FonteTelha

FIM DE TARDE NA FONTE DA TELHA

gostamos 1

Hoje a minha mai’ nova faz anos e por isso passámos o dia juntinhas e a fazer muitas das suas vontades. Claro que ela decidiu ir à praia e escolheu a Fonte da Telha para o efeito. Sim, ela ainda é pequenita, mas sabe o que é bom!

Já fomos tarde que houve muita azáfama das 3 mulheres da casa, e que juntas já se sabe como é, mas a praia estava especial. Eu adoro setembro. É o meu mês, o da minha filha e cheio de recomeços bons, que me fazem ter uma fé imensa em coisas boas que aí vêm. E a praia traz-me essa convicção. Só (já) não escolho o mês para fazer férias, porque os dias já são mais curtos e as noites menos quentes. Mas, é isso que também torna o mês tão especial.

A Fonte da Telha hoje às 18h parecia um dia bom de Agosto, cheia de gente e de gaivotas. Quando vejo gaivotas, penso sempre no ditado: “gaivotas em terra, tempestade no mar” e com os furacões deixa-me um pouco inquieta. Mas depois olha-se para aquele pôr-do-sol e a sensação que fica é de grande tranquilidade, privilégio e de beleza. Tranquilidade que é interrompida pelo ruído ensurdecedor destas aves que parece que falam para nós. Que eco! Fico grata por ter disto tão perto de casa e, peço, a todos os que estão a ser devastados pelas alarvidades da natureza como os “Irma”, “Kátia” e o “José”, para terem força, coragem e dias melhores. Bem melhores.

Nós aqui tivemos um dia bom. E pedimos mais destes. Para nós e para todos.

Nós aqui temos a Fonte da Telha.
Nós aqui temos isto.

Texto e foto: Marlene Gaspar

2 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *