SerMargemSul

O QUE É ISTO DE SER DA MARGEM SUL? #1

gostamos 1

A malta da margem sul é…a malta da margem sul.
Esta é a resposta que costumo ouvir (mais do que acho normal) quando refiro a alguém que moro na margem sul e sou surpreendida com qualquer coisa num tom meio depreciativo “xi, da margem sul”! Perante isto questiono: o que é isso de “ser da margem sul”?

A resposta não é concreta e ronda ali o muita bom das praias, o muito mau passar a ponte e o não sei bem o quê. Alguma “vizinhança” duvidosa, ou as “gajas são muita boas” (não sou de cá por isso posso dizer isto sem me “afiambrar” ao título, com muita pena minha!), é a terra da Ana Malhoa ou o sítio onde moram os jogadores de futebol.

Pois há quem não (re)conheça mais do que isso, o que é uma pena, pois sempre ouvi dizer que não se deve negar à partida uma ciência que se desconhece. Por exemplo, quando essas pessoas descobrem as coisas boas, mesmo boas da margem sul (e não falo só das gajas, e estas que me perdoem de voltarem à baila, deve ser da minha inveja de não me poder incluir aqui), têm um sentimento meio incrédulo de: “uau, há isso aqui, espetáculo, não fazia ideia”!
Pois não fazem ideia, porque não sabem. Basear uma opinião sobre o que se ouviu aqui e ali é manifestamente insuficiente, e permitam-me, não têm credibilidade para isso. Ainda não percebi o preconceito que ainda não extinguiu totalmente o infeliz comentário do “deserto” e provavelmente já o tive, antes de ser “adoptada”, mas não consigo explicar a razão de ser deste.
Voltemos a um exemplo, que é mais fácil perceber a minha indignação. A malta fala de Cascais sempre com uma entoação meio “queque” e que automaticamente estamos a falar de uma zona nobre uma zona elitista. Não interessa o sítio, o bairro ou a rua. Cascais é Cascais. Nada contra. Mas, a malta fala da margem sul e parece que vive tudo no gueto.

Captura de ecrã 2017-01-31, às 22.21.48

Mapa figurativo encontrado na página FB “Kiss kiss bang bang”

Digam-me vocês, nascidos e criados, adoptados ou emprestados o que é isto de ser da margem sul? Não quero ser desmancha-prazeres ou cortar o barato, mas não venham com respostas tipo “Lili Caneças”; coisas como “é o contrário de ser da margem norte” não vai dar! E já agora, ajudem a mostrar que o quer que seja isso do “estigma da margem sul” não faz sentido.
Então para vocês, o que é isto de ser da margem sul?

Nós aqui temos isto de ser da margem sul. E gostamos!
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto:Rui Tomás

SEIXAL

SEIXAL TEVE O DOBRO DOS VISITANTES EM 2016!

aplaudimos

O Seixal está bom e recomenda-se! Nós aqui já defendemos isso e o Relatório de Estatística Anual do Posto Municipal de Turismo diz-nos que não estamos enganadas pois registou um aumento significativo do número total de visitantes no concelho do Seixal: de 1530 em 2015, para 3424 em 2016.

O número de visitantes portugueses aumentou quase para o dobro, enquanto o número de visitantes estrangeiros quase triplicou, relativamente ao ano anterior, passando de 346 em 2015, para 967 em 2016.

Ao nível do mercado nacional, a maioria dos visitantes que passaram pelo Posto Municipal de Turismo são residentes na Área Metropolitana de Lisboa.

Os turistas estrangeiros chegam essencialmente de França (33 por cento) e Reino Unido (29 por cento), mas também do Brasil, Alemanha, Espanha, Bélgica, Itália, Estados Unidos da América e ainda de outros países em número mais reduzido.

turistasSeixal

Dos 3424 visitantes que se dirigiram ao Posto Municipal de Turismo, 2276 foram nautas que procuraram sobretudo os serviços de apoio à Estação Náutica do Seixal, designadamente ao nível administrativo, na utilização do balneário e lavandaria. Pode igualmente constatar-se que 823 das visitas foram motivadas pela procura de atividades turísticas e de lazer.

Nós aqui temos um aumento de turistas.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia: Rui Tomás
Fonte: CM Seixal

SUrfFest

CAPARICA SURF FEST JÁ TEM DATA MARCADA

surfamos

O Caparica Primavera Surf Fest regressa em Abril, mais precisamente entre 6 e 15 de Abril. No mesmo sítio, há mesma hora de anos anteriores. A Praia do Paraíso acolhe 10 dias de festa da cultura do Surf, com muita música, manobras radicais e atletas de todo o mundo! Vamos a números, pois para alguns é o que interessa. Então quantos são?

