HELENA GONÇALVES ROCHA

ESTAVA A PORTAR-SE TÃO BEM…FOI SÓ TU CHEGARES… Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Esta mítica frase já foi, com toda a certeza ouvida por muitas mães quando chegam a casa dos avós para irem buscar os seus filhos, verdade, verdadinha?

Para além da minha vasta experiência nesta matéria, os meus filhos têm os melhores avós do mundo e não sei o que seria de mim sem eles, mas, esta simpática expressão acompanhou-me invariavelmente nos “vai buscar” desta vida. Para além disso, as famílias que acompanho acabam por descrever relatos semelhantes diariamente, o que me trouxe até esta página em branco.

É mesmo verdade, os miúdos quando se reencontram com os pais no final do dia, pela sua imaturidade e acredito também como uma forma de nos castigarem por termos estado tanto tempo ausentes, desorganizam-se e conseguem armar a maior das birras e de chamadas de atenção demonstrando aos nossos pais, ou melhor ainda, sogros, como efetivamente somos as Piores Mães do Universo.

HELENA GONÇALVES ROCHA

Não se preocupe, mesmo, é um fenómeno generalizado e que acaba assim que viram costas. Solução para este drama: encurtar ao máximo a duração da recolha dos miúdos, eles estão sedentos da sua atenção e quanto mais prolongar a conversa, mais eles terão de ser criativos a chamá-la à razão.

Por outro lado, esta é também uma boa forma que os netos encontram para reforçar as competências das suas avós. “Olha que bem que eu me porto contigo que me deixas fazer tudo aquilo que desejo e como consigo ser um diabinho com a minha mãezinha! Tu és mesmo boa avozinha!”. É mais ou menos isto ou não é?

Pense em como é bom ter avós para a ajudarem na educação dos seus filhos e como os seus filhos são inteligentes na adequação do comportamento, desvalorize ao máximo estes comportamentos e deixe a conversa com a avó para outro momento. Vai ver que as cenas começam a diminuir de frequência e duração.

Se conseguir, explique aos avós que compreende perfeitamente que o seu filho tenha um comportamento completamente diferente na sua presença, mas que reforçar constantemente esta situação faz com que no final do dia, altura em que está especialmente cansada e fragilizada, estes comentários a façam sentir muito incompetente no seu papel de Mãe. Boa sorte, se conseguir, claro!

PS: Lembrar de colocar na lista de “Quando for avó não vou dizer: Estavam a portar- se tão bem…foi só tu chegares!

Perceber porque falharam alguns dos itens da lista do “Quando for mãe não vou dizer: Não é já vou, é vou já! – Não fales assim para mim que eu não sou uma amiguinha da escola, ouviste? Olha que eu sou tua Mãe!

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografia: D.R.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *