DiadosNamoradosMargemSul

DIA DOS NAMORADOS NA MARGEM SUL. PARA ELA E PARA ELE.

gostamos 1

Quem vos escreve não é seguramente a pessoa mais indicada para se expressar sobre o Dia dos Namorados, porque embora esteja aqui para amar, o romantismo exigido ao dia é uma cena que não me assiste. Não sei se chega a ser lamentável, porque vivo muito bem com isto, mas poderá ser uma pena para quem espera que venha aí a sugestão memorável para este dia. Isso não vai acontecer.

Nada tenho contra o dia, contra a troca de presentes, o boom comercial que existe em torno da data, os programas que se organizam, os mimos ou as mensagens que se trocam. Apenas não se celebra a data cá em casa. O romantismo quando foi distribuído passou ao lado deste casalinho. Mas passou a milhas de distância, porque para vocês terem uma ideia, não sabemos a data que começámos a namorar! Mas, vá sabemos o ano. O que já nos dá algum mérito!

Se ainda considerarem que tenho algum crédito para alguma sugestão e tendo em conta que as coisas mais óbvias devem estar cheias ou tão em cima já devem ser difíceis de marcar, há que não desistir, porque a dois, tudo é resolvido mais facilmente.

Sugestões para o que fazer

# ida à praia – este calor da Sibéria ou a chuva que decidiu cair toda ao mesmo tempo não convidam a uma praia? Wrong. A praia é sempre um cenário de fundo que acende qualquer chama, que transmite serenidade e energia. Um passeio à beira mar é uma boa aposta (se e só se as condições atmosféricas o permitirem, pois nada de correr perigos parvos que possam arruinar o vosso e o dia dos outros). Se não, ficar dentro do carro a apreciar a vista também serve e pode ficar um clima interessante, you know what I mean. Se ainda forem a tempo e conseguirem marcar um jantar num restaurante à beira-mar será 7 estrelas.

# jantar em casa – esta não precisa de reserva, só de alguma preparação. Sempre ouvi dizer que conquistar pelo estômago é das formas mais bem sucedidas de “agarrar” alguém. A menos que se cozinhe tão mal que o efeito seja o contrário. Mas, uma refeição cheia de surpresas e de paladar inesquecível é a melhor entrada para uma noite que se anseia picante. Ainda assim, há sempre as hipóteses de um bom take-away que pode deixar-nos bem-vistos.

# cinema – ir ao cinema, é sempre ir ao cinema. Escolher um filme bem romântico ou bem apimentado é apropriado à ocasião. Não fui ver, mas pelo que li (entenda-se no livro e não na crítica) as “Sombras de Grey mais negras” reúne alguns ingredientes capazes de criar um forte entusiasmo.

Quanto aos presentes e com a plena convicção de que o melhor presente são vocês mesmo, mas ainda assim, nada como surpreender com alguma lembrança.

Para eles:

# tenho para mim que qualquer gadget que ainda não se tenha faz sucesso;

# um perfume novo para dar-lhe um cheirinho fora do que estamos habituados cria ali um efeito novidade que pode ser apreciado;

# uns ténis giros com uma cor forte – o vermelho que funciona bem neste dia – dá-lhes um toque especial (exemplo: amo os Adidas Gazelle vermelhos).

Para elas:

# qualquer trapito lhes fica bem. Mas já agora escolham um mais clássico e de boa qualidade. Duram mais tempo, usam-se sempre e fica um presente que sempre que seja usado nos faz lembrar a cara-metade. (boa camisa branca, bom blazer ou boa calça de ganga). Se acham que tem de experimentar, não esquecer o talão de oferta)! Lingerie nunca falha (a menos que errem o tamanho!).

# um fim de semana com um programa a dois. Se a noite já promete, imaginem a continuação. Escolham um local onde ainda não foram felizes. A margem sul está com certeza repleto deles.

# kit de escrita – as meninas são habitualmente mais amigas de escrever memórias, recordações e pensamentos que lhe passam pelo penteado. Para mim bloco de notas, moleskines, canetas com pinta são sempre uma aposta ganha. É algo que nos acompanha e é nosso. Só nosso. De mais ninguém.

Longe de serem sugestões de alguém com legitimidade no tema, mas também não me parece que vos deixem ficar mal. Ainda assim, se quiserem ajudar a compor o ramalhete, mandem-nos as vossas ideias que serão sempre partilhadas com enorme carinho.

Feliz Dia de S. Valentim.

Nós aqui temos Dia dos Namorados.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *