (as pequenas e a moi même) estávamos numa excitação total, mas o melhor foi chegar ao destino e depararmo-nos com aquele cenário idílico. A Lagoa de Albufeira é linda, mas estar do outro lado da margem, onde só “meia dúzia” ali pára é outro encanto. É uma paz só conseguida pela privacidade que aquele acesso proporciona. A criançada estava maluca. Ainda houve tempo para jogarem “à pelota”, onde conseguiram estar horas sem acertarem com a bola em alguém que não estivesse a jogar. E porquê? Não porque eram azelhas, mas porque não havia ninguém para incomodar. Não é extraordinário?

LagoaAlbufei

Jogar à bola

Mas o melhor ainda estava para vir, subir a duna e olhar de cima para aquele cenário impressionante. É uma vista de cortar a respiração. E a seguir rebolar e cair até à água que nos causa uma sensação de liberdade ímpar.

LagoaAlbufeira

Vista periférica

Quem vai para o mar avia-se em terra, e por isso o almocinho foi preparado ao pormenor e nada faltou – desde o gelado à Bola de Berlim. Porque quem sabe, sabe e as famílias Tomás e Pascoal é que sabem.

LagoaAlb

Manjar dos deuses

E o que mais se pode pedir de um dia passado em família e com amigos num paraíso assim? Saúde e mais dias iguais a estes. That’s it!

Nós aqui temos a Fonte da Telha e a Lagoa de Albufeira.

Nós aqui temos isto.
Texto e fotos: Marlene Gaspar

FestivalUrbano

FESTIVAL URBANO DE ALMADA. 9 e 10 setembro

graffitamos 3 3

A época dos festivais ainda está longe de terminar. Se neste fim-de-semana vamos ter a grande Festa do Avante, no próximo, dias 9 e 10 temos o primeiro Festival Urbano de Almada, na zona da Romeira/Cova da Piedade (Rua Tenente Valadim).

Nem só de música se faz um Festival e este traz cultura urbana, com música, dança, graffiti, entre outros.

Por falar em graffiti, a Mostra de Graffiti de Almada, vai ser uma das cabeças de cartaz com a criação de murais sobre a temática “Vivências na Cidade” por 15 artistas e ainda com alguns convidados que vão deixar a sua marca nas paredes.

Depois da grande polémica (exagerada quanto a mim) sobre os livros pr’ó menino e pr’á menina, o festival apresentará um Mural que irá abordar a “Igualdade de Género” e vai ser criado pela Vanessa Teodoro a.k.a. The Super Van ao longo de cinco dias.

Mas as atrações não se ficam por aqui, vais poder assistir e participar em várias atividades: Let’s Battle VIII, uma competição de danças urbanas que irá trazer a Almada os melhores bailarinos em diversos estilos. Vamos ter a Blaya no Afrohouse, com DJ’s; Mercado Urbano, onde vais poder encontrar diversas marcas e artistas emergentes e uma zona de Street Food, para quando o ratito der horas não perderes tempo a saciares-te.

Programa:

9 de Setembro – 10h às 01h
# Mostra de Graffiti de Almada
# Let’s Battle VIII, pela Almada Não Dorme Associação
# Demonstrações de dança hip hop
# Mercado Urbano
# Street Food

10 de Setembro – 10h às 21h
# Mostra de Graffiti de Almada
# Let’s Battle VIII, pela Almada Não Dorme Associação
# Concerto: Os Compotas
# Demonstrações de dança hip hop
# Mercado Urbano
# Street Food

Aparece, que nem a festa de faz sem ti!

FestivalUrbanoA

Nós aqui temos o Festival Urbano de Almada.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Direitos reservados

CaminhadasSeixal

SEIXALANDO #2. HOJE ESCOLHEMOS AS CAMINHADAS. 1 set a 29 dez

caminhamos 1

Já aqui manifestei a minha o meu g0sto por bater perna e nada melhor do que saber que há caminhadas todas as sextas e domingos até ao Natal. Sim, porque isso deixa-me fortes probabilidades de chegar à época natalícia tão fit que poderei desfrutar de tudo o que se tem direito nesta festividade. Mas, vamos com calma, que não vale a pena deitar foguetes antes da festa. E de promessas está o mundo cheio.

Vamos ao que interessa, hoje na rubrica Seixalando trazemos as caminhadas. As ditas são pelo Seixal e o percurso não podia ser mais bem escolhido (chamem-me tendenciosa, que aqui a carapuça serve-me todinha!) – a partida éna CDR Águias Unidas  – Qt. do Pinhão, zona de Belverde / Verdizela e Baía do Seixal. É pá, isto que vai ser “Seixalar”. É juntar ao útil ao agradável – andar ao ar livre, numa das zonas mais belas para o efeito.CaminhadasSeixal

Anota na agenda e não deixes de te pôr ao caminho:

1, 3, 8, 10, 15, 17, 22, 24 e 29 de setembro | sextas-feiras e domingos | 9 horas
1, 6, 8, 13, 15, 20, 22, 27 e 29 de outubro | sextas-feiras e domingos | 9 horas

3, 5, 10, 12, 17, 19, 24 e 26 de novembro | sextas-feiras e domingos | 8.30 horas
3, 10. 15, 17, 22 e 29 de dezembro | sextas-feiras e domingos | 8.30 horas

A organização é do Clube Desportivo e Recreativo Águias Unidas e se tiveres dúvidas podes ligar para o 212 241 66.

Nós aqui temos caminhadas no Seixal.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene GasparFoto: CMSeixal

PAttack

PARANORMAL ATTACK(A) NA COSTA DA CAPARICA. 9 de setembro

aplaudimos

Música eletrónica não é assim a minha praia e eis que o meu cunhado Ivo me apresenta o seu amigo de infância Rui Oliveira, criado na margem sul, mais propriamente nessa bela localidade designada Casal do Marco! E eu, começo por torcer o nariz ponho-me a ouvir (não negues uma ciência que à partida desconheces) e começo a questionar e repensar os meus preconceitos relativos ao estilo.

Sim, por vezes sou preconceituosa, não me orgulho propriamente disso, mas feio não é admitir isso, feio é negar que o sou. Mas fico muito feliz quando descubro que estes não têm razão de ser. A verdade é que muitas vezes para chegarmos à conclusão de que o que é nacional é bom, este nacional tem de vingar lá fora. E assim foi com o Rui, a.k.a. Xangaii dos Paranormal Attack. Para os mais distraídos (grupo onde eu estava inserida) o Rui começou a sua carreira na música com 8 anos de idade a estudar piano. Cada um é para o que nasce e o “paranormal” aos 15 anos começou a tocar numa banda de baile da margem sul, os 4a Audição, e aos 20 começou a produzir música eletrónica e hoje é uma estrela dos Paranormal Attack.

Podia ter-lhe dado para pior!

E deu! O artista mora no Brasil há 10 anos, porque foi o mercado onde mais se destacou, mas já andou a espalhar decibéis em 17 países e vai estrear-se na Turquia.

ParanormalAttack

Xangaii

Mas o bom filho à casa torna e sempre que pode volta para estar com os seus amigos de infância e familiares, por isso ainda tem casa no Casal do Marco e afirma em primeira mão, ao Lisbon South Bay blog que é onde vai voltar a viver no próximo ano.

Vizinhança não se apoquentem que os concertos e espetáculos vão estar na margem sul, mas não serão (para já) aí. A tour europeia dos “Paranormal Attack” vai incluir a Costa da Caparica, mas antes tem paragens noutros pontos da europa:

26 de Agosto – Salda Lake – Turquia
8 de Setembro – Hamburgo – Alemanha
9 de Setembro – Costa da Caparica – Portugal

Vai ser o primeiro evento da banda em terras lusitanas. A Fxxk Tomorrow em co-produção com a Digital Oracle apresentam Paranormal Attack num set especial de 3 horas, começando assim as comemorações dos 15 anos do projeto. Durante as 3 horas de set vais poder ouvir músicas que marcaram a carreira do projeto e também as produções mais recentes que irão ser lançadas no próximo álbum!

CartazParanormal

Para que saibas quanto te vai sair do bolso, aqui tens estas opções.
10 Eur – Pré Venda
12 Eur até as 2H
15 Eur depois das 2H

Marca já na tua agenda que no dia 9 de setembro os Paranormal Attack vão partir a loiça toda na Praia da Nova Vaga, no Tartuga Beach Bar. Confirma aqui a tua presença.

Nós aqui temos os Paranormal Attack.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

FERTAGUS

VAMOS ÀS FESTAS DE CORROIOS COM A FERTAGUS

METEMO-NOS

É já logo à noite, dia 18, que começam as tão esperadas festas de Corroios, vão ser 10 dias de espetáculos de encher as medidas, tanto para nós como para os mais pequenos.

A logistica lá em casa é complexa e como não pretendemos chegar atrasados a nenhum dia, vamos optar por ir de comboio com a Fertagus.

Vantagens? Há muitas!
#1  A emoção dos mais pequenos começa logo quando lhe dizemos que vamos de comboio Fertagus até Corroios (eles ADORAM andar no Tio Quim de dois andares!!)
#2  Sem complicações conseguimos deixar o carro no parque da estação e em segurança;
#3  Para chegar a horas ao concerto, basta escolher o comboio certo que em menos de 3 minutos nos deixa na estação Fertagus de Corroios;
#4  Ao chegar,  atravessamos a rua e voilà, em menos de nada estamos no Parque Urbano da Quinta da Marialva , o espaço do recinto;
#5  No meu caso como 2 delas vão acabar por adormecer (de certeza, não fosse hábito termos que andar sempre com elas “às costas” ) ter a estação do outro lado da rua e o carro mesmo à porta vai-nos ajudar, e muito, a carregar os rebentos.
#6  Para quem não está habituado a andar no comboio da Fertagus, mas que tenha conta na Via Verde, pode sempre optar por usufruir da  APP Via Verde (reveja aqui como funciona) as viagens vão ser muito mais confortáveis sem bilhetes e bilhetinhos :)
#7  Mas se quer mesmo, mesmo, mesmo ir de carro, a Fertagus vai ter o parque C5, junto à entrada das Festas ao lado das Piscinas com tarifa única diária de 1,50€ só para as Festas de Corroios.

FERTAGUS

Está a espera de quê  para fazer o mesmo que nós?
Fugir da típica confusão do estacionamento é optar por ir até às Festas de Comboio Fertagus.

Vêmo-nos por lá 😉

Nós aqui vamos às Festas de Corroios com a Fertagus
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus

FERTAGUS, LSBblog