OficialeCavalheiro

3 TIPOS DE OFICIAIS E CAVALHEIROS DA MARGEM SUL

aplaudimos

Desculpem-me as novas gerações que não viram 357 vezes mais iva essa grande película dos anos 80 com o grande gatão, de seu nome Richard Gere, aqui para nós Richard Giro, que nos fez suspirar e sonhar em sermos arrebatadas por um homem de farda.

Não devo ser a pessoas mais indicada para falar do “efeito farda”, porque há quem se entusiasme muito com o fenómeno e estou naquelas que umas vezes sim, outras nem tanto. Ou seja, há fardas mais entusiasmastes que outras. E, por isso, vou referir 3 daquelas que me cruzei, nos últimos tempos na margem sul:

1# Marinha / Fuzileiros

No dia 25 de abril o corpo de Fuzileiros do Alfeite organizou um dia de atividades no Parque da Paz para todas as crianças que quisessem participar com escalada, slide, arborismo e outras atividades com fortes argumentos para a criançada cá de casa nos arrancar da mesma. A minha filha mais velha anda na Escola do Alfeite, que ainda se pode considerar a escola da Marinha e fixou “o recado” desta iniciativa na ponta da língua.

Não sabia ao que ia, mas fiquei surpreendida com “o circo montado” e com as inúmeras atividades que disponibilizaram. Mas o que mais me surpreendeu, foi a simpatia e disponibilidade dos nossos oficiais e cavalheiros para com as inúmeras crianças que aceitaram a iniciativa. Recordo no slide o dia de calor, a fila extensa (pudera, fazer slide sob o lago dos patos é uma adrenalina que não consigo descrever, porque a minha filha mais nova não podia andar, e mãe que é mãe, aguenta e não reclama), e a paciência daqueles homens fardados foi de lhes tirar o chapéu, ou neste caso a boina.

Na verdade, há fardas que assentam melhor a uns do que a outros, mas no geral, pode-se dizer, que ficavam muito bem. Não era a farda branca, imaculada, à Richard Giro, mas o camuflado, não deixa de ser uma tendência que parece sempre bem.

ParquePaz

Bem haja pela iniciativa!

2# Fuzileiros | Nadadores Salvadores

Tive o prazer de acompanhar (ossos do ofício!) a reportagem que a SIC fez sobre a cedência das Volkswagen Amarok por parte da SIVA para o patrulhamento das nossas praias, neste caso nessa grande praia que é a Praia da Fonte da Telha. Falámos com o Diretor do ISN e com Fuzileiros cedidos pela Marinha que estão em patrulhamento nestes carros,  como o apoio de “Nadadores Salvadores”. A “farda Baywatch” que também me remete para esse outro grande clássico que são as “Marés Vivas”, também lhes assenta muito bem. Mas, o importante aqui, é saber que todo o cuidado é pouco e, saber que temos este reforço de vigilância torna tudo mais seguro. E não há nada mais sexy do que isso.

NadadorSalvador

Bem haja pela iniciativa!

3# Soldados da Paz | Bombeiros

The last but not the least! Muito se falou neles, pela tragédia que o país atravessou e todas a homenagens que lhes fazemos são poucas para a entrega que estes nos dão. Falámos aqui neles, pedimos e sofremos por eles. Mas, se há sentimento que não esqueço, foi no fim de semana seguinte ao inferno de Pedrogão Grande, passar na A1, noite dentro (eu vinda de uma festa e estoirada por uns saltos altos, eles vindos do inferno e estoirados por uma jornada sem limites). Deram tudo. E estavam todos os carros seguidos – Almada, Seixal, Barreiro, Setúbal e perdoem-me se não enunciei todas as corporações. Mea culpa. O que fixei foi aquele sentimento de me arrepiar e levantar o pêlo. De colar o meu nariz na janela a olhar de forma impotente para aqueles heróis. Não lhes vi a farda, mas de certeza que seja, rasgada e com as marcas do trabalho que fizeram, lhes assentava como uma luva.

BombeirosSetubal

Bem hajam.

A todos estes e muitos outros Oficiais e Cavalheiros que não mencionámos aqui hoje, muito obrigada. Vocês são um charme.

Nós aqui temos Oficiais e Cavalheiros.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *