Artigos

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

NÓS AQUI, VIEMOS À HAMBURGUERIA DO RIO – SANTA MARTA.

degustamos

Depois de termos estado presentes na inauguração da #Hamburgueria do Rio em Santa Marta não podíamos deixar de voltar e, mais uma vez, foi uma aposta ganha.

A Hamburgueria do Rio veio agora “desaguar” em Santa Marta, num espaço amplo, acolhedor e cheio de luz. Estes argumentos por si só já são um excelente cartão de visita, mas nós aqui tivemos mais, tivemos muuuito mais.

Mais uma vez, o Mauro Airosa (o proprietário) e a sua equipa fizeram-nos sentir em casa e conseguem-nos surpreender em cada detalhe e até à última degustação, que nos faz sempre lamber os beiços. Saber receber faz parte do DNA do Mauro que consegue transportar neste espaço toda a sua experiência e criatividade num conceito que tão bem sabe explorar. O Mauro contou-nos que a ideia surgiu numa das visitas a casa de sua sogra, onde reparou numa hamburgueria próxima repleta de gente. O sonho e a vontade de abrir um restaurante já vivia na sua cabeça e ali começou a desenhar o esboço. O conceito foi inspirado na envolvência da primeira casa e a concepção da carta pelo chefe Diogo Páscoa (que era o cozinheiro do Epic Sana em Lisboa) foram os ingredientes necessários para o sucesso deste fenómeno na Lisbon South Bay.

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

A carta tem “rios” de opções de hambúrgueres para saborear, para todos os gostos e feitios. Tem hambúrgueres vegetarianos, de carne branca, de carne vermelha e até de atum! Ai o de atum, só de falar nele já estamos aqui a salivar… Os hambúrgueres deste espaço gourmet são batizados com nomes de rios portugueses e, não só o da South Bay, não pensem que somos assim tão fundamentalistas! Os rios “camones” também têm lugar de destaque na carta. Podemos “navegar” no Douro, Mondego, Tejo, Guadiana, Mira, Ria Formosa, 25 Cidades, 7 Cidades ou Riacho e “lá fora descer” pelo “El Fuerte”, Mississipi e o Tigre (tendo em conta a minha adoração pelo Tom Sawyer e o padrão deste felino, estes já ganharam)!. Mas, como gostos não se discutem, o que interessa é que são recheados de combinações tão improváveis como deliciosamente surpreendentes.

As entradas abrem as hostes e podem ser chamadas pelos nomes: “Ora, bolas!” a forma original de pedir as almôndegas de alheira e é a reação que vai ter quando as terminar de comer! Mas, não fique por aí, pode atirar-se aos Cacos, Ilhas e Abelhas…, um bolo do caco, com queijo da ilha e mel e ainda pode entornar o caldo, verde, claro!

E, não é só nos rios que podemos “viajar”, também podemos “viajar” numa excelente maionese onde fazemos mergulhar a melhor batata frita que nos passou pelo “estreito”! – Sim, porque batata frita, é sempre batata frita (leia-se uma das mais saborosas invenções do mundo para nossa (des)graça), mas há batata frita e batata frita. Aquela batata doce frita é de conseguir arregalar os olhos à primeira trinca. Já deu para perceber que “batata frita” é um tema sensível para nós? Mas, as surpresas não acabam aqui. A Catarina que não come carne vermelha atirou-se ao Tigre e diria que foi ela que levou a melhor, na “luta” com este delicioso hambúrguer de frango. Veio também um de atum e as miúdas, sem qualquer pudor, também “nadaram” por ali. Absolutamente divinal! Eu atravessei o Mondego com aquele toque de mostarda e mel com queijo da serra. Isto regado por deliciosos sumos de morango, laranja e meloa-hortelã foi o manjar dos deuses (ou melhor da “deusas”)!

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

E, ainda não tínhamos chegado aos doces (sim, porque o que é doce nunca amargou), quando já nos dávamos por satisfeitos, o Mauro traz-nos um brownie de chá verde!! STOP. Isto precisa de uma pausa. Chá verde é daquelas coisas que faz bem, por isso atrevemo-nos a dizer que brownie de chá verde faz ainda melhor, ou pelo menos sabe. Foi a grande estreia e primeira de muitas. Outra pausa, que a próxima referência assim o exige! A mousse de chocolate! Sim, a mousse de chocolate! Já aqui manifestamos a nossa preferência pelo chocolate, podemos atalhar e dizer que esta é o auge. E, ainda houve espaço (nós aqui só não conseguimos meter “o Rossio na rua da Betesga”, porque estamos na margem sul!) para um pão de ló de chocolate (o chocolate outra vez a ganhar créditos, para nós tem todos) com gelado. Muuuuuiito bom…

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

Hamburgueria do Rio - Santa Marta

Nós aqui, voltaremos a estes rios, pois cada um tem uma história, uma surpresa um detalhe que nos vai criar um “efeito uau”. E, antecipamos que este espaço está a preparar novidades e, são esses momentos que queremos degustar.

Nós aqui temos a Hamburgueria do Rio em Santa Marta.
Nós aqui temos isto.

Fotografias: Jorge Buco

Morada:
Alameda de Santa Marta nº7 A-B
Corroios, Setubal, Portugal

Chocolate

1ª FEIRA DE #CHOCOLATE EM CORROIOS. CLARO, QUE VIEMOS CÁ.

corremos

Prometemos, cumprimos. Anunciámos a 1ª Feira de Chocolate em Corroios, dissemos que vínhamos e, lá estivemos nós. Não só, mas principalmente em dia de eleições, convém mostrar que o prometido é devido. Nós aqui, “chocolateámo-nos”* n’isto.

4 sílabas apenas – cho-co-la-te – inundaram o olfacto e, principalmente o paladar.

Pelo que vimos a feira foi um sucesso. Não fazemos parte da organização para poder fazer esta afirmação, mas o espaço estava cheio de pessoas, as filas para as iguarias eram constantes e estava tudo de “cara-alegre” e pouco incomodado com isso. Nada como ter um “cliente satisfeito” “agarrado pelo estômago”. O caso não foi para menos. Saboreei uma espetada de morangos com chocolate em breves segundos, que esteve umas horitas no estômago, mas que vai ficar uns anitos no corpinho e muitos mais na minha memória.

Uma coisa é certa, a Feira de Chocolate de Corroios foi uma aposta ganha. Todas as que organizarem, contem connosco lá.

Sim, o chocolate tem, teve e terá este efeito de satisfação sobre nós. Por isso, sugerimos que continue a “chocolatear-se”* com um qualquer chocolate perto de si.

 

Feira Chocolate Corroios

Feira Chocolate Corroios

Feira Chocolate Corroios

Feira Chocolate Corroios

Nós aqui, temos Feira do Chocolate!
Nós aqui, temos isto.

*chocolatear – palavra que não existe, mas devia. Pretende dizer fazer prova organoléptica de chocolate.

 

chocolate

1ª FEIRA DE #CHOCOLATE EM CORROIOS. “CHOCOLATEI-SE”*. 21-24 JANEIRO

corremos 1

Pára tudo! Feira de Chocolate? Aqui, na South Bay? 3 palavrinhas mágicas: “Feira de Chocolate”. Não é preciso nada mais para me fazer sair da cadeira.

Cho-co-la-te.

Esta expressão para mim é o exemplo perfeito para entender o efeito estímulo-resposta:

Antes do chocolate: estado normal (que já é bom).

Depois de chocolate: estado de êxtase (ainda melhor).

Após saborear sente-se um efeito “analgésico”, de conforto. O chocolate foi uma das melhores e mais saborosas invenções da história. E, por isso, acolhemos esta notícia com muita satisfação.

chocolate

chocolate

O festival ocorre de 21 Janeiro, quinta-feira a domingo, 24 de Janeiro, no Jardim da Quinta da Água, em Corroios. Vão poder ser degustadas várias especialidades com este delicioso ingrediente.

Sim, nós aqui escrevemos “corremos para isto” e devia ser “degustamos isto”, mas na verdade vamos ter de correr para degustar, mas vai saber tão bem, fazer as duas coisas, que se for preciso também saltamos até ficarmos todos lambuzados!

Sim, o chocolate tem este efeito sobre nós. Por isso, sugerimos – “chocolatei-se”* até mais não.

Nós aqui, temos Feira do Chocolate!
Nós aqui, temos isto.

*chocolatear – palavra que não existe, mas devia. Pretende dizer fazer prova organoléptica de chocolate.

Horário:
Quinta-feira – 18h00 às 23h00
Sexta-feira e Sábado – 12h00 às 24h00
Domingo – 12h00 às 21h00