FOGAÇA

FOGAÇA DE PALMELA CELEBRA-SE EM JANEIRO. 15 A 17, 22 A 24, 30 JANEIRO.

vamos a isto 1

O mês de Janeiro em Palmela vai ser dedicado à promoção da doçaria regional da terra e a protagonista vai ser a Fogaça de Palmela.

O Programa “Palmela, Experiências com sabor” reúne várias iniciativas para esta divulgação durante o mês de janeiro, tais como:

FOGAÇA15 a 17 e 22 e 24 de Janeiro
Fins de Semana Gastronómicos da Fogaça os restaurantes do concelho vão ter na sua ementa vários pratos confecionados com a Fogaça de Palmela.

17 de janeiro
Concurso de Fogaça de Palmela – elege-se a melhor Fogaça na Casa Mãe da Rota de Vinhos em Palmela.

30 de janeiro às 15:00h
Show Cooking de Fogaça – no Centro Comunitário de Águas de Mouronde, onde Lourdes Machado revela as suas receitas familiares.

E perguntam vocês:
– O que é a fogaça de Palmela?
E nós, que fomos “estudar o assunto” respondemos:

Sobre a Fogaça de Palmela: A seguir às principais festas e romarias, quase sempre nos dois domingos seguintes, era costume realizarem-se umas “festas menores”, ao fim da tarde ou princípio da noite, como complemento das “festas grandes” e, de alguma maneira, para se obterem fundos para cobrir as despesas da festa principal. Nessas tais “festas secundárias” eram arrematados animais e produtos agrícolas mas, de modo especial, bolos designados por fogaças, parece que por inicialmente tais bolos serem cozidos diretamente ao fogo ou, mais exatamente, em cima do borralho da lareira ou do forno.

Em Palmela (Vila – porque no resto do concelho o calendário das fogaças era diferente) a data mais marcada era a de 15 de Janeiro, em que se festeja Santo Amaro. Nesse dia, na igreja paroquial, eram benzidas as fogaças que correspondiam a promessas formuladas àquele santo e que, de harmonia com o problema que havia originado a promessa, se revestiam de formas diferentes mas, em qualquer caso, evocativas da aflição: um pé, um braço, um animal, etc. O produto da venda das fogaças revertia para o culto de Santo Amaro. (Texto da autoria do historiador Dr. António de Matos Fortuna)
O ritual foi recuperado pela Confraria Gastronómica de Palmela, com o apoio da autarquia, e os Confrades, trajados a rigor, levam, anualmente, ao altar as doces fogaças, confecionadas com produtos regionais, nestas cerimónias que aqui damos a conhecer e para os quais convidamos a participar.

Mas, se não puder estar, e quiser muito provar, porque não fazer você mesmo?
Deixamos a receita, desta especialidade de Palmela, para poder saborear.

Fogaças de Palmela
Ingredientes:
500 g de pão em massa;
500 g de açúcar amarelo;
1 kg de farinha;
125 g de banha;
2 ovos + 1 ovo para pintar;
sumo de 2 laranjas;
raspa de 1 laranja;
aguardente;
canela;
erva-doce

 Preparação:

Liga-se os ovos ao pão em massa. Em seguida, o sumo e raspa das laranjas, a banha, o açúcar, a canela, a erva-doce, a aguardente e por fim a farinha. Depois de tudo bem ligado e amassado deixa-se levedar durante 30 minutos. Moldam-se várias formas e pintam-se com ovo batido. Vai a cozer em tabuleiro untado em forno moderado.

Nota: Poderá levar um pouco mais de farinha dependendo do tamanho dos ovos e das laranjas. A erva-doce e a canela são a gosto, no entanto a quantidade de erva-doce deverá ser superior à da canela.

Bom apetite.

Nós aqui temos a Fogaça de Palmela.
Nós aqui temos isto.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *