Artigos

FeriasNatal

FÉRIAS DE NATAL GRATUITAS PARA JOVENS EM ALMADA. 18 a 29 dezembro. Por Marlene Gaspar

celebramos 1

Eu sei que este ano ainda não falei do Natal, mas para meu espanto ainda não fui imbuída pelo espírito natalício. Costuma-me bater forte e feio, com algum tempo de antecedência, mas ainda não estou para aí virada. Deve ser por causa do tempo!

Mas há coisas que têm de se tratar com tempo, como onde deixar a nossa filharada durante o período de férias de Natal que está aí à porta –  a edição das Férias Jovens em Almada é  um programa gratuito destinado a crianças e jovens entre os 6 e os 17 anos. É gratuito, mas precisa de se fazer inscrição e estas terminam esta semana, no dia 24 de novembro.

Este programa permite às crianças e jovens que estudem, residam e/ou cujos pais, encarregados de educação ou representantes legais trabalhem no concelho de Almada, um conjunto de atividades, passeios e visitas dentro e fora do concelho. O programa decorre em dois turnos, ao longo do mês de dezembro (18 a 22 de dezembro e 26 a 29 de dezembro).

A participação é gratuita, mediante inscrição presencial com a entrega da documentação necessária.Vê aqui as condições de participação. E boas férias.

Nós aqui temos férias de Natal gratuitas.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Screen Shot 2017-10-20 at 13.01.48

9 DICAS PARA PÔR AS CRIANÇAS A ESCREVER. Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Escrever faz muito sentido para as crianças, principalmente se o fizerem com um objetivo. Por vezes, algumas crianças são bastantes resistentes para escrever e para elas é extremamente importante integrar a escrita na sua vida diária utilizando também o jogo como forma de a motivar a pegar no lápis e deixar a sua marca. Quando a escrita adquire um objetivo prático e específico, as crianças começam a entender a importância da alfabetização e rapidamente embarcam em todas as diversões que vão surgindo ao longo do caminho.
Aqui estão dez idéias práticas para que as crianças gostem de escrever com um propósito.

9 DICAS PARA PÔR AS CRIANÇAS A ESCREVER

#1 Peça aos seus filhos que escrevam a sua lista de compras e depois responsabilize-os por marcarem os itens à medida que os vão comprando.

#2 Quando você está a planear a festa de aniversário do seu filho, coloque-o no comando. Deixe-o escrever a lista de convidados e enviar os convites.

#3 Faça um calendário de festas. Seja qual for a temporada (advento e Natal, férias da Páscoa, férias grandes…) arranje um grande pedaço de papel e crie seu próprio calendário de eventos. Coloque as crianças responsáveis ​​pelo desenho e escrita e deixe-os sugerir algumas ideias divertidas para incluir no cronograma, não se esqueça de incluir os aniversários dos familiares e amigos, eles adoram!

#4 Receber uma carta manuscrita da vida real através do correio é emocionante em qualquer idade. Se calhar posso dizer que talvez mais na nossa idade, uma vez que ainda somos do tempo de trocar correspondência (eu pelo menos, já sou muito antiga) com os primos e os pais durante as férias onde se relatavam todas as aventuras. Agora, tristemente, as cartas que recebemos maioritariamente têm números e habitualmente são para nós pagarmos… No entanto, ainda este verão, assisti ao entusiasmo e inabilidade dos meus adolescentes ao enviarem postais dos locais de férias.
Então…tente encontrar um amigo com quem o seu filho possa trocar correspondência, ou então incentive-o a faze-lo com os avós, de certo ambos irão adorar.

#5 Sirva-se da porta do frigorífico e deixe recados ou perguntas e desafios que requeiram resposta. Vai ver a excitação, sendo que aumenta a adrenalina se os mensageiros não puderem ser descobertos no momento de colocar a mensagem no frigorífico.

9 dicas

#6 Quando for de férias, não esqueça de envolver os miúdos na escolha criteriosa dos cartões postais para enviar para alguém ou para vocês mesmos, para ver quem chega primeiro.

#7 Faça um livro das férias em conjunto com os seus filhos, muitos desenhos, colagens e algumas escritas espontâneas que vão acabar por aparecer.

#8 Faça seus próprios cartões de aniversário  e peça ao seu filho que escreva o texto dentro e o endereço no envelope. Em seguida, compre o selo e coloquem a carta em conjunto, de preferência num marco de correio vermelho.

#9 Com crianças mais ativas, use um lápis e papel ou um giz na parede lá fora, sempre que estiver a jogar um jogo com ele para que possa anotar as pontuações. Esta é uma ótima maneira das crianças competitivas escreverem!

E por aí? Você também encoraja o seu filho a escrever com um objetivo? Partilhe connosco uma das suas dicas.

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografia: D.R.

Familia

FÉRIAS DAS FÉRIAS É NA MARGEM SUL E EM BOA COMPANHIA.

gostamos 1

Se há coisa boa, mesmo boa, são as férias. Se há coisa menos boa nesta coisa boa, mesmo boa é o período de tempo das férias. É como o fim-de-semana. É sempre curto. Sabe sempre a pouco. Ficávamos sempre mais tempo.

Uma pessoa esfalfa-se a trabalhar para curtir este período como se não houvesse amanhã, e ele passa com uma grande vitesse. Mas, sem pressão. E com a puta da lanzeira. E com tudo e tudo o que se tem direito. Mas, ainda assim, ficavamos sempre mais tempo.

Terminado este curto período de férias fica aquela sensação de verdadeiro…cansaço! É aquela sensação de é tão bom, não foi? Talvez a isso se deva parte do encanto, mas é mais, é muito mais que isso. O período de férias é com os nossos. É estar ali 24 sobre 24horas a dar e a receber miminhos, intercalados com ralhetes (de parte a parte, que os 24 sobre os 24 também puxa alguma impaciência, mas sobre esse tema vou deixar para outras núpcias). A verdade é que férias com 2 crianças pequenas são uma alegria e sinónimo de alguma preocupação. E à medida que vão crescendo e ganhando a independência, acaba por facilitar alguma logística (banhos, comidas e afins), por um lado, mas redobra-se o estado de alerta.

O que têm de giras e fofas têm de “sacanas” endiabradas. Por minha vontade andavam com uma trela, mas diz que não fica bem! E, lá vai uma pessoa enervando-se de 5 em 5 minutos e a ter pequenos AVC’s assim que a nossa vista não as alcança. Se o sol envelhece a pele e aí já estou preparada com todos os cremes de factor 50 para cima, sabendo que onde nunca vou ficar verdadeiramente escura como nos tempos de outrora, a camada de nervos que se instala com este desgaste de preocupação, também não deve contribuir para eu caminhar para nova! Irra.

Mas, são melhores dias do ano. Os mais compensadores. Aquela coisa de papo para o ar e dolce fare niente, meus amores, passa por aqui, muito ao lado. Nós aqui, é mais toalhas cheias da areia, e de 2 em 2 segundos a ouvir qualquer coisa como:

– Mãe, quero ir à água!

– Mãe, quero fazer xixi!

– Mãe, quero uma bola de Berlim!

– Mãe, o que é que trouxeste para comer?

– Mãe, vem fazer castelos!

– Mãe, mãe, mãe, mãe…E esta azáfama “me deixa louca”, mas de coração cheio. E não há nada melhor do que isso. Um coração cheio e a transbordar. Mas não há bela sem senão, isto faz com que assim que chegue, precise de férias, das férias. Como ainda não há escola, os avós ficaram com a batata quente, e nós aqui em casa, já estamos no batente, mas sem a criançada sentimo-nos em férias, das férias. Na chegada, tirámos o feriado para ficar de papo para o ar na nossa Costa da Caparica com um almoço também em família e com quem é bom estar. E o que mais se pode pedir?

Familia

Da esquerda para a direita: Rui, Carla, Paulo e euzinha

Nós aqui temos férias das férias.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Lisbon South Bay blog

Screen Shot 2017-07-21 at 09.31.48

SOZINHA(O) COM OS MIÚDOS NAS FÉRIAS…VERSÃO LOW COST. Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

Sejam mães ou pais “solteiros” ou casais em que uma parte fica presa aos compromissos profissionais, fazer férias sozinha (ou sozinho) com os miúdos é sem dúvida um desafio particular.

Foi nesta condição que passei sempre quinze dias de férias com os meus filhos, com idades diferentes e com desafios e expetativas muito divergentes, a maioria das vezes.

No entanto, as Férias deveriam ser isso mesmo, um tempo sem compromisso, sem horários determinados, em que cada momento deveria ser aproveitado com a maior das satisfações.  É no período de Férias, que muitas vezes notamos como Eles cresceram e é neste período em que realmente estamos disponíveis para Eles e Eles sabem-no.

Seria excelente ter muito dinheiro, viajar para um destino paradisíaco e fazer centenas de atividades divertidas…se calhar, sim…Mas com o Pai a trabalhar e nós em versão Low Cost, teríamos de ser Criativos e aproveitar bem cada momento.

Claro que a possibilidade de comprar diversão é fantástica, mas na verdade eu acredito que o que os miúdos mais precisam e desejam é que nós estejamos verdadeiramente lá para Eles, sem telemóveis, sem compromissos, sem horários, sem pressas.

Deixo-vos algumas sugestões Low Cost, mas com diversão garantida:

– Combinem um piquenique ao luar, seja na praia ou na relva lá de casa. Encomendem pizzas ou sushi (agora até os miúdos gostam) e entretenham-se a contar as estrelas, ver constelações e esperar uma estrela cadente para pedir um desejo.

piquenique ao luar

– O programa dos transportes públicos é sucesso garantido. Abandonem o carro e dediquem-se a explorar os transportes da cidade, estude o itinerário para que tudo bata certo. Vários percursos possíveis mediante a idade dos seus filhos:

a) Inicie o percurso em Sto António da Caparica de bicicleta pela ciclovia até à Trafaria. Apanhe o barco até Belém. Pode optar por prosseguir pela ciclovia até Alcantâra, passando pelo Museu da Eletricidade (gratuito) e terminando com umas boas fotos debaixo da ponte. Ou então, dirigir-se no sentido de Oeiras, fazendo a zona de Belém com tudo o que pode encontrar pelo caminho, desde o Centro Cultural de Belém, com o Museu Berardo (gratuito), os Jardins de Belém, os Pastéis de Belém, o Planetário, os Jerónimos. Não esquecer água, um lanchinho e o cadeado para as bicicletas.

Barco 1

b) Inicie o percurso em Cacilhas, apanhe o barco para o Cais do Sodré, aproveite para apreciar a paisagem, indique as 7 Colinas, o Castelo de S.Jorge. Chegados ao Cais do Sodré é hora de irmos viajar debaixo da terra, aqui poderemos optar por uma voltinha maior de metropolitano, apreciando cada uma uma das suas estações (sabia que são das mais bonitas da Europa), podemos sair em Palhavã e explorar os Jardins da Gulbenkian. Aqui existem sempre atividades, mas convém consultar os horários e calendários previamente. Se optar por uma volta mais curta, poderá sair na Baixa-Chiado e dirigir-se para apanhar o elétrico até ao Castelo de S. Jorge. No Castelo também existem sempre atividades para os mais novos.

Tour Lisboa

c) Inicie o percurso em qualquer estação da Fertagus da Lisbon South Bay e atreva-se a atravessar a ponte de comboio, é uma emoção! Saia em Sete-Rios e vá passar o dia ao Jardim Zoológico de Lisboa (consulte o horário dos espetáculos para não falhar nenhum). Não se esqueça de fazer a mítica viagem de teleférico por cima de todo o Zoo.

Fertagus 1

– “Geocaching”, a caça ao tesouro moderna que os miúdos vão adorar.

caça ao tesouro

Estas são as regras do jogo:
Alguém (normalmente quem conhece muito bem o local) esconde uma cache – pequena caixa com papel para deixar o nome e a data. Tenho encontrado muitas caixinhas cilíndricas dos rolos fotográficos, mas também já descobri algumas caixas maiores que tinham pequenos presentes (quem quiser pode trocar por outro de igual valor)

Alguém (com ajuda de um aparelho com ligação GPS e algumas pistas deixadas na internet) vai tentar encontrar a caixa e deixa lá o registo dessa visita.

O objetivo, ou seja, a recompensa, é apenas esse – descobrir uma cache escondida. Até porque em regra geral ela está em locais muito bonitos e tantas vezes esquecidos ou até pouco acessíveis. Os esconderijos podem e devem ser “esquisitos”, tais como: bancos de jardim, placas de sinalização, troncos de árvore, lagos, caixas de água, postes de electricidade…

Numa época recheada de tablets, jogos de consolas, portáteis e telemóveis tactéis para mim este jogo consegue aliar o melhor do passado e do presente e tem muitas vantagens. A começar pelo custo (gratuito), mas também por ser uma actividade para ser praticada ao ar livre, em qualquer aldeia ou cidade do mundo, e claro é completamente segura e divertida para todas as idades.

Divirtam-se e aproveitem bem estes momentos de preguiça, boas férias!

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografias: D.R.

ColoniaVerdizela

CURSO GRATUITO PARA MONITORES E COORDENADORES DE ATIVIDADES PARA CRIANÇAS. 1 a 8 julho.

precisamos 2
Se há verões e momentos inesquecíveis da minha infância, foram os verões que passei na colónia de férias. E, na verdade, foi por ter gostado tanto que quando acedi vir viver para a margem sul, como vos contei aqui – a única hipótese que considerei foi a zona onde moro. E porquê? Porque foi aqui que passei os melhores dias de férias da minha vida dos 7 aos 14 anos.
Sim, a minha colónia de férias, onde passava verões encantadores fica a 3 ruas da minha casa, e quando lá estava, sonhava que um dia quando fosse grande, ia ser monitora de colónias de férias. Não foi um sonho concretizado e embora não sofra por não arrebatado essa ideia de conquista, continuo a achar que é uma experiência a não perder.
Isto tudo para te dizer que podes aproveitar a próxima semana de férias para fazeres uma   formação que te vai deixar apto a trabalhar em colónias de férias e outras atividades dirigidas aos mais novos.

Bom, convém que gostes do trabalho com crianças, e se assim for tens a oportunidade de adquirir competências nessa área com Curso para Monitores e Coordenadores de Atividades com Crianças a decorrer entre 1 e 8 de julho no Centro Cultural Juvenil de Sto. Amaro – Casa Amarela, no Laranjeiro.

Verdizela

A formação é gratuita e podes fazer a tua candidatura até ao dia 28 de junho, aqui.

Os participantes terão oportunidade de discutir com sentido crítico o conceito de animação de atividades com crianças e compreender o desenvolvimento infantil e juvenil e a sua relação com a animação.

Serão desenvolvidas as competências necessárias para planear e implementar projetos de atividades com crianças, bem como, compreender a importância do trabalho em equipa na gestão deste tipo de atividades.

Nós aqui temos curso para monitores e coordenadores de atividades com crianças.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar