HERÓIS DA FRUTA

educamos para 1

No dia 13 de outubro arrancou em todo o país, a 5ª edição do projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” com mais de 800 escolas e mais de 50 mil alunos inscritos.

herois_da_fruta

Tenho de confessar que inicialmente me passou um bocadinho ao lado, mas a Victória (quase 5 anos desde o dia que fez os 4) não me deixou ficar indiferente. Começou por exigir levar fruta para a escola:

– Oh mãe, amanhã quero levar melão para a escola. – disse como ar de senhora que sabe sempre tudo.
– Mas, não temos melão hoje. – disse-lhe sem intenção de lhe “cortar o barato”.
– Então tens de ir comprar. – respondeu mais uma vez “senhora de si”. Perguntei:
– E porque é que agora queres levar fruta para a escola?
– Porque eu sou um herói da fruta. – respondeu de peito feito.
– Oi? (pensei) e aí dedicando mais atenção perguntei-lhe o que era um “herói da fruta”.
– Todos os dias tenho de levar e comer fruta à Isabel (dona da escola onde a Victória anda) para mostrar e partilhar com os amigos e depois tenho direito a uma estrela no quadro de honra, percebes? – perguntou-me.

Decididamente, percebi que tinha de prestar mais atenção a este tema e depressa fomos todos cá em casa espreitar a romãnzeira que temos lá fora, porque se era para participar tinha de levar um fruto que não seja muito comum.

Herois-da-Fruta-destaque

Mas não pensem que este projeto se fica por aqui. As participações na escola são uma trabalheira, mas por uma boa causa:

  1. Realizar o inquérito inicial de 6 perguntas, recolher o peso e a altura de cada criança.
  2. Apresentar o projeto em sala de aula com base no conto “A Missão dos Heróis da Fruta”. Espero que não tenham aprofundado demasiado, porque li que a romã aparece nos textos bíblicos associada às paixões e à fecundidade. Os gregos consideravam-na como símbolo do amor e da fecundidade. A árvore da romã foi consagrada à deusa Afrodite, pois acreditava-se nos seus poderes afrodisíacos. Imaginem se a Victória vem para casa a querer esmiuçar esta questão!!! Vou ter de lhe dizer:

– Espera aí que eu vou ali tirar uma pós-graduação sobre esse tema para falarmos do assunto, porque quando ela liga “o botão dos porquês” nem sempre consigo acompanhar.

  1. Em seguida, os alunos que comerem fruta no lanche, deverão pintar as primeiras estrelas no “quadro de mérito – Hoje comi fruta” já afixado na sala de aula.

A Victória e os seus amigos andam todos contentes com o projeto e com a descoberta de novas frutas. No outro dia fizeram uma salada de frutas que deu origem a telefonemas aos avós a contar as novidades depois de ter explicado cá em casa e a quem aparecesse que tinha feito e comido a salada de frutas, por isso é uma heroína da fruta. Se isto é trabalho infantil, ainda bem que trabalham para isto. As crianças de hoje são os adultos de amanhã, e que bom que será se tivermos um país cheio de heróis.

Nós aqui agradecemos por as nossas escolas participarem nestas iniciativas e desejamos que seja tão bem sucedida como nos anos letivos anteriores, em que com este trabalho conseguiram um resultado surpreendente: 42% das crianças participantes aumentaram o seu consumo diário de fruta, comparativamente com a ingestão reportada no início do projeto.
No entanto, ainda há um ambicioso caminho a percorrer com 74% das crianças a não ingerir fruta na quantidade diária recomendada pela OMS. Nós acreditamos que vão conseguir mudar a vida destas crianças, melhorando a sua saúde desde a infância! Nós apoiamos esta importante missão de educar hoje, os “heróis” do futuro!

Saiba mais em www.heroisdafruta.com/2015/10/arranca-amanha-3f-primeira-etapa.html#.ViPUExCrSRs

Marlene Gaspar

Nós aqui temos heróis da fruta.
Nós aqui temos isto
.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *