homework_2158249b

AS VANTAGENS DE IR PARA A ESCOLA MAIS TARDE.

Helena
“Entra com 5 anos e fica logo despachado…” , “Vão os amiguinhos todos e ele havia de ficar…” “Está tão motivado para as letras…”, “ O irmão também foi e correu tudo bem…”

Inúmeros são os argumentos para que as crianças que completam os 6 anos, já depois do ano letivo começar, sejam inscritos para iniciar o 1º ano. São os denominados “alunos condicionais”, isto porque só entram se tiverem vaga e são os pais que decidem se os matriculam ou não, uma vez que não é obrigatório.

É verdade que existem casos em que tudo correu bem , mas na sua grande maioria, no decorrer do 2º ano ou mais tarde no 6ªano, as dificuldades teimam em aparecer.

Muita investigação já se fez sobre esta matéria e sobre qual a idade ideal para ingressar no 1ºciclo, na Universidade de Cambridge, concluiu-se que a maturação neurológica ideal para iniciar as aprendizagens formais seriam os 7 anos de idade. Na Escócia e nos Estados Unidos, decorrem vários movimentos no sentido de adiar o ingresso no 1ºciclo, como forma de garantir o sucesso escolar.

Na Finlândia, brincar faz parte do sistema de ensino. Contrariamente ao que acontece na maior parte dos países europeus, incluindo Portugal, só aprendem a ler quando entram na escola aos 7 anos.

Em Portugal, a idade de ingresso situa-se nos 6 anos, sendo que, existe esta possibilidade de ingressar com 5 anos.

Na minha opinião e baseada na minha prática profissional, quanto mais tarde melhor. As crianças necessitam de um grande número de pré-requisitos antes de iniciarem a escola, nomeadamente a maturação emocional, a capacidade de lidar com a frustração, controlar os impulsos e muitas outras competências que são possíveis de adquirir no ato de brincar, aprender fazendo, explorando.

Verifica-se que as crianças que entram mais tarde, possuem uma maior capacidade de atenção e controlo dos impulsos, não apenas durante o primeiro ano de escola como a longo prazo.

Young boy doing homework

Mais do que despachar, ou entrar com amigos, ou se correr mal, logo repete o primeiro ano, penso que poderemos poupar os nossos filhos desta sensação de inêxito e frustração e proporcionar-lhes mais um ano a aprender brincando.

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

15 replies
  1. Filipa
    Filipa says:

    Boa tarde,
    Estou exatamente nesta situação, mãe de um menin o de 5 anos que vai fazer 6 em novembro deste ano. Eu penso que ele deve ficar, por sua vez o pai acha que ele deve ir para o 1 ano e a educadora diz que nunca reteve nenhum menino.
    Penso que o fato de ele estar numa turma com meninos de 3-4-5 anos ajudaria a que ele não sentisse a falta dos outros que seguissem para o 1 ano.
    Não é uma decisão nada facil…
    Felicidades !

    Responder
  2. Marta Duarte
    Marta Duarte says:

    Sou mãe, o meu filho fez 5 anos no passo dia 20 de Novembro… terei de tomar a decisão de matricular ou não o meu filho….. acho que a decisão está mais do que tomada. Eles são muito pequeninos, infantis, frágeis, imaturos… e têm uma vida inteira para estudar… por isso, para o próximo ano letivo o meu filho vai brincar e talvez irá melhor preparado para a escola primária.
    Obrigada pelas vossas partilhas. Beijinho para todas

    Responder
  3. L.A.
    L.A. says:

    Também tomei a decisão de deixar a minha filha mais um ano na pré,uma vez q só fazia os 6 anos no fim de Dezembro…e digo q cada vez estou mais certa da decisão q tomei…
    Foi para o 1°ano já com os 6 anos bem avançados…mas na hora certa de aprender..Mais um ano de brincadeira e “despreocupacões” fez-lhe muito bem e agora tem uma vida pela frente para estudar e enfrentar compromissos…!!!

    Responder
  4. CC
    CC says:

    Tal como refere, pode correr bem… Ou não.
    Como professora, acho que cada caso é um caso, mas que no geral nada atrasa o adiamento das crianças no ingresso do 1o ano. Como mãe, tomei essa decisão para o meu filho, com 6 anos feitos em novembro e a frequentar o ensino pré-escolar.

    ‘Tenho mais um ano para brincar’, disse ele há tempos a uma conhecida.

    Quero acreditar que sim.
    Quero acreditar que este ano de ‘brincadeira’ o vai tornar mais capaz para as novas aprendizagens.

    Se penso se tomei a decisão certa?
    Claro! Mas estou completamente consciente de que a decisão foi tomada em seu benefício e que com essa base, não me posso martirizar quanto a uma decisão.

    Sem complicações.
    Espero que aproveite este ano de brincadeira!

    Mãe CC

    Responder
    • Li
      Li says:

      Eu também acho que cada caso é um caso. Por mim, na época eu teria esperado mais ano para matricular minha filha, mas ela queria ir para a escola já que suas amigas iriam também. Por outro lado, as professoras do jardim e seu pediatra disseram que minha filha já tinha maturidade para a escola. Conclusão, ela foi com 6 anos. Hoje vejo que talvez tivesse mesmo ouvido minha voz interior porque apesar de minha filha já estar na 7a série, eu tenho a impressão de que ela ainda não amadureceu para a escola. Acho que os pais conhecem bem seu filho.

      Responder
  5. Jessika Marquez
    Jessika Marquez says:

    No meu caso, eu sou mamã de um menino de quatro anos.
    Ele ainda não frequenta a pré-escola, simplesmente, porque sou dona de casa ou desempregrada. Como lhe queiram chamar… Já ouvi indefinidas vezes, porque é que não o pões na pré. Olha que lhe ia fazer muito bem.
    Realmente, não acho assim tão essencial. Mas, ele agora em Outubro faz cinco anos, e sim vai para a pré-escola.
    Estou ligeiramente ansiosa, e até começo a ficar com coração apertado só de pensar.
    Mas, não me arrependo. Até porque acompanhei todas as etapas do meu rebento. Ele vai ser um dos casos que entra na primeira classe com seis quase a fazer sete. É errado?

    Responder
    • Lisbon South Bay Blog
      Lisbon South Bay Blog says:

      Obrigada pelo seu comentário. A recomendação da terapeuta Helena Gonçalves Rocha responde a essa questão. Felicidades para a entrada na escola.

      Responder
    • telma matos
      telma matos says:

      Fico feliz por encontrar algurm com uma historia igual o meu filho também ta na mesma situacao essa duvida também me assiste…. e o medo tb….. as pessoas criticao muito de ele edtar comigo em casa e também e o caso de faxer os sete em novembro

      Responder
  6. free vine followers
    free vine followers says:

    Oh my goodness! Impressive article dude! Thank youu soo much, Hoever I am eperiencing issues
    with your RSS. I don’t know the reason why I am unable to subsscribe to it.
    Is there anybody else getting the same RSS issues?
    Anybody who knows the solution wil you kindly
    respond? Thanx!!

    Responder

Trackbacks & Pingbacks

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *