Fotografia Zito Colaço (Pinus pinea Arriba Fóssil da Caparica)

“SÓ POR HOJE…”

RITA

Falar de um tema sem saber a origem e um pouco da sua história é como “apanhar um filme a meio”, fica a sensação de que falta a introdução, fundamental para termos uma visão mais abrangente.

Quantas vezes nos acontece “ouvir falar” de certas temáticas e não saber como surgiram, de onde vêm, qual a sua história… é algo tão enraizado que nem nos apercebemos no dia a dia.

Assim, e por esta mesma razão, como quem conta um conto, vou partilhar a história do reiki…Enquadrar o Reiki no espaço, no tempo e no “globo terrestre” é muito importante, tendo em conta que, embora não corresponda à realidade, esta terapia surge como um “boom” num período temporal curto, como tal é bem possível que várias questões “saltem como pipocas”…. “será uma moda?” “de onde surgiu?”.

Iniciando o conto, vamos olhar para o Reiki como uma árvore, com um tronco largo e com umas raízes imensas, porque é algo praticado em diversas culturas e diferentes partes do nosso globo (China e Índia) há já muito tempo e por isso com um cunho milenar tão presente.

Esta “cura” pelas mãos é transmitida também nalguns textos cristãos e budistas tornando evidente a imposição de mãos e energia que circula através das mesmas.

Apesar do Reiki ter uma história longa, tal como as suas raízes, foi necessário que alguém desse a conhecer esta terapia, e eis que surge, no final do séc.XIX, o monje budista japonês. Mikao Usui, “pai” do Reiki. O interesse de Usui pela arte da imposição das mãos foi de talforma que viajou pelo Japão, Tibete e India para estudar mais esta prática.

Como em todas as histórias, há sempre uma parte que nos desperta mais interesse e curiosidade e a forma como Mikao Usui “descobre” como transmitir este ensinamento émuito curiosa. Usui praticou jejum e meditação durante 21 dias no Monte Kurama (Japão), local onde sentiu e estabeleceu a ligação da sua energia com a do universo. Assim surge a palavra Reiki:

Rei – significa sabedoria universal e refere-se à energia que mantém todas as coisas e tudo o que existe.

Ki – energia vital, individual, que flui em todos os organismos.

E a partir deste momento temos o Reiki abordado de forma mais organizada e com metodologias específicas. Do Japão até ao Ocidente…

Esta história viaja, como tantas outras, além fronteiras, e foi a senhora Hawayo Takata, de origem japonesa, que deu asas à terapia no ocidente e em 1938 o Reiki já tinha o Havai como cenário de fundo. A história do Reiki tem vários personagens, sendo que três são principais (Usui, Takata e Diane Stein). Se estabelecermos a comparação entre o Reiki e a árvore antiga eles “teceram” a história do Reiki, apresentando-a ao mundo, de modo a que a árvore alta com troncos largos e raízes enormes tão ligada à terra e à energia da vida, mas resguardada num monte escondido e distante, se tornasse vísivel e acessível a todas as partes do mundo e em tantas línguas.

 

Fotografia Zito Colaço (Ficus macrophylla)

Fotografia Zito Colaço (Ficus macrophylla)

Nos dias de hoje existem mais caminhos e orientações para quem quer fazer Reiki, sendo que o importante é perceber que, embora os percursos sejam diferentes, a essência é a mesma. Existem diferentes tipos de Reiki, mas a energia é vital e por isso comum a todos.

Os cinco princípios defendidos estão presentes em todos os tipos de Reiki, princípios que não defendem uma religião, mas uma filosofia de vida, que nos remetem para a importância do aqui e agora proporcionando um bem estar mental e físico no nosso dia-a- dia. Estes princípios fazem-nos pensar sobre a forma como vivemos a nossa vida, muitas vezes de modo desenfreado e a correr para tantas coisas, tantos sítios e tantos compromissos com o ponteiro do relógio sempre a ecoar no nosso ouvido, que nos esquecemos de viver o agora, só e apenas o que está a acontecer.

Tão fundamental é também esta partilha… no Reiki não há julgamentos, partilhando umensinamento de um monge budista… dava muitas vezes o exemplo de colocar as sandálias na cabeça, pois a cabeça e o cérebro deveriam ser idênticos no que diz respeito aos juízos de valor, ou seja, não julgar… interessante e divertida a imagem dos sapatos na cabeça.

Tão simples e de uma tranquilidade imensa, só por hoje pretende transmitir-nos bem estar e valorizar o que somos, o que temos e quem nos rodeia, permitindo ver a vida com o copo “meio cheio e não meio vazio”.

Só por Hoje…
Sou Calmo,
Confio,
Sou Grato,
Trabalho Honestamente,
Sou Bondoso.

Solo por hoy

Para grande felicidade de quem é terapeuta de Reiki, o facto desta terapia ser considerada como integrativa e complementar pela O.M.S. (Organização Mundial de Saúde), dá-nos alento para continuar este trabalho holístico que trata o ser humano como um todo. Hoje em dia o Reiki é aplicado em vários hospitais em diversos países, nomeadamente em Portugal, existindo terapeutas de Reiki que desenvolvem um trabalho conjunto com a medicina convencional na recuperação dos pacientes.

À semelhança de um conto, podemos terminar com a moral da história: se para aplicar o Reiki não é necessário nenhum instrumento, apenas as nossas mãos, porque não utilizar uma ferramenta tão preciosa e que está sempre connosco? Tão simples, como as grandes lições de vida…

“Há encontros na vida em que a verdade e a simplicidade são o melhor artifício do mundo”. Jean de la Bruyere

Nós aqui temos energia.
Nós aqui temos isto e muito mais!

Contactos
Om You / Gabinete holístico de bem estar
Rua Salgueiro Maia, 11E
Almada
TEL.: 963417455 – 933393738

1420840749_facebook-512

1 reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *