Artigos

fertagus

ANO NOVO VIDA NOVA E COM HORÁRIOS NOVOS. Por Catarina Laborinho

gostamos

O ano lectivo está à porta, por aqui estamos, mais uma vez, a começar mais uma nova etapa escolar. A minha mais nova vai para o 1º ano e lá em casa está tudo num excitex, já a mais velha não está nem aí, é mais um e cada vez mais difícil, não fosse ela querer logo daqueles cursos que andam a rondar a média de 19… a lenga-lenga é sempre a mesma, “tens que estudar”, “olha as notas”, “não deixes tudo para o último dia” puff.

Mas nesta rentree chegam-nos igualmente os novos horários que nos obrigam a reajustar tudo ao milésimo de segundo, a boa nova é que a ajudar a isto a Fertagus vai disponibilizar novos horários já para a semana.

Dia 16 de setembro entra em vigor um novo horário cujas principais alterações são uma reafectação e aumento dos comboios duplos (19 novos comboios duplos), extensão de 6 horários até Setúbal e um novo horário para Setúbal. Conheça as mudanças aqui.

A mudança começou a fazer-se sentir com o surgimento do novo passe Navegante, onde se verificou um crescimento de cerca de 20% na procura, que levou a Fertagus a reajustar toda a sua estrutura contratando mais pessoal – Operadores comerciais e Maquinistas para fazer face ao novo horário. Sempre em cima!!

FERTAGUS

Estes novos horários vêm ao encontro das necessidades dos passageiros, e com esta nova estratégia a Fertagus vem dar voz aos inúmeros pedidos por parte de quem escolheu o comboio da ponte para fazer a sua travessia diária.

As alterações aos novos horários já é pública e pode ser vista aqui.

Nós aqui gostamos disto

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Arquivo/global Imagens

FERTAGUS, LSBblog

 

Fertagus

1000 VOLTAS À TERRA. PARABÉNS FERTAGUS! Por Catarina Laborinho

parabenizamos ISTO desporto 1

Parabéns Fertagus
Parece que foi ontem, mas não, foi há exatamente 20 anos que a Fertagus começou a tão mítica travessia da 25 de Abril.

Decorria o dia 29 de Julho de 1999, quando a Fertagus arrancou com o transporte de passageiros até à Margem Norte e dentro da mesma margem. Há 20 anos atrás também fui passageira, até aos dias de hoje onde faço parte dos 390 milhões passageiros que regularmente utilizam este transporte. Ajudaram igualmente a retirar 62 milhões de automóveis da ponte, evitando a emissão de 780 mil toneladas de CO² nestes últimos 20 anos.

Todos os dias a Fertagus transporta 83 mil passageiros que escolhem o comboio da ponte para fazerem a travessia. E é assim há 20 anos, já com cerca de 40 milhões de quilómetros percorridos, o equivalente a 1000 voltas à Terra.

Nas últimas duas décadas, a Fertagus, conseguiu unir 6 municípios até à capital, ajudou a mudar o perfil de mobilidade dos passageiros que atravessam a ponte, nomeadamente dos clientes que deixam os seus veículos nos mais de 6.200 lugares dos Parques Fertagus, que estão atualmente com uma taxa média de ocupação de 70% – ao longo de 20 anos, deram entradas nos parques da Fertagus e 18 milhões de viaturas.

“A Fertagus, ao longo destes 20 anos, tem investido sempre num serviço de qualidade. Ao longo de 20 anos não existiu nenhum mês em que a Fertagus não tenha cumprido as exigentes metas de pontualidade e regularidade de serviço.”, afirmou a administradora-delegada da Fertagus, Cristina Dourado.

A Fertagus, foi a primeira empresa em Portugal que teve maquinistas do sexo feminino, atualmente têm cerca de 168 colaboradores (idade média de 44 anos) com média de 16 anos de antiguidade onde metade está desde o início da empresa em 1999.

Muitos Parabéns Fertagus
Nós aqui parabenizamos a Fertagus

 

Texto & Fotos: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

fertagus

COM A FERTAGUS HÁ HORÁRIOS PARA TODOS. Por Catarina Laborinho

andamos nisto

 

Na Fertagus 10 minutos fazem toda a diferença. E no seu dia-a-dia? 

Muito se tem ouvido ou escrito devido às novas mudanças da Fertagus com o novo passe Navegante. E a verdade é que estes novos passes vieram revolucionar a vida de muita gente. Para quem já andava, tal como eu, veio proporcionar um desconto significativo na aquisição do passe, para quem ainda era adepto do carro, veio sem dúvida proporcionar também um maior alivio na carteira e uma viagem mais descansada. Levante o braço, a quem isto não lhe veio acontecer 😉

Por outro lado, e por maior respeito e que eu tenha por esta entidade (não fosse ela responsável por me levar a Lisboa há 20 anos) não posso deixar de partilhar que a enchente nos comboios passou a fazer-se sentir significantemente. Mas como em tudo, não conseguimos ter uma moeda com um lado apenas!

Há 2 anos quando estive com o João Teófilo, ele já na altura falava da adesão aos comboios em certas alturas do dia – se a Margem Sul não fosse o melhor sítio para se viver isto não acontecia 😀 – e comentou que o truque era não ficar perto das escadas, por norma essas carruagens estavam sempre cheias. Desde essa altura deixei de ser preguiçosa e comecei a ir para a frente deste gigante que diariamente me leva até à capital.

A verdade é que desde o navegante, este método passou a resultar e bem, são muito poucas as vezes que venho em pé. Talvez tenha sorte na hora a que apanho o comboio para ambos os lados, ou talvez tenha apenas e só sorte. Sim porque não ando aos empurrões para entrar no comboio 😀 prefiro esperar pelo que vem a seguir. São 10 minutos de diferença, que fazem a diferença :)

Fertagus

A Fertagus, como é evidente, já se apercebeu da lotação, e inclusive, já nos colocou à disposição os melhores horários para que a nossa viagem seja mais cómoda.

Não malta, não é preciso ir de madrugada nem chegar atrasado ao trabalho, por vezes bastam 10 minutos, sim, apenas 10.

Como nunca vou em contrarrelógio consigo agilizar o meu horário, de manhã faço pontaria para ir sempre no das 8.50h, mas quando as coisas cá por casa correm bem apanho o das 40. Quando correm MUITO mal apanho o das 9h. Entro às 9h30 e posso-vos garantir que nunca chego atrasada :)

E vocês precisam mesmo de apanhar o comboio mais cheio?

 

Nós aqui andamos n’isto
Para nós 10 minutos fazem a diferença

Texto & Fotos: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

 

ESTACAO FOGUTEIRO

MAIS DESCONTOS NA FERTAGUS. Por Catarina Laborinho

gostamos

PÁRA TUDO, vêm aí mais descontos na Fertagus já no próximo mês de Maio.

Depois das boas novas com o Passe Navegante, a Fertagus, em parceria com a Câmara Municipal do Seixal irá oferecer 5€ de descontos no parque da Estação do Fogueteiro na compra do passe de estacionamento.

Se até à data não levava o seu carro até à estação, ou se já é cliente habitual, passa a usufruir desta vantagem a partir já do próximo mês de Maio.

Quando comprar o seu Navegante + Estacionamento não se esqueça desta campanha. Para poder usufruir da mesma dirija-se à bilheteira ou à  Máquina automática de carregamento da Estação do Fogueteiro.

 Com a Fertagus, chegar ao trabalho está a tornar-se cada vez mais fácil e barato.

Nós aqui temos isto
Nós aqui gostamos de descontos

Texto: Catarina Laborinho | Foto: Fertagus – O Comboio da Ponte

FERTAGUS, LSBblog

FERTAGUS

DE 1 A 5 A FERTAGUS TEVE 4,5. Por Catarina Laborinho

Fertagus

Quando a escala é 5 e o resultado é 4,5 nós aqui queremos saber o porquê, e queremos-lhe mostrar que, se ainda não é cliente, quiçá mude de opinião depois de ler este artigo.

Para quem é nascido, criado ou passou pelo menos a adolescência por estas bandas sabe bem o quanto a margem sul se desenvolveu com a chegada deste gigante que é o comboio da ponte. Há 20 anos quando apareceu, a rede de transportes era muito limitada e na altura lembro-me bem a mudança radical que foi na minha vida.

Vamos recuar até 1999 (caneco, que até me gelou a barriga).

Em 99 já andava na faculdade e posso-vos garantir que fez uma enorme diferença. Para conseguir chegar a Lisboa, ou se ia de carro ou de barco, no meu caso era mais barco… para chegar até ao Seixal também não era fácil. Na altura vivia na Verdizela, na “minha aldeia” como eu lhe chamava com tanto carinho, e o único transporte que tinha era a minha wallaroo roxa – que ainda existe – (com muita estima, amor e carinho), mas que apenas dava os seus maravilhosos e velozes 50km/h, aquilo andava nas horas… 😀

Resumindo, não era mesmo nada fácil, não havia espaço para atrasos, porque o barco não esperava por mim e infelizmente os horários não eram de todo compatíveis com os meus… aquele primeiro ano foi muito complicado, principalmente no regresso, onde a espera era de hora em hora.

Até que se deu o BOOM, a Fertagus chegou finalmente. Numa primeira fase, lembro-me que não chegava até setúbal, confesso que não sei bem até onde chegava, mas chegavam até aos Foros de Amora que era, e é, a MINHA ESTAÇÃO. A mudança foi brutal, lembro-me que me dava ao luxo de “jogar” com o horário dos autocarros da carris que estavam parados em Campolide para decidir se saía naquela estação ou se ia até Entre Campos para apanhar o metro até ao Rato. Na altura estava no IADE e acho que a única coisa boa que “perdi” foram os passeios à beira rio no 28 que ia até aos Prazeres. Belos passeios fiz eu por Lisboa no velhinho 28. :)

Mas esta mudança foi boa para todos nós, “primeira estranha-se, depois entranha-se”, já dizia o Fernando Pessoa quando desenvolveu este slogan em 1927 para a Coca-Cola.

Com a Fertagus é exatamente igual, e a prova disso foi o 4.5 resultado do índice global de satisfação feito em outubro pela PMCA consultores, junto dos passageiros nos Concelhos de Almada, Seixal, Palmela, Setúbal e Lisboa “que relevam em primeiro lugar, com níveis de satisfação muito alta, a segurança do comboio e a rapidez (4,8), a pontualidade e a limpeza do comboio (4,7). 

Screen Shot 2019-03-15 at 17.15.03

De destacar, o impacto da Fertagus na qualidade de vida dos habitantes destes Concelhos, uma vez que os resultados demonstram que os comboios da Fertagus têm um impacto positivo no quotidiano dos clientes, na medida em que proporcionam mais tempo livre, menos stress, maior flexibilidade e mais organização.”

Este inquérito não veio apenas tirar conclusões positivas para a Fertagus, veio igualmente sensibilizar a empresa “sobre áreas tidas como a melhorar, especialmente na facilidade de aquisição de bilhetes, variedade de títulos e no atendimento aos Clientes, que face aos acréscimos de procura verificados irão merecer um reforço da atuação da empresa.”

Na próxima vez que pensar em levar o carro para ir trabalhar, e se de facto não precisar dele no seu dia-a-dia, experimente ir de comboio. Pense no ambiente, pense no valor disparatado do combustível, no valor do estacionamento… mas principalmente no seu conforto.

Aqueles 20 minutos para cada lado, a pontualidade inglesa, a limpeza e o conforto, a mim, fazem toda a diferença.
Aposto lhe farão a si também. Experimente!

Veja aqui o resume de quem o utiliza com regularidade.

 

Nós aqui gostámos do 4.5
Nós aqui também vamos de comboio

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

 

Fertagus

A FERTAGUS PENSA NO AMBIENTE DURANTE TODO O ANO. E VOCÊ? Por Catarina Laborinho

apoiamos

Muito se fala no ambiente, no consumo excessivo dos recursos naturais, na reciclagem e num planeta que diariamente devemos proteger. E a Fertagus não fugiu à regra!

Pois é, se pensa que os quilómetros só existem no alcatrão está enganado!! A Fertagus em nome do ambiente substituiu 3 quilómetros de lâmpadas fluorescentes o que representa uma redução no consumo energético com iluminação de 60%. 

Promovendo mais verde sem descurar o nosso conforto pois os dias estão frios, a Fertagus renovou ainda o sistema de climatização com a substituição do tradicional ar condicionado por bombas de calor, isto representa uma poupança de mais de uma tonelada e meia de gás refrigerante e uma redução de consumo de 30%!! O ozono vai agradecer!! E se é cliente Fertagus já reparou de certeza que os nossos comboios andam bem mais quentinhos.

Fertagus

Sabe o que é a limpeza criogênica? Não? Então nós explicamos. A Fertagus investiu em diversos equipamentos de limpeza criogênica, esta é realizada através da projeção de pequenas partículas de gelo seco (-80ºC), onde uma das principais vantagens são a redução substancial dos tradicionais produtos de limpeza tóxicos para o ambiente. Tudo isto foi implementado sem afetar a normal circulação dos comboios o que requereu uma enorme ginástica na logística das 17 unidades em serviço comercial.

Quando pensar no ambiente, pense de uma forma transversal.
Se ainda não é cliente Fertagus está à espera do que?
Deixe o carro em casa 😉

Nós aqui apoiamos isto
Nós aqui somos amigos do ambiente

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: DR

FERTAGUS, LSBblog

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.35

QUEM “ANDA” DO LADO DE LÁ? Por Catarina Laborinho

visitamos

Nunca se questionou quem “anda do lado de lá” de alguma coisa? Infelizmente há miúdos em alguma partes Mundo que acham que o Leite nasce nas prateleiras do supermercado, não relacionam os animais à carne que comem… enfim… quando me deparo com esta realidade confesso que me assusta, por isso mesmo tento ao máximo que os meus filhos tenham a plena consciência de onde nascem as coisas e como lhes chegam até casa, sejam eles os vegetais que comem como o nascimento de cogumelos dentro de pinhas, tal como nos aconteceu a semana passada…

Posto isto, foi esta mesmo a questão que coloquei à Fertagus. Mas quem “ANDA DO LADO DE LÁ?” O LSBblog  já vos apresentou o João Teófilo (chefe de maquinistas) e o Eng.º João Duarte (responsável de manutenção), mas e quem é a restante equipa? Como é de conhecimento geral, a Fertagus é de facto uma empresa ENORME, para além da multidão de funcionários que trabalham em turnos e onde garantem o serviço 24H, é uma empresa que transporta aproximadamente 70.000 pessoas por dia. UAU!!!

Nós aqui fomos conhecer as caras que “vivem” do lado de lá e quais são os procedimentos da Fertagus em BackOffice!

Quando entrámos deparamo-nos com um mundo de monitores, interligados entre si e que nos dão a leitura geral de todos os comboios que circulam na grande Lisboa.
Através destes monitores conseguimos ver os “nossos” Fertagus e todos os outros, bem como o tempo de atraso de toda a circulação. Focámo-nos, como é obvio, apenas nos da Fertagus que estavam com um atraso de 3 min em Sete Rios.

Como cliente assídua, perguntei porque razão os Fertagus da tarde se atrasam quase sempre, ao contrário da manhã que são de pontualidade inglesa? A resposta foi simples “em Lisboa, andam outros comboios na linha e por vezes têm que se dar preferência aos regionais que vão para sul e não têm que andar atrás de nós!”. Eh lecas, de facto tem toda a lógica, um comboio que vai para Évora não tem que parar nas “capelinhas” todas até a Setúbal :)
É pena que a informação que é gerida nas plataformas não é da responsabilidade de cada operadora, ou seja, quando um Fertagus se atrasa, a menina que “fala” connosco apenas diz que está com atraso e não nos informa mais nada… Oh Fertagus, não dá para meter a cunha para esta gestão passar a ser da vossa responsabilidade?

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.35

Mais à frente temos a equipa responsável pela boa gestão dos equipamentos de venda, máquinas, bilheteira entre outros. Aqui a Permanência Comercial tem acesso a toda a informação de cada máquina, desde trocos, falta de papel, avarias, etc etc. O mais curioso ainda é que esta equipa consegue ajudar quem está do outro lado na máquina a tentar tirar um bilhete. Nem todas somos iguais, e se há quem já renove passe de olhos fechados, há quem olhe para “aquilo” como um “Burro a olhar para um palácio” (sem querer ofender ninguém), mas a verdade é que acontece e sempre que tocar no botão de pedido de informação, do lado de lá aparece sempre alguém que ajuda.
A ajuda não é só explicar como se faz, a ajuda é mais valiosa do que isso, é conseguir fazer todo o processo onde o viajante só tem que efetivar o pagamento. Temos que admitir que dá muito jeito, para todos aqueles que tem dificuldades em autonomamente, o conseguirem fazer. Bem-haja Fertagus, não fazia ideia e fiquei impressionada…

Esta equipa tem uma vasta panóplia de outros serviços internos, um deles passa pela gestão das redes sociais, onde em dias mais complicados é atualmente um dos canais mais procurados, e onde é fundamental ter alguém “fisicamente” a ajudar no que for preciso. Eu já experimentei e funciona :)

Screen Shot 2018-12-05 at 19.18.14

Ainda na mesma sala, temos o controlo do acesso de viaturas nos parques de estacionamento. Aqui, há um segurança 24h a controlar todas as saídas e entradas dos vários parques da Fertagus. Como em todas as profissões, há horários com maior fluxo e sempre que precisamos de tocar no botão de informação, a “chamada” pode estar em espera, mas ele acaba sempre por nos atender.
Ao passar o passe na cancela, aparece todo o registo daquele passe, é impressionante a quantidade de informação…
Informação essa que é fundamental no caso de a cancela não abrir. O nosso passe ou ticket dispõe do mais variado tipo de informação, desde a sua validade, pagamento se foi feito com sucesso, em que máquina, a que horas… é uma imensidão de informação para gerir.

Do lado de lá, está sem dúvida uma equipa multidisciplinar que diariamente dá um apoio “não visível” a todos nós, utilizadores deste meio de transporte.

 

Obrigada mais uma vez Fertagus por nos abrirem as portas da “vossa casa”.
Nós aqui fomos “ao lado de lá”
Nós aqui visitámos isto

1.001

Texto: Catarina Laborinho | Fotos: Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

Rock-in-Rio

VAMOS AO ROCK IN RIO? Por Catarina Laborinho

Screen Shot 2018-06-18 at 12.34.45

Os mais aficionados da margem sul vão já colocar em causa este artigo, “Mas que raio o Rock In Rio tem a ver com a Margem Sul?” Tem tudo, e quando digo tudo, é tudo mesmo, e sabem porque? Eu explico: NÃO VOU ANDAR A STRESSAR COM O CARRO, PORQUE ESSE FICA NO LADO CERTO! Estou a gritar? Nada disso, estou apenas a fazer-me ouvir 😉

Malta, este ano a Fertagus tem um serviço especial para o Rock in Rio, para quem vai da Margem Sul até à estação Roma-Areeiro. Por aqui já estamos em contagem decrescente para o evento mais esperado do ano. O segundo maior, já que o 1º já anda ao rubro, o Mundial da Rússia.

A pensar em todos os festivaleiros, a Fertagus vai ter um comboio suplementar para os dias do evento, às 1:45h nos dias 23, 24 e 30 de junho. No dia 29 de junho, apenas será efetuada a extensão do último comboio das 01h28 até Setúbal.
A distância da estação Roma-Areeiro até ao recinto são uns meros 20 mints a pé. Sim, nós sabemos  que para quem não está habituado a andar é dose, mas lembrem-se que os acessos estão sempre condicionados logo a seguir à bomba de gasolina 😉

Mas, e como em tudo na vida há sempre um mas, estas não são as únicas apostas da Fertagus para o Rock In Rio. Irá decorrer igualmente uma campanha com a oferta do parque de estacionamento a quem adquirir dois bilhetes (ida e a volta) nos dias dos espetáculos. Se não é cliente assíduo do comboio da ponte está é sem dúvida uma ótima oportunidade de passar a ponte num tabuleiro abaixo, e sentir o conforto deste “gigante”, já para não falar na comodidade em não ter que se preocupar com o carro :)

Fertagus_RIR_2018_noticia_site-9733

 

Nós aqui vamos a isto
Nós aqui vamos com a Fertagus

Texto: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

 

fertagus

3 BOAS RAZÕES PARA QUEM APANHA O QUIM EM CORROIOS?! Por Catarina Laborinho

aplaudimos

Se apanha o Comboio da ponte em Corroios, mais conhecido por quim este artigo é para si!

A Fertagus em parceria com a CMS está a “oferecer” 3 boas razões para optar em estacionar no parque de corroios.

#1 – 5 euros de desconto na assinatura do parque de estacionamento;
#2 – 1,40€/Dia na compra de 5 entradas de parque;
#3 – OFERTA dos primeiros 90 mint para qualquer cliente do parque.

fertagus

Com a procura excessiva de lugares e com a vizinhança a ficar aborrecida por não ter espaço para o próprio carro, a Fertagus disponibilizou-se para ajudar. E que ajuda…

Sejamos práticos e não comecem já a pensar que 5 euros não dá para nada. WRONG!!!
5 euros?!?! perguntam vocês?! Isso ao final do mês é o equivalente a 4 lts de gasolina ou 5 cafés!!!

Sim, até aí é verdade, mas pensam para a frente. 5 euros por ano são 60€, neste caso vão ser só 40 porque a campanha só é válida até dezembro, mas não vamos assumir que acaba em Dezembro… voltando às contas, 40€ são 23% do valor do passe Corroios- Lisboa. Não fiquem baralhados… façam as contas e vão ver que tenho razão.

Mas ainda há mais… 1,40€/Dia é bestial. Se vão até Lisboa de carro, esta é agora uma nova solução, mais económica e amiga do ambiente. Ao contrário dos 1,75€ de portagem (já nem sei se é mesmo este valor, andar de comboio tem destas coisas) poupa 0,35€. Ah e tal, mas ainda tenho que pagar o bilhete. VERDADE, mas o bilhete são apenas 2,20€ VS o gasóleo até Lisboa e o estacionamento que é FOGO.

fertagus

Contudo, e como era de esperar, a Fertagus pensou em todos: nos que andam regularmente, nos que andam às vezes e nos que não andam mas gostam de andar por ali… ou seja, se é daqueles que gosta de ir àquele café que só há na estação (já estou com a barriga a bater palmilhas de contente só de pensar naquelas bolas de queijo que se vendem na estação) ou ir ao outro lado da rua até à piscina Municipal, tem 90 mint (bem 90 mint é 1h30, dá para ir a Lisboa 2 vezes)…

Ah pois é, aposto que pelo menos 1 das razões vai levar-vos a repensar…

A mim já levou!

E como fazer? Simples. Se compram o passe na máquina tal como eu, basta seleccionar a opção “Campanha Parque”. E Voilá. Encaixei mais 5€!

Não deixem esta oportunidade de lado!
Nós aqui andamos à caça aos descontos.
Nós aqui aplaudimos isto.

Texto e Fotos: Catarina Laborinho
FERTAGUS, LSBblog

thumbs.web.sapo.io

VAMOS À MEIA MARATONA COM A FERTAGUS. Por Catarina Laborinho

Vamos a isto

…ou vamos tentar 😀

Na realidade não vamos à Meia Maratona de Lisboa de comboio, isso vai ser o que vou dizer quando chegar ao fim e disser: “mas porque não vim de Fertagus?!?!”. Uma coisa é certa, vou lá chegar de comboio e você devia fazer o mesmo.

Estes dias de grande afluência são sempre mais complicados, mas a Fertagus, à semelhança dos anos anteriores, vai oferecer a viagem a todos os atleta que sejam portadores do dorsal oficial da prova e vai ter um horário especial para a deslocação “da malta”.

 

maratona fertagus

Para quem chega à estação do Pragal da Fertagus pela Margem Sul ou por Lisboa é preciso que tenha em consideração os #10 fatores abaixo:
#1 A estação é a do Pragal. Se vier de Lisboa é a 1ª depois da Ponte. Se vier deste lado, é aquela onde certamente irão sair MUTOS atletas :D;
#2 Apanhe o comboio o mais cedo possível (não seja o comum Tuga que chega à hora da partida);
#3 Respeite as sinalizações de segurança, não ultrapasse a linha amarela e tenha cuidado com a distância entre a plataforma e o comboio;
#4 As portas não se abrem sozinhas. Tem que tocar no botão da porta quando este ficar verde;
#5 Não entre em nenhum comboio que não seja da Fertagus (passam outros na mesma linha mas estes não são à borlix);
#6 A organização da Meia Maratona de Lisboa não permite animais ou bicicletas durante a prova, e a Fertagus também não;
#7 À chegada ao Pragal, siga o trajeto previamente assinalado em direção à prova;
#8 Se quiser ir à casa de banho, para além das existentes na estação, a Fertagus vai ter à disposição WC’s portáteis no exterior a caminho do ponto de partida;
#9 Ah, e mais importante ainda, lembre-se que de barriga vazia não vai longe. A estação do Pragal tem vários pontos de restauração e não só, que o(a) podem auxiliar num dia diferente como este;
#10 Nós aqui vamos querer a medalha :)

Se é cliente assíduo do comboio da ponte e no próximo domingo vai passear ou trabalhar à outra margem do Rio, tenha paciência com os atletas, é só uma vez por ano e a maior confusão vai ser entre as 8:00 e as 10:00H.

Nós aqui prometemos que vamos tentar chegar ao fim 😉
Nós aqui temos a Fertagus a apoiar a Meia Maratona de Lisboa

Texto: Catarina Laborinho
Fotos: D.R

FERTAGUS, LSBblog