Artigos

Helena Gonçalves Rocha

TRUQUES PARA QUE O SEU FILHO DURMA FINALMENTE A NOITE TODA! Por Helena Gonçalves Rocha

ASSINATURA 2 1

Dormir… sonhar com uma cama… pestanejar frequentemente… ter dificuldade em manter uma conversa… apresentar uma cara tipo-panda, com as maiores olheiras de todo o sempre…

Enfim… quem tem episódios de privação de sono saberá do que estou a falar. Normalmente estes períodos de privação de sono estão associados aos  pais de crianças pequenas que habitualmente não têm uma noite inteira de sono. Aliás se perguntarmos a estes pais o que mais desejariam: irem jantar fora a dois ou dormirem uma noite inteira? Não hesitamos muito na resposta correcta e rapidamente imaginamos dois adultos a atirarem-se desesperadamente para cima de uma cama para DORMIR.

Uma boa higiene do sono, sim, é mesmo assim que se denomina todo o conjunto de hábitos associados à rotina de dormir.  Nesta higiene do sono  incluímos:

– 1 hora antes de deitar os movimentos da casa deverão começar a abrandar;
– Reduzir a intensidade da luz e som ( inclui afastamento total dos ecrãs tv, telemóvel, tablet); apagar as luzes intensas do tecto, reduzir o som;
– incluir rotinas repetitivas: a mesma hora de deitar, lavar os dentes, ler a história e dormir.

No entanto, este tipo de rotina nem sempre é suficiente para garantir uma noite completa de sono, existem alguns Truques extra que poderemos experimentar e são eles:

Difusor de óleos essenciais, 
Os óleos essenciais ajudam a melhorar o padrão de sono. Podem ser utilizados num difusor no quarto durante a noite e podemos também realizar uma massagem com pressão nos pés da criança durantes alguns minutos mesmo antes de ir para a cama.. Um dos óleos recomendados para este efeito é o de lavanda e madeira de cedro, mas poderá tentar outro que considere mais relaxante e calmante.

Cobertor de peso
Algumas crianças não processam a informação oriunda dos seus sentidos da mesma forma que as outras, evitando estes estímulos ou procurando-os. Muitas crianças têm necessidades sensoriais únicas e podem responder bem à utilização de um cobertor de peso, sem terem qualquer tipo de diagnóstico específico. Porém, as crianças com Autismo, com perturbações de ansiedade, com perturbações do processamento sensorial, com perturbação da hiperatividade e défice de atenção e desordens graves do sono, são aquelas que obtém uma resposta mais eficaz quando utilizam o cobertor com peso.

Helena Gonçalves Rocha

Porquê? O que têm todas elas em comum?
Todas apresentam baixos níveis de serotonina e um sistema nervoso ativo.

E como funciona o Cobertor de Peso?
Através da Pressão de Toque Profundo, que consiste numa pressão gentil por todas as partes do corpo, que poderá ser atingida de várias formas, através dos Abraços, das Massagens, da utilização de Coletes de Peso ou de Cobertores de Peso.

E o que faz a Pressão de Toque Profundo?
1. Aumenta a libertação de serotonina
A serotonina é um neurotransmissor que desempenha papéis essenciais no nosso corpo, como por exemplo:
# Inibidor comportamental
# Apetite
# Agressividade
# Sono
# Humor
# Desenvolvimento cerebral
# A serotonina também está envolvida no processo de produção da melatonina, tão importante na regulação de um padrão de sono saudável.

2. Diminui a atividade do sistema nervoso
E quais os benefícios da utilização do Cobertor de Peso?
# Reduz a ansiedade
# Melhora o sono
# Adormece mais rápido
# Reduz a ansiedade
# Sono profundo
# Menos movimentos durante a noite

E como posso saber se o meu filho beneficiará da utilização do Cobertor de Peso?
Se responder afirmativamente a pelo menos duas destas três questões, estamos no caminho certo.

1. Adora dormir ou ficar debaixo das mantas;
2. Gosta de se “enfiar” em espaços pequenos ou colocar-se por trás dos móveis;
3. Tem dificuldade em relaxar e ficar sentado tranquilamente.

Este cobertor de Peso funciona também muito bem nos adultos para reduzir os níveis de stress, a ansiedade e  a insónia.

E como quando estamos desesperados para dormir vale a pena experimentar tudo, deixo estas sugestões para que se atrevam a experimentar e depois…depois queremos saber como correu, pode ser?

Pode ser? Psst! Pode ser?
ZZZZZzzz!
Noites e até amanhã!

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografias: D.R.

SonoFonteTelha

BATER UM GRANDE CHOCO NA PRAIA…DA MARGEM SUL.

gostamos

Se há coisa que sabe bem é um feriado durante a semana, se há coisa que sabe ainda melhor é que esse dia seja quente e que reúna todos os requisitos para se ir para a praia. Cá em casa houve divisões de opinião, porque há quem considere que já não é tempo de praia! Pr’o que havia eu e estar guardada. Como é que quando roçam 30 graus não é tempo de praia? Só não é tempo de praia quando chovem canivetes!

Divergências de opinião que me fizeram ir fazer uma das coisas que mais gosto, mas que a maternidade nem sempre me permite – bater um grande choco na praia. Dormir, dormir profundamente, sem preocupações, à chapa do sol, e que de tão relaxada que fico, que corro o risco de escorrer um certa baba. Sei que o último episódio que contei aqui sobre sestas na praia, não correu tão bem como o de hoje, mas a verdade é que me soube pela vida.

SonoFonteTelha1

O plano era simples. Chegar à praia – Fonte da Telha como é meu apanágio, dar uma grande mergulhaça (só não era preciso estar tão fria. Porra até me congelou o cérebro!), estender a toalha e esparramar-me ao comprido até adormecer. Fácil. Fácil como um bebé. O sono da beleza durou pouco mais de uma hora, sem incidentes e carregou-me as baterias para aguentar até…o final da semana. Tranquila. Ele há coisa melhor? Nós aqui temos uma grande república.

Nós aqui dormimos uma grande soneca.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Lisbon South Bay blog

Helena Gonçalves Rocha

OS MIÚDOIS NÃO DORMEM O SUFICIENTE. Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Não quero Dormir!
Quantas horas afinal e porque é assim tão importante?

Desde cedo ouvia a minha mãe dizer:
– O teu mal é sono! Dorme um bocadinho que depois já ficas melhor!

Mais tarde, enquanto avó repetia:
– O mal dele é sono! Vê-se logo quando não dorme…

E, claro está, que como em muitas outras coisas, eu acabei por lhe dar razão e repetir não as mesmas, mas quase as mesmas palavras:
– Nota-se logo quando não dorme o suficiente! Enquanto dormes estás a crescer, não vês como estás alta?

Os bebés, as crianças e os adolescentes necessitam de uma quantidade de sono significativamente maior relativamente aos adultos, de modo a suportar o seu rápido desenvolvimento físico e mental. A maior parte dos pais sabe que as crianças em crescimento precisam de uma boa noite de sono, mas a maior parte desconhece o número de horas necessárias para cada idade e qual o impacto que pode causar a falta de 30 ou 60 minutos de tempo de sono.

Uma das razões pelas quais é díficil detetar se as nossas crianças estão a dormir horas suficientes é pelo facto das crianças sonolentas não abrandarem à medida que vão ficando com sono. Na verdade, a falta de sono pode confundir-se com sintomas da perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA). As crianças comportam-se como se não estivessem cansadas, resistindo à hora de deitar e tornando-se cada vez mais ativas à medida que a noite continua. Tudo isto pode acontecer, apenas porque a criança está cansada.

Helena Gonçalves Rocha

Quem não assistiu a episódios de crianças cheias de sono, que correm desenfreadamente, vão de encontro a tudo e que entram em guerras de desafio com o adulto?

A National Sleep Foundation, recomenda que as crianças entre 1-2 anos durmam 11 a 14h, entre os 3-5 anos, 10 a 13 horas, em idade escolar 6 aos 13 anos deveriam dormir 9 a 11 horas, os adolescentes, dos 14 aos 17 anos entre 8 a 10 horas e o jovem adulto, 18 aos 25 anos deveria dormir entre 7 a 9 horas.

Como é possível verificar, as horas diárias de sono recomendadas vão variando ao longo do desenvolvimento da criança. E, de uma coisa estamos certos, o sono é um ponto crítico no funcionamento diário das crianças.

Uma boa noite de sono prepara as crianças para estarem atentas a novas experiências, relacionarem-se positivamente com os outros e construírem competências de memória e de atenção. Quando a criança dorme, o seu cérebro está ativamente a formar novas conexões, permitindo-lhes estar fisicamente mais relaxadas e mentalmente despertas quando acordadas. Lá está a velha máxima, enquanto dormes estás a crescer.

Os investigadores nesta área relacionaram os maus hábitos de sono com um maior risco de obesidade, dificuldades de memória e atenção e fraco rendimento escolar nas crianças em idade escolar. Para além disso, o sono insuficiente foi também associado com elevados níveis de agressão, podendo afetar negativamente as relações interpessoais com os pares e família.

Como tal, temos mesmo de zelar para que as nossas crianças tenham uma boa quantidade de sono que lhes permita desenvolver harmoniosamente.

E para que ocorra uma boa higiene do sono, teremos de ter em conta alguns hábitos importantes:

  • A rotina de deitar inicia-se uma hora antes do previsto. Aqui, a atividade deverá começar a diminuir, as luzes e sons devem começar a baixar e o contato com qualquer equipamento eletrónico deverá ser completamente inibido, inclusive a televisão.
  • No quarto de dormir não deverão existir equipamentos eletrónicos (TV, Tablets, telemóveis) para que possamos garantir uma boa higiene do sono.
  • Deverá ser acordado entre os pais uma rotina de deitar. Lavar os dentes, despedir-se dos bonecos, ler uma história (já na sua cama), beijinho e ó-ó!

Com os votos de uma boa noite, sonhos cor de rosa, às bolinhas!
Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512