Artigos

sol da caparica

SOL DA CAPARICA JÁ TEM CARTAZ. Por Catarina Laborinho

Vamos a isto

O Sol da Caparica já apresentou o cartaz para a edição deste ano!

Malta, o Sol da Caparica está quase aí, e nós aqui já temos confirmações para a edição de 2019 que se irá realizar entre os dias 15 e 18 de Agosto.

A edição deste ano irá arrancar com o Anselmo Ralph, D.A.M.A, David Carreira e Matias Damásio. São para já os nomes confirmados para dia 15. Nos restantes dias poderemos ver no palco artistas como Carlão, Fred,Luís Represas, Ludmilla, Capitão Fausto, Boss AC entre outros.

sol da caparica

Se não queres mesmo perder mais um festival, fica a dica: Os bilhetes já estão à venda na Ticketline e variam entre os 19€ e os 240€.

# Bilhete diário sem lugar marcado -19€
# Área VIP -60€ ou 90€  (inclui duas bebidas à escolha) e/ou estacionamento
# Passe 4 dias – 39€.
# Concertos na área VIP – 150€ ou 240€ com estacionamento
# Entrada gratuita para crianças até os 6 anos de idade acompanhadas por um adulto com bilhete válido.

Para os residentes do concelho de Almada, existe um desconto de 2€ no bilhete.

Compra já o teu bilhete 😉

Nós aqui vamos a isto
Nós aqui temos SOL DA CAPARICA

Texto: Catarina Laborinho | Foto: D.R

SolCaparica

O LISBON SOUTH BAY BLOG ESTEVE NA CONFERÊNCIA DO SOL DA CAPARICA. Por Célia Estrela e Mário Nabais

gostamos 1

Já foram anunciados aos media as novidades sobre a próxima edição do Festival Sol da Caparica e quem é que não podia deixar de ser convidado? O palco do melhor que acontece na margem sul – o estrondoso – Lisbon South Bay blog! Oh yeah. Ali estava ele, feliz e contente desfilando junto das SIC, Tvi e outros media poderosos.

SolCaparica5

O Lisbon South Bay blog não podia estar melhor representado. A Célia Estrela e o Mário Nabais que o ano passado contaram-nos aqui como foi o festival, fizeram desta vez a reportagem da conferência de imprensa e contam-nos tudo.

SolCaparica2

Os nossos repórteres do Lisbon South Bay blog a passar a ponte no autocarro cabriolet.

SolCaparica8

Célia com os artistas. Fotos: Mário Nabais

O Sol da Caparica arranca sob o signo da diversidade, na sua 5ª edição. Este ainda jovem festival procura afirmar-se como o maior festival de música portuguesa.

Vários artistas com estilos musicais que vão do rock, ao hip hop, do fado à Kizomba reuniram-se para uma conferência de imprensa alegre e descontraída a bordo do príncipe perfeito. Durante a conferência os organizadores do festival e a Presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros realçaram o reflexo positivo que o festival já tem no turismo e na economia local. Isto aliado à vontade em dar um palco para os artistas portugueses mostrarem o seu trabalho, a sua criatividade. Um festival total que para além da música terá um palco de dança, arte urbana, poesia, drumming e duas instalações do artista Bordallo II.

SolCaparica3

SolCaparica4

As estrelas do Sol da Caparica

SolCaparicacapa

A bordo

SolCaparica6

A conferência do Sol da Caparica

Para o dia dedicado às crianças, destaque para a estreia do projeto O Gato Pintor de Manuel Paulo e João Monge, um espetáculo interativo com canções divertidas para toda a família. O Sol alegrou este convívio entre artistas, imprensa e organização e a boa energia marcou a última etapa antes do início do festival.

Nós aqui temos presença no Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto introdutório: Marlene Gaspar
Reportagem: Sónia Estrela
Fotos: Mário Nabais

FestivalUrbano

FESTIVAL URBANO DE ALMADA. 9 e 10 setembro

graffitamos 3 3

A época dos festivais ainda está longe de terminar. Se neste fim-de-semana vamos ter a grande Festa do Avante, no próximo, dias 9 e 10 temos o primeiro Festival Urbano de Almada, na zona da Romeira/Cova da Piedade (Rua Tenente Valadim).

Nem só de música se faz um Festival e este traz cultura urbana, com música, dança, graffiti, entre outros.

Por falar em graffiti, a Mostra de Graffiti de Almada, vai ser uma das cabeças de cartaz com a criação de murais sobre a temática “Vivências na Cidade” por 15 artistas e ainda com alguns convidados que vão deixar a sua marca nas paredes.

Depois da grande polémica (exagerada quanto a mim) sobre os livros pr’ó menino e pr’á menina, o festival apresentará um Mural que irá abordar a “Igualdade de Género” e vai ser criado pela Vanessa Teodoro a.k.a. The Super Van ao longo de cinco dias.

Mas as atrações não se ficam por aqui, vais poder assistir e participar em várias atividades: Let’s Battle VIII, uma competição de danças urbanas que irá trazer a Almada os melhores bailarinos em diversos estilos. Vamos ter a Blaya no Afrohouse, com DJ’s; Mercado Urbano, onde vais poder encontrar diversas marcas e artistas emergentes e uma zona de Street Food, para quando o ratito der horas não perderes tempo a saciares-te.

Programa:

9 de Setembro – 10h às 01h
# Mostra de Graffiti de Almada
# Let’s Battle VIII, pela Almada Não Dorme Associação
# Demonstrações de dança hip hop
# Mercado Urbano
# Street Food

10 de Setembro – 10h às 21h
# Mostra de Graffiti de Almada
# Let’s Battle VIII, pela Almada Não Dorme Associação
# Concerto: Os Compotas
# Demonstrações de dança hip hop
# Mercado Urbano
# Street Food

Aparece, que nem a festa de faz sem ti!

FestivalUrbanoA

Nós aqui temos o Festival Urbano de Almada.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Direitos reservados

SoldaCaparica20171

O SOL DA CAPARICA COMEÇA JÁ AMANHÃ. 10 a 13 de agosto.

festivalamos

Já falta muito pouco para o grande festival da margem sul abrir portas e nós aqui já estamos em pulgas. São 4 dias de pura diversão e vai ser a puta da loucura! O recinto está melhorado com um novo anfiteatro do Parque Urbano da Costa da Caparica, uma nova estrutura permanente no espaço onde decorre, anualmente, o festival O Sol da Caparica. 

SoldaCaparicarecinto

Mas não só de música e surf se faz o Festival. O evento vai ter zonas de estar, de descanso de sombras onde podem beber um copo ou comer e ainda dá para como quem não quer a coisa (ou então quer mesmo) a dar um mergulho ali em frente. Já para não falar no cartaz com mais de 40 Artistas e coletivos artísticos, com centenas de músicos, dançarinos e técnicos. São mais de 11 horas de música diárias, inúmeras animações e experiências inesquecíveis. São 4 dias fantásticos de celebração da música, da língua e das culturas de Portugal e Países de língua oficial portuguesa.

A contagem decrescente já começou, mas enquanto não começa, espreita só como foi a edição passada

Nós aqui temos o Sol da Caparica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Festival Nautico

1º FESTIVAL NÁUTICO NO SEIXAL. 23 junho a 2 julho.

navegamos 1

O primeiro Festival Náutico do Seixal começa já amanhã. E não há nada como experimentar coisas pela primeira vez. Tem o encanto de não saber ao que se vai, pelo menos, de já lá se ter ido, porque nós aqui, contamos o que está previsto acontecer. O resto é contigo e com os demais que lá estarão. Vão haver caravelas, feira de artesanato, gastronomia e fumeiro, workshops, embarcações e muita animação, ora vê:

Programa
23 de junho, sexta-feira

16.30 horas (*)
Chegada da caravela Vera Cruz com grupo de jovens do município (treino de mar)
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

24 de junho, sábado

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 11 às 13 horas
Rota do Bacalhau, a bordo da embarcação tradicional varino Amoroso
Partida do Terreiro do Paço, Lisboa

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

25 de junho, domingo

Das 9.30 às 12.30 horas
Circuito Património do Seixal
Ponto de encontro: Posto Municipal de Turismo do Seixal

Das 10 às 20 horas
Workshops de pintura e construção de miniaturas de embarcações tradicionais
Junto à sede da Associação Náutica do Seixal

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

16 horas
Desfile de embarcações tradicionais e de recreio
Baía do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

26 e 27 de junho, segunda e terça-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

28 de junho, quarta-feira

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

29 de junho, quinta-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

30 de junho, sexta-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

1 de julho, sábado

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 14 às 17.30 horas
Circuito Património do Seixal
Ponto de encontro: Posto Municipal de Turismo do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

2 de julho, domingo

Das 10 às 20 horas
Workshops de pintura e construção de miniaturas de embarcações tradicionais
Junto à sede da Associação Náutica do Seixal

16 horas
Saída da caravela Vera Cruz com grupo de jovens do município (treino de mar)
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

(*) Previsão, dependente das condições de navegação no Estuário do Tejo.

Fonte e foto: CM Seixal
Texto: Marlene Gaspar

FestivalLiberdadeLSBb

FESTIVAL LIBERDADE É GRATUITO E É NA MARGEM SUL. 16 e 17 junho.

aplaudimos

Ainda ontem aqui falamos dela e nunca é demais dedicar-lhe atenção. No outro dia ouvi de quem defendia afincadamente que nunca se é rico ou magro demais. Se quanto a estas tenho dúvidas, quanto à liberdade, não – nunca se é livre demais (a menos que estejam a falar das minhas filhas. Essas só terão liberdade aos 40 anos, 38 vá. Até lá vão andar aqui debaixo da saia da senhora sua mãe. Tenho dito!). Exageros à parte, em mês da liberdade é bom que saber que não se festeja só nesta data.

O Festival Liberdade é na margem sul. Mais propriamente em Setúbal. Ainda falta um bocadinho, mas nada como colocar na agenda. 16 e 17 de junho no Parque Urbano de Albarquel.

Xutos & Pontapés e Amor Electro são os cabeças de cartaz. Bezegol e Diogo Piçarra abrem a primeira noite do festival, na sexta-feira, que será encerrada pelos Amor Electro de Marisa Liz. No sábado, é a vez de Capicua e Supernova animarem o público numa noite que será fechada pelos Xutos & Pontapés.

E o bom disto tudo é que a entrada é gratuita. Vá contam-se pelos dedos de uma mão os que assim são, certo?

Nós aqui temos Festival Liberdade.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Fonte: CM Jornal

FestivalQueijo

FESTIVAL DO QUEIJO, PÃO E VINHO.

degustamos

Ora se há festival que anima e chama a nossa atenção é um festival com queijo, pão e vinho. Eu diria que é (quase) tudo o que se precisa para se ser feliz. Analisemos um a um:

# queijo – adoro. Adoro. Adoro. Não sou a mais versátil degustadora de queijo, porque nem todos me passam pelo estreito, mas se há coisa que chama a minha atenção é uma boa mesa de queijos. Ponham-na e aí vou eu lançada. Só tremo com alguns mais potentes de aspeto e de cheiro. Os queijos de Azeitão são daqueles aos quais me lanço, sem medos e sem pensar no “estrago” calórico. Isso são outras preocupações que para agora não interessam nada.

Continuemos, que aqui há pano para mangas, que é como quem diz também há:

# pão – ai senhores, como eu gosto de pão. Não entendo aquela máxima: ” não só de pão vive o Homem”, porque eu sobrevivia só com pão e o meu estômago estava sempre a bater palminhas de contente. Bom, claro que gosto do pão acompanhado com qualquer coisa, mas não me tirem o pão. Eu não gosto de pão eu amo pão. E aqui não sou esquisita – branco, escuro, com sementes ou sem elas. Torrado, fresco, acabado de sair. Bolas, saloio, you name it.

# vinho – ui, que bom! Quem conhece os meus gostos sabe que me rendo ao tinto aqui da zona sul. E quando acompanhado dos dois ingredientes anteriores é ficar com as papilas gustativas a erguer as mãozinhas para o céu.

Ou seja, estão reunidas todas as condições para fazer uma visita ao Festival do Queijo, Pão e Vinho. Mas se ainda tens dúvidas, há também doçaria, fruta, mel e artesanato na 23.ª edição do festival dedicado à produção da região da Arrábida. O programa inclui degustações, harmonizações, demonstrações de tosquia e ordenha, espectáculos, passeios e actividades para crianças.

E quando é? É já este fim de semana na Quinta do Anjo em Palmela. De 31 de março a 02 de abril. Sexta das 15h00 às 24h00; Sábado das 10h00 às 24h00; Domingo das 10h00 às 21h00. A entrada custa 1€.

Nós aqui temos o Festival do Queijo, Pão e Vinho.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

FestivalMusicaModerna

FINAL DO XXII FESTIVAL DE MÚSICA MODERNA É EM CORROIOS.

aplaudimos

Parece mentira, porque calha a 1 de abril a final do XXII Festival de Música Moderna. Marca já na tua agenda. E o festival tem outra paragem na margem sul – no dia 25 de março, no Cine Incrível tem uma etapa em Almada.

O festival começou em Corroios, mas atualmente já foi além fronteiras da margem sul e tornou-se um evento nacional. Mas final que é final é onde tudo começou – em “Corroios City”. Não percas pitada e vê o programa.

FestivaldeMusicaModernaCartaz

Cartaz do Festival de Música Moderna

Nós aqui temos Festival de Música Moderna.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

seixaljazz2

FESTIVAL INTERNACIONAL SEIXALJAZZ. 21 A 29 DE OUTUBRO.

ouvimos

A 17.ª edição do Festival Internacional SeixalJazz começa já esta semana. O evento ocorre de 21 a 29 de outubro no Fórum Cultural do Seixal e recebe grandes músicos nacionais e internacionais da atualidade.

O concerto de abertura, no dia 21, sexta-feira traz-nos o argentino Dino Saluzzi, uma grande figura da música de fusão – as harmonias e ritmos do jazz, música tradicional e tango com a música erudita.

No sábado o palco é da Mette Henriette, a intérprete revelação do ano passado que apresenta música com paisagens sonoras e com ambientes noturnos ou minimalistas.

seixal_jazz_2016_cartaz

Na próxima semana contamos ainda com artistas como Gonçalo Marques Quinteto, Hugo Carvalhais Grand Valis, Ricardo Toscano Quarteto e Colin Stetson no Festival Internacional SeixalJazz.

Nós aqui Festival Jazz.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

1

O SOL DA CAPARICA FOI QUENTE E BOM.

festivalamos

E outra coisa não seria de esperar neste grande festival da margem sul inteiramente dedicado à música portuguesa.

O calor fez-se sentir pelas altas temperaturas e, principalmente, pelo calor dos excecionais artistas que pisaram o palco e do não menos espetacular público que os acolheu. O Parque Urbano da Caparica é um excelente anfitrião do evento e estiveram reunidas todas as condições para que fosse excecional. E foi.

Sol da Caparica

Sol da Caparica

Fotografia Soundsgood

Sol da Caparica

Sol da caparica

Sol da caparica

Vamos contar tudo, brevemente, neste blog sempre perto de si.

Nós aqui, temos Festival Sol da Caparica.
Nós aqui, temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotos: Zito Colaço