Artigos

Pediatras fazem campanha contra o uso de andadores para bebês

O PERIGO DAS ARANHAS / ANDARILHOS. Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Foi ainda esta semana que uma mãe me solicitou sobre a utilização das aranhas.

“ Quer ir para todo o lado, mas ainda não anda. Querem oferecer-me uma aranha, mas já ouvi dizer que não é adequado, porquê? “

Et voilá, aqui temos mais uma oportunidade para esclarecer sobre este eterno assunto que continua a ser a causa de tantos acidentes graves com crianças pequenas.

Os andarilhos constituem uma espécie de cadeirinhas suspensas sobre uma armação de metal e/ou plástico providas de rodas, que permitem que a criança se desloque sozinha sobre o pavimento com o impulso dos pés.

O perigo de acidentes não é o único problema dos andarilhos ou “aranhas”. O facto de a criança ficar em pé no andarilho impede-a de rolar, sentar-se ou gatinhar, que são as bases para a aquisição da marcha. Quanto mais praticar estas competências, mais depressa aprenderá a andar. Além disso, como o bebé anda na ponta dos pés, causa tensão nos músculos das pernas, atrasando o desenvolvimento motor em geral.

O bebé fica sentado, posicionando as pernas de forma inadequada e muitas das vezes originando vícios difíceis de corrigir na posterior aquisição da marcha. No fundo, as aranhas ou andadores são um contra-senso, uma vez que posicionam o bebé numa posição que não é a ideal para o seu desenvolvimento no momento.

Um estudo publicado no British Medical Journal, em Junho de 2002, arrasou de vez com as teorias que diziam que os andarilhos estimulavam a aquisição da marcha. Uma investigação da Universidade de Fisioterapeutas de Dublin concluiu que por cada 24 horas em cima de um andarilho, um bebé atrasava o início da marcha mais de três dias. Para chegar a estes números, os investigadores analisaram a evolução do desenvolvimento motor de 190 bebés saudáveis. Segundo explicaram, os bebés que utilizam andarilhos «andam sem carregar o peso do próprio corpo, o que faz com que os seus músculos e ossos não se desenvolvam normalmente».

andarilho

A aranha pode distrair o bebé por alguns momentos e os pais não têm de se preocupar porque permite que o mesmo se desloque autonomamente de um lado para o outro.

O bebé é curioso por natureza. Se tiver um acessório que lhe facilite a vida, melhor ainda. O problema surge quando as casas não se encontram preparadas para receber as suas aventuras na aranha.

Traumatismos cranianos, cortes na língua, fraturas nos membros e nos primeiros dentes são alguns dos acidentes ocasionados pelos andarilhos.

A verdade é que a maioria das casas não se encontra preparada para que o bebé brinque à vontade e sem qualquer perigo.

No andarilho, a criança pode mais facilmente chegar aos objetos que despertam a sua intensa curiosidade, iludindo a vigilância dos pais com a sua rapidez, com os riscos inerentes a essa atividade.

No Canadá, desde Abril 2004, é proibida a venda de andarilhos. Em Portugal, a recomendação surge no Boletim de Saúde Infantil e Juvenil dos bebés com a seguinte indicação:

“Os andarilhos provocam muitos acidentes: quedas, entalões, queimaduras, pancadas na cabeça, e não ajudam a andar, pelo contrário, podem atrasar”.

Perante esta realidade, é fácil chegar à conclusão que mais vale não comprar este acessório.

A Comissão Europeia, mais precisamente o Comité Europeu de Normalização adotou no passado dia 13 de Janeiro, uma norma que estabelece requisitos mínimos de segurança e obriga a alguns testes de estabilidade nos andarilhos para bebés.

As normas serão agora mais apertadas. Os fabricantes deste tipo de equipamentos vão ter de realizar testes de estabilidade ao acessório e a sua conceção terá de seguir alguns critérios bem estabelecidos de minimização de riscos.

O objetivo é promover a proteção dos bebés e das crianças que os utilizem.

Os especialistas recomendam ainda, a quem tiver um andarilho em casa, que, antes de o deitar para o lixo, o destrua até ficar inutilizado, para que ninguém possa mesmo voltar a usá-lo.

Como tal, a próxima vez que vir uma “aranha” elucide por favor quanto aos riscos que correm os bebés que a utilizam.

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografia: D.R.