1000 Atletas 
350 Surfistas internacionais
2 Praias. 2 Palcos competitivos: Paraíso e Dragão
9 Modalidades desportivas
18 Campeonatos e exibições
2 Provas de surf Mundial – WSL, Masculinos e Femininos
4 Provas de surf Europeias: WSL, Masculinos e Femininos
4 Campeonatos nacionais – FPS: Masculinos e Femininos
6 dias de concertos
24 Artistas e Djs

Ah, pois é. Aguentas isto tudo? Força valentões. Entrem na Onda.

SUrfFest

Nós aqui temos o Surf Fest da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia: Zito Colaço

SoldaCaparica3

PRIMEIROS NOMES DO CARTAZ DO SOL DA CAPARICA

aplaudimos

Já fui acusada de estar demasiado entusiasmada com o festival Sol da Caparica porque antecipámos as datas, e nada como ter fama e não ter proveito. Então já que acabaram de sair do forno alguns nomes que fazem parte do cartaz deste ano, vamos lá partilhá-los para irem acompanhando tudinho que não quero que vos falte nada de informação para esse grande acontecimento na nossa querida South Bay.

CartazSoldaCaparica

Cartaz Sol da Caparica

E já agora, se ainda não espreitaste como foi a edição passada, nós aqui contamos tudo.

Nós aqui temos o Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Steak nShake

STEAK N’ SHAKE É NA MARGEM SUL!

METEMO-NOS

Não é novidade para ninguém, até porque nunca o escondemos, que a nossa cantina é o Almada Forum. E porquê? Porque podemos variar todos os dias e conseguir uma alimentação equilibrada num só lugar. Mais, não precisamos “andar à chapada”, ceder ou ficar contrariado quando alguém quer comer coisas diferentes. Cada um vai onde quer e lhe apetece. Assim, é que nós gostamos, sermos todos amigos, contentes e disponíveis para “amar”.

E, por isso, todas as novidades que nos permitam variar são bem-vindas. E, saber que o Steak n’ Shake em Portugal é na margem sul, no caso em questão, no Almada Forum é um grande orgulho. Mais uma vez a margem sul como primeira escolha das marcas bem sucedidas para assentarem arraiais no nosso país (recordamos aqui o exemplo da NYX. É o cheguei, vi e venci a começar no lado sul)! Mas, voltemos à alimentação. O que é que este restaurante nos traz de novo? Segundo eles os melhores steakburgers, as melhores batatas fritas e os melhores milkshakes. Se são os melhores, melhores, não sei, mas que são deliciosamente bons, não há dúvida!

O ambiente consegue transportar-nos para as hamburguerias boas, mesmo boas que já tive a felicidade de experimentar em terras do tio Sam. O espaço está muito bem decorado – sou muuuuuito suspeita porque adoro a combinação de cores – e o atendimento foi de uma simpatia e cuidado muito melhor do que se apanha nos Estados Unidos (sem ofensa para nenhum cidadão americano, mesmo para todos aqueles que votaram em Trump!). A América é capaz do melhor e do pior! Felizmente nós aqui temos o melhor. E fiquemos com ele, porque o pior aqui não tem lugar.

SteakandShake

Steak n’ Shake no Almada Forum

Então vamos lá à nossa avaliação organoléptica :

1# hambúrguer, perdão, steakburguer – classificação 5 estrelas – são dois, fininhos como eu gosto e muito saborosos.

2# batata frita – é a batata frita! A-DO-RO. Fininha e com alguma casca que roça assim a perfeição a passar pelo estreito – classificação 5 estrelas.

3# milkshake – inicialmente não fiquei totalmente rendida ao acompanhamento da refeição com o batido, mas no final convenceu-me. Começamo-nos a lambuzar à colher e terminamos o “lambuzanço” (acho que não existe a palavra, mas dá para perceber a ideia, certo?) à palhinha. Fica uma espécie de drink & dessert. Eu elegi o de morango, mas o de manga que me aguarde que vai ser meu muito em breve. Classificação 5 estrelas.

SteaknshakeAlmadaForum

Grande refeição no Steak n’ Shake no Almada Forum

A experiência foi claramente vencedora e vou voltar para “matar saudades” de um hambúrguer, ai steakburguer (nada como chamar os “bois pelos nomes”) à americana.

É bom poder variar na opções. Habitualmente faço escolhas ditas mais saudáveis, mas uma dieta equilibrada, permite e “obriga” a comer um pouco de tudo. Esta escolha está aprovadíssima.

Nós aqui temos Steak n’ Burguer.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Starbucks

PROGRAMA PARA DIAS FRIOS NA MARGEM SUL.

METEMO-NOS

Por mais que “eu goste é do verão” ele não dura o ano todo e o inverno está aí, já chegou e em força e faz-se sentir como gente grande. Chuva e frio são dois protagonistas da estação que muitas vezes inibem um passeio ou um programinha de inverno. Por mais que saiba bem um programa de manta e sofá e não vamos negá-lo, também é bom saber que nem a chuva (que até tem dado algumas tréguas) nem o frio nos levam a melhor.

Sou uma rapariguinha friorenta. Daquelas que sente o frio até aos ossos e que se refugia em tudo o que é forma de aquecer este corpinho pouco resistente a baixas temperaturas. Mas, deixar de sair de casa por causa disso não é opção! Se há coisa que me aquece até a alma é um Caffé Latte no Starbucks! Ah, que coisa boa. E se lhe juntarmos um Muffin de Chocolate Supreme… isso então é de ir às lágrimas. Pouca coisa pode ser mais reconfortante e aconchegante e do que me lembre não vou partilhá-la. É private!…

Aprendi este “truque Starbucksiano” em Nova Iorque, porque se há cidade fria como o catano é a cidade que nunca dorme. Nós aqui, podemos ter esse cafoné que combate o briol sem sair da margem sul. Por isso, o meu último programa para os dias frios que é bom e recomenda-se é um lanchinho no Starbucks que antecede ou sucede uma grande sessão de cinema. Isso sim, é um dia de inverno perfeito. E onde é que podemos fazer isso tudo no “conforto do lar”? Que é como quem diz, no conforto da margem sul? No Almada Forum, pois claro.

ProgramaDIasFrios

Starbucks na Margem Sul

E foi o que fizemos na semana passada. A famelga rumou ao Starbucks e foi a estreia da Alice numa sessão de cinema! Foi a loucura! Sim, porque ir com a minha “mai” nova para uma sala de cinema, tendo em conta a sua indisciplina, foi uma aventura. O frio também me deve ter congelado o cérebro para ter esta ideia de a levar!

Mas, depois de alguns momentos de impaciência o filme levou a melhor e acabou a tarde mais bem passada do ano, que ainda está só a começar!

Cinema

Sessão de Cinema com vários momentos

Conseguimos tudo isto sem apanhar uma aragem de frio. Entrar, ver, comer e sair. Isto sim, é limpinho, limpinho.

Nós aqui temos Programa para os dias frios.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

liberdade

LIBERDADE PARA CANTARES ABRIL.

aplaudimos
Freedom
I won’t let you down, freedom
I will not give you up, freedom
Gotta have some faith in the sound
You got to give what you take
It’s the one good thing that I’ve got, freedom
I won’t let you down, freedom
So please don’t give me up, freedom
Cause I would really, really love to stick around…

Como ecoava esse grande senhor da música pop, Sir George Michael: “It’s the one good thing that I’ve got, freedom”. Também tu podes ecoar liberdade, mesmo sem o som de George Michael. Podes recriar algumas das canções da resistência, de autores como Adriano Correia de Oliveira, José Afonso ou Ary dos Santos, ou compor canções que evocam a liberdade e até 31 de janeiro podes apresentar os seus temas no âmbito no 6.º Festival Cantar Abril.

Este concurso bienal pretende valorizar a música de intervenção e o seu papel na luta pela liberdade e podes ganhar uns bons trocos com os prémios. Vê aqui e participa. Tens liberdade para o fazer.

Nós aqui temos C

Nós aqui temos isto.

SoldaCaparica20171

SOL DA CAPARICA JÁ TEM DATA MARCADA.

gostamos 1

Tendo em conta o tempo que está, um dos desejos de início de ano é o regresso do Sol. Já passámos o magusto, o Natal, a passagem de ano por isso já pode vir o Sol, que nós aqui já não queremos brincar mais ao inverno. Está bom. Foi giro. Já deu o ar de sua graça, já tirámos uma roupitas do armário e já estreámos uma botas lindas de morrer. Missão cumprida.

Embora lá voltar à chinela no pé e tratar de ir aos festivais de verão. O Sol da Caparica já tem datas anunciadas, por isso marca já na tua agenda e trata do assunto, que é como quem diz, orienta aí os bilhetes que é como quem diz que já estão à venda.

Em 2016 foi mais ou menos assim…

2017 também vai ser estupendo. Dias 10 a 13 de agosto.

A música vem dar à Costa. E tu?

Nós aqui temos Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Saldos

5 DICAS PARA OS SALDOS NA MARGEM SUL E OUTRAS MAIS.

METEMO-NOS

Se é verdade que comprar peças vencedoras são capazes de tornar um estado espírito menos positivo num altamente favorável, imaginem quando isso acontece a preços de saldos! É a satisfação plena. Oh se é!

Já não é Natal, mas chegaram os saldos. Nada como esticar a quadra natalícia e celebrá-la com boas aquisições que nos deixam felizes e contentes. Da tecnologia ao trapito, do desporto às coisas para a casa, dos livros à roupa interior, da perfumaria à joalharia (ou bijuteria, mas a primeira soa sempre melhor), vê o que é que precisas porque nós aqui temos tudo, num só sítio – nós aqui temos o Almada Forum. Já há imensas lojas com descontos que valem mesmo a pena e já selecionei algumas:

lootipos.pt

 

Gosto de ser orientada nos Saldos, porque para descontrolar já bastam os preços que me podem deveras entusiasmar. Por isso deixo aqui 5 dicas a ter em conta:

1# Fazer uma lista do que se precisa e apostar em boas peças básicas;

2# Optar pelas peças de qualidade em detrimento da quantidade. O impulso pode ser traiçoeiro e há que aproveitar as peças de melhor qualidade;

3# Não se desgraçar sem consciência disso. Se for necessário estipular um valor para gastar, afinfem-lhe num número. A ideia é fazer a terapia da satisfação e não destrui-la logo a seguir. Até porque se estoirou o saldo (neste caso o bancário) depois não podemos usar esta terapia para o resolver;

4# Escolher peças para a próxima estação – esta dica é boas para todas, mas ideal para as crianças, que crescem desmesuradamente e que as roupas deixam de servir enquanto um diabo esfrega um olho, que é como quem diz, entre uma estação e outra (às vezes nem isso)!;

5# Não vale a pena escolher peças que não sejam a sua cara, só porque gosta de ver noutras pessoas ou porque se usa. O “que se usa” é relativo. Se não te identificas, se depois não vai usar até debotar é porque não vai valer a pena.

E é com estas 5 dicas em mente que vou lançar-me aos saldos, aqui na margem sul. Nós temos o Almada Forum que não só tem as minhas lojas favoritas, como tem estacionamento gratuito o que me permite experimentar os tamanhos certos, ver como acenta, tirar todas as dúvidas, descansar nos entretantos sem estar stressada com o tempo a passar e o “parquímetro” a contar. Sim, porque a ideia é relaxar com o que se vai aproveitar.

Desejamos para vocês o que desejamos para nós: Boas Compras!

ilovesales

Nós aqui temos os Saldos do Almada Forum.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

ClinicaAlegriateam

SORRIR. SEMPRE. COM ALEGRIA.

METEMO-NOS

Se há coisa que é o nosso melhor ou pior cartão de visita é o sorriso. Podemos estar elegantérrimos, com tudo no sítio, boas roupas, acessórios, etc, etc, mas se o sorriso não está lá, está tudo estragado. Se há coisa que devemos usar e abusar e nunca é demais é o sorriso. Mas, se o sorriso está desastroso, temos a burra nas couves!

Se há coisa que uso naturalmente é o (sor)riso – e é tão genuíno que quando o vejo em fotos ou em vídeos nem sempre gosto dele. Penso logo para quê que arreganhei a tacha toda e não usei alguma contenção?! Mas isso não posso controlar. Já a limpeza e higiene posso. E quando digo higiene não estou a falar dos hábitos básicos, isso é dado adquirido. Falo da limpeza por um especialista que temos de fazer pontualmente. No meu caso são autênticos antes e depois, que o chato do tártaro teima em abocanhar-se aqui!

Só que só de pensar tratar desse assunto, já o meu coração palpitava. Antes desta última e entusiasmante experiência no Centro de Implantologia de Almada, tive um episódio dantesco noutra clínica! – episódio esse que enfatizou ainda mais o meu medo, medo não, pânico! Pânico à séria de me voltar a acontecer a cena mais surreal ao nível de danos físicos pelos quais passei e que resumo em 3 palavras – deslocação do maxilar! Estão a imaginar o que é? Quem passou por isto a minha total solidariedade quem não passou consiste em o queixo sair do sítio e ficar-se com a boca literalmente de lado, sem a conseguir abrir nem fechar. Implica também não conseguir falar!

Por isso diria que andava a modos que a empurrar com a barriga este assunto. Não queria pensar nisso. E eis que conheço a Margarida Alegria e que trocamos umas impressões sobre algumas das nossas preferências aqui na margem sul e percebo que ela faz parte do corpo clínico da Clínica Dr. Nuno Alegria, seu irmão no centro de Almada – o Centro de Implantologia. A Margarida é psicóloga e o irmão Nuno é médico dentista.

Tremi quando ouvi a especialidade do Nuno, pois tocou logo a campainha como lembrete e, apesar de alguma hesitação, achei que alguém com o nome Alegria tinha mais probabilidades que qualquer outro para me ajudar com isto. Mandei-me para fora de pé e quis saber mais sobre a clínica.

A Margarida, perdão a Drª Margarida é super boa onda e contou-me um pouco do seu trabalho no acompanhamento de crianças e adultos,  das  consultas de nutrição, das consultas de terapia da fala, de como trabalham em equipa e ainda, conseguiu fazer-me acreditar que lá ia fazer a minha destartarização sem medos, ou pelo menos com menos medo. E assim foi.

Marquei com o Doutor Nuno Alegria e fui lá ter a rezar a todos os santinhos para não sair como da última vez! O espaço é super central na Praça da Liberdade em Almada, por cima do McDonald’s e fui recebida pela simpática Jesus onde me apercebi que é acarinhada não só pela equipa, mas por todos os pacientes que ali estavam. Fez-me logo sentir mais à vontade, pois se tivesse que sair dali de rompante, com o maxilar fora do sítio, acho que conseguia encontrar um colo reconfortante!

Os meus pensamentos foram interrompidos pela Margarida que acompanhou um paciente à porta e que carinhosamente se despediu a prometer um bolo de iogurte feito por ele para a Jesus e para a Drª Margarida na próxima consulta. Só podem ser gente boa, foi o que pensei. Mais uma vez os meus pensamentos foram interrompidos pela chegada do Dr. Nuno Alegria. O meu nervosismo abanou, mas rapidamente esfriou quando ele esboçou o seu largo sorriso. Pensei, deve-se poder confiar num sorriso destes!

Aliás, uma coisa que me deixou muito confortável foi ver que toda a equipa tinha um sorriso estampado e cuidado. Ok, estão já a pensar que é óbvio porque é uma clínica dentária, mas calma aí, quantas casas de ferreiro com espeto de pau vocês conhecem? Ah, pois é. Mas adiante.

A Sónia, a assistente do Dr. Nuno, também sofria do mesmo mal da equipa, ou seja, acolhedora e muito simpática. Ambos me explicaram o que se ia passar, que é uma cena que eu aprecio. Deixem lá as surpresas para outros campeonatos! Lá referi o meu problema e o Dr. Nuno pôs-me logo à vontade. O já lhe ter acontecido, tranquilizou-me e não quis saber mais que isso. Para desgraça, já bastou a minha!

Explicou-me pacientemente como íamos fazer e não se pôs com exigências para abrir a boca. Pelo contrário. Perdi ali 10 quilos, se os tivesse a mais, com o alívio que senti. E fui perdendo mais à medida que íamos avançando. Explicou-me o que fazia tim-tim por tim-tim, perguntou-me se gostava da música, o que me conseguiu fazer esquecer por breves momentos o meu receio. Neonésimos de segundos, vá. O Centro de Implantologia é a Uber dos dentes.

A minha descontração ficou de tal forma que quando o Dr. Nuno partilhou comigo algumas dicas e truques e até me fez perguntar se achava que eu devia usar um aparelho! Quando acabei de fazer a pergunta e ouvi-me pensei – onde é que estás com a cabeça? Tu não queres saber disso! Mas, já tinha perguntado. Nunca tive o mínimo de satisfação de falar de saúde oral, até aquele momento.

ClinicaAlegriaequipa

Da esquerda para a direita: Sónia, Jesus, Dr. Nuno Alegria, Drª Margarida Alegria e eu em baixo.

Consegui “apanhar” a equipa junta e pedi alguns conselhos por causa da dificuldade de incutir o hábito espontâneo às minhas filhas na escovagem dos dentes e a conversa dava pano para mangas. Foi de tal maneira que surgiu a ideia de uma parceria para o blog para podermos ter um espaço de conselhos e recomendações que podemos divulgar. Et voilá, falámos e fechámos logo ali. Vamos ter conteúdos do universo Alegria para vos contar. E selamos com um sorriso estampado no rosto. E o meu, ainda melhor do que quando ali entrei.

Praça da Liberdade, 1 J Almada
Telefone: +351 21 276 32 09
Telemóvel: +351 96 758 84 02
Email: clinicanunoalegria@hotmail.com

Nós aqui sorrimos quase sempre.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Post em parceria com o Centro de Implantologia de Almada