Helena Gonçalves Rocha

PAIS SEM PRESSA! MAIS DEVAGAR, POR FAVOR! Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Já os antigos diziam: “A pressa é inimiga da perfeição”. Pois é mesmo isso, como queremos que os “nossos meninos” aprendam se lhes é exigido que façam tudo, e quando digo tudo, é mesmo tudo, depressa e bem?

As crianças têm um ritmo de aprendizagem mais lento quando equiparado a um adulto. Afinal estão a ser confrontadas com a maioria das tarefas pela primeira vez, não conseguem aprender em 3 vezes como vestir uma camisola, não conseguem aprender em 5 vezes como comer sem se sujarem, não conseguem apertar os atacadores em 8 vezes e não conseguem mesmo aprender quase nada se não lhes for dada a oportunidade de tentar, de experimentar, de errar e voltar a tentar.

Uma criança nos primeiros anos de desenvolvimento aprende a uma velocidade estonteante, tudo é novo e elas parecem umas pequenas esponjas absorvem tudo o que vêem, têm sede de conhecer e explorar o mundo que as rodeia. Mas necessitam de Tempo, tempo para explorar, tempo para experimentar, tempo para assimilar, tempo para errar.

Em nome do “ficar bem feito e perder menos tempo”, assistimos a meninos com 5 anos que ainda não se vestem sozinhos, não comem sozinhos. “Porque andamos sempre à pressa, de manhã não consigo vou chegar atrasado…”

STOP!!! E onde está o Tempo? O Tempo da criança?
O Tempo de brincar, só por brincar sem ter como objetivo adquirir uma nova competência? Seja ela ballet, inglês, judo ou mandarim?
O Tempo de experimentar, errar e voltar a tentar?
O Tempo de estar aborrecido, sem fazer nada, sem fazer mesmo nada, apenas apreciando a companhia, o lugar, o céu e as nuvens?

Onde queremos chegar com tanta pressa?
O discurso publicitário, por sua vez, cria expectativas irreais ao apresentar um modelo de “perfeição” para tudo e todos que participam da sociedade. A “família perfeita”, o “pai perfeito”, a “mãe perfeita”, o “filho perfeito”, o “funcionário perfeito”, a “casa perfeita”, o “carro perfeito”.

box

É preciso ser perfeito. Os pais vivem essa pressão e, pensando em preparar o filho para o mundo, também desejam que eles alcancem a perfeição. Contudo, a ideia de perfeição construída pela indústria da publicidade, pode ser extremamente cruel e não remeter para as reais necessidades do indivíduo, tanto na fase adulta, como  na infância.

“Os adultos andam sempre a correr, estão sempre atrasados e nunca têm Tempo”, este foi o desabafo de uma criança de 6 anos num destes dias que conversávamos.

O “Slow Parenting” (pais sem pressa) é  uma corrente social e filosófica que nos convida a desacelerar, a sermos mais conscientes com o que nos rodeia. Promovermos um modelo mais simplificado, de paciência, com respeito aos ritmos de cada criança em cada fase do seu desenvolvimento.

Os eixos básicos que definem o Slow Parenting são:
#  A necessidade básica de uma criança é brincar e descobrir o mundo;
Nós não somos “amigos” de nossos filhos, somos suas mães e pais. O nosso dever é amá-los, orientá-los, sermos o seu exemplo e facilitar-lhes a maturidade sem pressão;
Termos  sempre presente de que “menos é mais”. Que a criatividade é a arma dos filhos, um lápis, papel e um campo têm mais poder do que um telefone ou um computador;
Compartilharmos tempo com nossos filhos em espaços tranquilos

Ao que acrescento, é necessário sermos nós próprios a desacelerar, ouvirmos e escutarmos a criança, valorizarmos as pequenas coisas e pequenas conquistas, “perdermos Tempo” a ensinar-lhes pequenas coisas.
Porque eles são Capazes, mas têm mesmo de ter oportunidade de Experimentar, Errar e Tentar outra vez!
Vá sem Pressa! Pais sem Pressa, são de certo Pais mais Felizes e Tranquilos!
Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *