Artigos

pote da gratidão 1

RESOLUÇÕES DE ANO NOVO! Por Helena Gonçalves Rocha

Helena

E já está! Voltámos a dar uma volta ao Sol em 365 dias, gostaram da viagem?

E temos agora um Ano Novo, fresquinho, cheio de páginas em branco preparadas para serem preenchidas com novas aventuras e descobertas.

Como é habitual no final do ano fiz uma retrospectiva do ano que passou e concluí que tenho de acrescentar ainda mais Gratidão aos meus dias, apreciar as pequenas coisas do dia a dia, a troca de sorrisos, os olhares trocados, o conforto de um abraço, o nascer do Sol, o cantar dos pássaros, o riso dos miúdos, enfim, tantas e tantas pequenas, Grandes coisas, pequenos, Grandes momentos.

E foi com este espírito que decidi aderir ao movimento do Pote da Gratidão.

pote da gratidão 1

Pote da Gratidão

E o desafio, que cá por casa já teve início, consiste em escrever “coisas boas” em pedaços de papel coloridos: objetivos atingidos, presentes surpresa, algo que nos fez rir, “aquele” momento, a beleza da natureza, memórias que valham a pena guardar, algo que nos fez sentir muito bem. Podemos fazê-lo diariamente ou semanalmente, e na véspera de Ano Novo podemos dedicar algum tempo a reler e apreciar o maravilhoso ano que acabámos de completar.  Aceitam o desafio?

Para além deste Pote de Gratidão, decidimos escrever cada um de nós as resoluções para o Novo Ano, mas desta vez com um guião igual para todos:Helena Gonçalves Rocha

Estes compromissos individuais são muitas vezes estimulantes para prosseguirmos o nosso caminho, como tenho filhos adolescentes todas as metas são altamente ambiciosas, mas pode adaptar aos miúdos mais pequenos ajudando-os a adequar expectativas e a definir metas.

Vai ver que vai valer a pena!

Preencha o seu ano de 2018 com momentos e gestos de gratidão, aprecie a Vida e estar vivo, aprecie quem ama e diga-lhe muitas vezes, não perca oportunidades! Demonstre aos seus filhos como os ama, com pequenos gestos de carinho, com o tempo que lhes dedica, nas brincadeiras e gestos diários. E já sabe…2018 é o Ano para ser Feliz!

Helena Gonçalves Rocha

Nós aqui educamos para isto.
Nós aqui temos isto!

Contactos
helenagoncalvesrocha@gmail.com
Miúdos e Graúdos, Clínica Médica
Av. Pinhal da Aroeira, Lt 562
Aroeira Shopping area Lj 18
Herdade da Aroeira
2820-566 Charneca da Caparica
TEL.: 212 977 481

1420840749_facebook-512

Fotografias: D.R.
Montagem imagem: Catarina Laborinho

FERTAGUS

FERTAGUS, SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR! Por Catarina Laborinho

andamos nisto

Andar nos comboio da Fertagus, para mim é uma constante, todos os dias o apanho até à capital para chegar ao trabalho em segurança e longe das filas de trânsito que volta e meia se sentem. Mas andar no comboio na cabine do maquinista é que foi a EXPERIÊNCIA.

Pois é, nós aqui fomos e adorámos. Não adorámos apenas a experiência em si, adorámos também conhecer o chefe de maquinistas João Teófilo, mais um verdadeiro aficcionado pela nossa margem sul.

O João Teófilo, mais conhecido por Teófilo, entrou no mundo dos comboios por mero acaso, aqueles acasos que se tornam paixão e já lá vão largos anos. Antes de chegar à Fertagus a sua carreira começou na CP e ainda miúdo, com os seus 25 anos, chega ao Porto aos comandos daquela máquina e os colegas mais velhos, habituados a ver os miúdos apenas como estagiários, perguntam-lhe “és de Lisboa não és?” o Teófilo, o miúdo espigadote que já ia sozinho até ao Porto, enche o peito e diz, “não pá!! eu, sou da Margem Sul!” – gargalhada como não podia deixar de ser. O verdadeiro quebra-gelo para uma manhã onde o Teófilo nos ia explicar como funcionam aquelas 300 toneladas de ferro e tecnologia.

Ainda no escritório o Teófilo explicou-nos como funcionava toda a mecânica de horários e afins. Escalas, traços e mais traços onde todos eles tinham uma razão ou explicação onde fez questão de nos explicar um a um. Ficámos a saber que todos os dias há um chefe de maquinistas de serviço, ou seja, disponível 24h/dia. No meio da explicação, falei-lhe num “comboio” ui… o que lhe fui dizer :) “o comboio, apenas é comboio quando tem um horário a cumprir” caso contrário para eles, e agora para mim é apenas e só, material circulante. Claro que a meio da conversa ele já falava em Comboio como nós, “material circulante” é estranho. :)

Eram 11:20 e lá fomos nós com destino a Lisboa. Entrámos num comboio que vinha de Setúbal, onde se deu uma troca rápida de maquinista, a partir daquele momento o Teófilo “agarrou” os comandos da operação.

FERTAGUS

Explicou-nos tudo, mas quando digo tudo, é TUDO mesmo. Ficámos a saber para o que serve cada botão ou pedal e o que “aquela” máquina era capaz de fazer quase que sozinha.

Durante todo o percurso reforçou que a segurança dos passageiros estava sempre em primeiro lugar. A Fertagus tem como prioridade o bem estar dos seus passageiros e o cumprimento dos horários como disse o Teófiloclients.”. Confesso que gostei de ouvir, acabamos sempre por nos sentir confortáveis por saber que quem está do outro lado pensa em nós e em todos aqueles que mês após mês compram o seu passe, tal como eu.

O percurso mais extenso, Foros de Amora, Corroios foi feito a 120km, UAU, impressionante, a rapidez daquela máquina, curiosamente, e se achavam que tinham liberdade para acelerar no carril desenganem-se, ele tem que controlar a velocidade e se não cumprir, o comboio tem a capacidade de reduzir autonomamente. Tem igualmente um botão de HM (Homem Morto) que volta e meia apita, caso o maquinista não responda, com o toque de botão ou pedal, o comboio tem a capacidade de parar a marcha sozinho. Segurança em primeiro lugar!

FERTAGUS

Finalmente chegámos ao Pragal. Aqui entra um novo elemento da equipa Fertagus, como já devem ter reparado é quem acaba sempre por promover o fecho de portas. Mais uma vez, por questões de segurança, este elemento entra para dar apoio em caso de emergência na ponte.

Todos os comboios têm umas pranchas que caso seja necessário abortar a viagem em cima da ponte, este elemento usando as referidas pranchas ajuda o maquinista a trocar os passageiros de comboio.

Mas voltando ao Pragal… Pragal = última estação. Ponte aí vamos nós.

Chegámos à ponte. Infelizmente não nos foi possível filmar, mas posso-vos garantir que a sensação é impressionante, entrar na ponte, vê-la de frente, é de cortar a respiração. O Teófilo confessou-nos que a ponte é dos lugares mais seguros, cheio de câmaras de vigilância e caso seja visualizado algum elemento estranho na mesma ou em qualquer parte da viagem eles são obrigados a comunicar, tal como nos aconteceu quando chegámos a Sete Rios que encontramos uma pessoa a passear na linha…

FERTAGUS

Mas, antes de chegarmos a Sete Rios o comboio desligou-se, como certamente já reparou… Entre os Foros de Amora e Roma Areeiro ele desliga-se pelo menos umas 3 vezes. Algo que sempre me intrigou. Porque?! A explicação foi simples e claro que fez todo o sentido. Como sabemos o comboio é elétrico, e em todo o percurso ele é alimentado por cabos elétricos iguais (quase iguais) aos que chegam até à nossa casa. Mas estando ele em movimento, o comboio vai buscar energia ao fornecedor da mesma, ou seja, imaginem que quem fornece energia até Corroios é o posto de transformação do Seixal e na chegada ao Pragal já é o posto de transformação de Almada. O fornecedor é outro, logo, o maquinista como sabe, apanha um pequeno balanço, para que quando troca de “fornecedor” não deixa de andar e rapidamente voltar-se a ligar com novo fornecedor. Achei muito curioso, sempre achei que se desligava por falha, mas não, desliga-se de propósito, porque não tem outra hipótese. Até Roma Areeiro desligou-se mais uma vez. É normal, nós passageiros é que não sabemos a razão, mas agora já sabem :) não é defeito, é feitio.

FERTAGUS

Chegámos a Roma Areeiro. O maquinista tem 7 minutos para fazer a mudança de cabine, e olhem que não é fácil fazê-lo em 7 minutos. Todos os comboios têm 2 cabines, a de condução principal e a secundária. Estas nunca deixam de o ser, o maquinista pode é estar a conduzir o comboio em qualquer uma delas.

Quando o comboio é duplo o caso é diferente pois passamos a ter 2 principais e 2 secundárias, ou seja, o maquinista irá conduzir na cabine da frente e esta por sua vez irá  “informar” o “comboio de trás” que deverá repetir as mesmas instruções.

Garanto-vos que 7 minutos é muito pouco tempo para fazerem esta alteração, sem nunca penalizar todos aqueles que estão à espera na plataforma para ir para casa ou trabalhar…

Saímos, mudámos de cabine e voilà a caminho novamente da Margem Sul.

No regresso, e a sair da Ponte, o Teófilo contou-nos uma curiosidade sobre o Túnel da Ponte, este já tinha sido construído pelo Salazar, mas aquando a construção da linha, deu-se a necessidade de construir a parte em falta do túnel do Pragal, só metade estava construido. Entre outras tantas curiosidades surgiu a duvida: “E o comboio não derrapa com chuva?” Claro que derrapa! Mas estes materiais circulantes estão preparados para libertar areia de modo a evitar que ele derrape. Curioso, muito curioso aliás, gentilmente o Teófilo, já parados, mostrou-nos como funcionava.

O nosso destino final foi Coina e como não podia deixar de ser, a nossa viagem correu calma e serenamente, como acontece todos os dias, ligando e desligando (mas agora já sabem a razão), Ponte, Pragal, Corroios, Foros de Amora e Coina. Chegámos a casa. É em Coina que se situa o “dormitório” deste pequenos grandes gigantes. Não o fomos arrumar, ele ia continuar a trabalhar e nós aqui íamos embora.

Mais uma vez, a experiência foi fabulosa, ao Teófilo, um verdadeiro anfitrião, um exemplo de competência, rigor e simpatia o nosso muito obrigado.

Nós aqui conhecemos o Teófilo
Nós aqui andámos nos “comandos” de 300 toneladas de ferro.

Obrigada Fertagus por esta viagem tão diferente.
Texto: Catarina Laborinho

FERTAGUS, LSBblog

Screen Shot 2017-12-22 at 11.21.42

Presente para mim? IMELDA’SECRET CLARO! Por Catarina Laborinho

carta ao pai natal

Depois de acabar, finalmente, mais uma saga de compras de Natal, onde a dose de paciência, espírito natalício e pachorra teve que ser levada aos limites! Chegou a hora de fazer a minha carta ao Pai Natal.

A minha carta é pequena, aliás é muito pequena, são 5 linhas apenas que fazem dela “A” carta mágica que todos os anos penduro na árvore. Sim, também escrevo uma carta ao Pai Natal. Se ainda lá em casa acham que ele existe nós também temos que fazer com que pareça que a magia continua.
Enquanto o sonho se mantiver iremos sempre alimentar esta emoção.

1# Saúde 2# Amor 3# Trabalho 4# Dinheiro 5# Imelda'Secret

1# Saúde 2# Amor 3# Trabalho 4# Dinheiro 5# Imelda’Secret

Mas voltando às 5 linhas, para mim este ano são:

1# Saúde
2# Amor
3# Trabalho
4# Dinheiro
5# Imelda’Secret

IMELDA’SECRET?! Sim é verdade não escondo de ninguém que adoro sapatos, sapatos e mais sapatos, lá em casa já têm armário próprio e tudo. As calças podem ser todas pretas, as camisas brancas ou pretas mas se os sapatos forem IMELDA é a cereja no topo do bolo.

E estes IMELDA… Sabem quando andamos meses a namorar AQUELES sapatos?!

No verão quando fui ao Show Room da Rafaela (veja aqui o artigo), levei comigo “aquele” que entrega a minha carta ao Pai Natal :) se temos acesso a ele não podemos desperdiçar não acham?!

Na altura não resisti em calça-los e dar uma voltinha em frente ao espelho. São a LOUCURA. Imaginem uns botins amarelos com o calcanhar em tigresa com laivos azuis e o apontamento da marca Imelda’Secret.

Não é preciso imaginarem mais, vejam a foto em baixo. Vá, já sei que concordam comigo… são LINDOS, agora imaginem nos pés.

 

Screen Shot 2017-12-22 at 10.39.59

Mas, onde há estes há outros modelos para quem não gosta de amarelo e prefere outras cores ou feitios.
A IMELDA tem online os modelos e tamanhos disponíveis aqui .

Faça como eu, escreva ao Pai Natal com esperança que ele leia :)

Não se esqueça que a IMELDA também tem uma linha de malas de perder a cabeça e que os homens não foram esquecidos :)

Nós aqui adoramos sapatos
Nós aqui temos Imelda’Secret

Texto: Catarina Laborinho
Fotografia: Carta do Pai Natal :) + Imelda’Secret

Imelda'Secret

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS. Por Catarina Laborinho

aderimos

Começou ontem a Semana Europeia da Mobilidade, a #mobilityweek, e nós aqui aderimos a isto. Com o apoio da Fertagus viemos para Lisboa de bicicleta. Uau!! foi A EXPERIÊNCIA. Sair de casa e colocar a bicla no carro é algo que faço muito raramente já que quando vamos andar já saímos a pedalar. Mas hoje era impossível ir até à estação, entre deixar crianças na escola e chegar ao comboio, só daria se a Fertagus me deixasse utilizar os seus balneários, porque ia chegar a pingar de suor 😉

Ontem e na próxima sexta-feira (dia 22) quem levar a bicicleta não paga bilhete, são os dias free da #mobilityweek para os adeptos de 2 rodas, com o apoio especial da Fertagus.

Sair de casa com a bicla no carro e chegar à estação é sempre uma experiência diferente. Por momentos até parecia que estava de férias… Aí férias, férias… já tenho tantas saudades tuas…

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | A partida

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | A partida

A Fertagus diariamente tem à disposição 2 carruagens para o transporte de bicicletas (uma na proa e outra na popa) mas hoje, e como a semana é especial, pudemos entrar em qualquer uma. Nós aqui entrámos na proa e numa carruagem adaptada. Estas, tanto dão para bicicletas, como carrinhos de bebé ou cadeiras de rodas. Têm uma pequena rampa e um género de “cinto de segurança” para prender os veículos. E foi assim que a minha bicla foi até Lisboa.

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | A caminho do trabalho

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | A caminho do trabalho

A chegada à capital foi pacífica, consegui com facilidade descer as escadas com ela “ao colo” e chegar em menos de nada ao escritório.

O regresso para casa, esse foi semelhante… é giro ver que há mais pessoas como eu a aderirem a esta iniciativa nesta semana especial, a #mobilityweek. Infelizmente não consigo ir de bicicleta mais vezes para o trabalho mas sempre que posso dou uma ajudinha ao ambiente. A partilhar chegamos mais longe e com este tipo de ações ou outras igualmente importantes e impactantes o mundo ao nosso redor torna-se muito melhor.

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | O regresso

#MOBILITYWEEK BY FERTAGUS | O regresso

PS. Não se esqueça que no dia 22, com a bicicleta, tem acesso direto à casa da partida no comboio da ponte.

Obrigada Fertagus pela borlix na #mobilityweek
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus

FERTAGUS, LSBblog

 

Imelda'secret

EXCLUSIVO PARA MULHERES! PARTE 2. Por Catarina Laborinho

METEMO-NOS

Já aqui falámos que há sempre “coisas” e “coisinhas” exclusivas para mulheres, ou por outro lado acessórios que todas nós adoramos e não há dia que não façam parte do nosso outfit. Falo por mim, todos os dias troco de mala, já lá vai o tempo em que tinha que combinar com o sapato e o cinto, esse “arranjo” já virou na moda e já esta meio demodé, não obstante tento sempre combinar as coisas, ou tentava até me cruzar com a Imelda’Secret.

No último artigo (reveja aqui) dei-vos a conhecer alguns dos sapatos da coleção de verão, mas hoje é a loucura das malas.

Sim, leram bem, MALAS. A Imelda’Secret lançou na passada semana a sua nova coleção de malas, e #nosAquiEstivemos lá com a embaixadora da marca, Sofia Carvalhosa.

IMELDA'SECRET

Sofia Carvalhosa & Catarina Laborinho perdidas no mundo Imelda’Secret!

Tivemos direito a apresentação privada antes de a marca “disparar” para o mercado a sua nova coleção.
Cores, texturas e mais cores foram as ferramentas escolhidas pela Rafaela para esta coleção. Nada que já não nos tenha habituado com outras coleções.
Podia continuar por aqui a adjetivar “aquelas” malas, mas nunca iria conseguir explicar-vos a beleza das mesmas.
Só para rematar, foi um dia em cheio, no meio de amigas, onde o bem estar e a risota foram os ingredientes chave de mais um dia de trabalho.

Combinações perfeitas, para dias em cheio!

Combinações perfeitas, para dias em cheio!

Nós aqui temos Imelda’secret
Nós aqui temos isto

Texto: Catarina Laborinho
Fotografia: Imelda’Secret

Imelda'Secret

 

Patrulha PataMargem Sul

O FENÓMENO CANINO NO CARNAVAL. E NÃO SÓ!

mascaramos 1

Se o ano passado não houve direito a máscaras cá em casa como contámos aqui, este ano a história não teve comparação. Houve escolha, dedicação e empenho. Tudo por culpa desse estranho fenómeno que é a Patrulha Pata. Para os mais desatentos e que seguramente não convivem com crianças pequenas a Patrulha Pata não tem nada a ver com patos (como já fui questionada), mas sim com…cães! Sim, cães. Os cães têm patas, logo temos uma patrulha de animais com patas que se juntam para resolver todo o tipo de situações. A famosa Patrulha Pata. Versão brasileira: “Patrulha Canina”.

A Patrulha Pata está para as crianças de hoje como o Dartacão estava nos nossos dias (leia-se década de 80). E aí está, mais uma vez o fenómeno canino a dar cartas e o Carnaval explora-o como se não houvesse amanhã. Até porque não sabemos mesmo o que virá substituir este fenómeno amanhã.

CaesLSBb

As semelhanças são muitas:
Nós sabíamos na ponta da língua o inesquecível:

Te-te-te-te-te-te-te-te-te. Era uma vez os três, os famosos moscãoteiros, o pequeno Dartacão e seus companheiros, os melhores amigos são os três moscãoteiros e quando em aventuras vão são sempre os primeiros…

As crianças de hoje em dia cantam de cor e salteado:
Patrulha pata, patrulha pata a salvar o dia… não me peçam para cantar mais, porque é isto que me interessa. Na verdade a Patrulha Pata salva o dia dos pais. Quando a comida está difícil de acabar decidimos dar uma colher a cada um dos membros da patrulha e acreditem que são muitos cães, por isso dá para acabar tudo. Quando se desesperam à espera de alguma coisa, lá está, a patrulha pata entra em ação (é só abrir o youtube) e a magia acontece. Ficam anestesiados. Já sei que estão a pensar, que não se devemos ser dependentes da tecnologia e isso não é bom para as crianças e blá, blá, blá. É um facto, mas uma ótima ajuda em desespero de causa. E, nem sempre, nem nunca!

A diferença para o nosso tempo é que nós não tínhamos o poder da escolha de ouvir/ver os episódios quando queríamos, mas os sábados e domingos de manhã era uma garantia de sossego para os nossos pais.

São estes fenómenos caninos que salvam gerações. Mais uma vez, a prova de que os cães são os nossos melhores amigos.

Nós aqui e aqui já lhe demos sugestões de Carnaval na margem sul, por isso resta-nos desejar um Bom Carnaval!

Nós aqui, temos máscaras.
Nós aqui, temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

Margem Sul

O QUE É ISTO DE SER DA MARGEM SUL? #2

gostamos 1

Lançado o desafio de conseguirmos responder ao repto: “O que é isto de ser da margem sul?” que lançámos aqui, e estamos a adorar as vossas respostas, partilhamos a da Mónica que há que ter fair play e sentido de humor. Passemos a citá-la:

Olá boa noite!
Primeiro que tudo, gargalhei à brava com a imagem! Em segundo, compreendo perfeitamente a razão deste post e vou dar o meu ponto de vista. Também sou emprestada da Margem Sul, embora há (já?!) 20 anos e não a troco por nada! E por favor não me levem a peito, pois vou generalizar e a quem não servir a carapuça, não a enfie.
O pessoal da margem sul:
1. Quando entras, por exemplo, num café, todos te olham de cima abaixo;
2. Quando dizes “eu sou de Lisboa”, tens um sotaque estranho;
3. Faz a Vasco da Gama a 300km/h e gaba-se disso (ok, isto talvez podemos generalizar ao tuga comum);
4. Faz “xuning” a fiats uno e opels corsa de 1990’s;
5. Mesmo que não tenha “xuning” circula em modo discoteca ambulante, usualmente com kizomba ou rap;
6. Compara a Festa do Avante ao Rock in Rio;

São só alguns pontos que me lembrei, espero ter sido esclarecedora :)

 

Mónica Amaral Antunes

Mónica, sim, foste muito esclarecedora. Gostei particularmente da última, porque na verdade acho que estão na mesma liga. Ahahahaha!

E para vocês? O que é isto de ser da Margem Sul? E ainda acrescento mais uma pergunta ao desafio: “Até onde vai a Margem Sul”? Ah, pois é bebés! Esta é para queijinho. Mas tenho para mim, que a Margem Sul é como o Natal. É até onde o Homem quiser. E para mim, vai até ao Algarve. Tenho dito.

Nós aqui temos esta cena de ser da margem sul.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Imagem de capa: Página “Kiss kiss bang bang”

ObrigadaLSBb

O BLOG DA MARGEM SUL SOBE 4.365 POSIÇÕES…

agradecemos isto 1

O dia é de surpresas. Umas boas, outras assustadoras. O Donald Trump ganhou as eleições e o Lisbon South Bay blog subiu nos últimos 15 dias 138% no ranking dos Blogs de Portugal. Desde que nascemos que definimos que o nosso caminho era o das boas novas, das coisas boas que acontecem aqui. Somos o palco do que melhor acontece aqui, na nossa margem sul. Por isso é nestas notícias que vamos falar.

Temos o orgulho e o prazer de partilhar convosco a ótima notícia dos “Blogs de Portugal” – um ranking que monitoriza a Blogosfera, medindo as audiências e apresentando estatísticas. O Lisbon South Bay blog nas últimas duas semanas fez uma grande escalada no ranking e subiu 3 dígitos na categoria “outros”, o que equivale a uma subida de 4.365 lugares no ranking da blogosfera com milhares de blogs. Uhhhh. Yeahh! Ce-le-brating…

BlogsdePortugal2 BlogsdePortugal3

Estamos muito contentes e mais do que querermos partilhar esta boa nova, queremos agradecer-vos. MUITO OBRIGADA pela vossa confiança e parceria neste projeto. Obrigada aos nossos clientes, aos nossos parceiros, à nossa família e aos nossos amigos, às ilustres figuras da margem sul que colaboram connosco e, principalmente, a vocês, aos nossos leitores/seguidores, que nos acompanham, partilham, apoiam e que nos ajudam a descobrir o que aqui temos de verdadeiramente bom na margem sul. Obrigada também aos que nem sempre estão de acordo, aos que ajudam a construir, aos que se manifestam, aos que não se manifestam, aos apreciam sem se pronunciar e aos que estão aí ou nem aí.
Obrigada, este projeto sem vocês não seria possível, por isso ele é tanto nosso como vosso.
Continuem dess(t)e lado, que nós aqui também cá estamos. No lado sul, o lado bom da vida.
thankyou
Nós aqui, subimos 4.365 posições no ranking dos Blogs de Portugal.
Nós aqui, temos isto.
Texto: Marlene Gaspar
Foto: Sapo
Fonte: Blogs de Portugal
ANJOS+TEAM

ENTREVISTA COM #ANJOS

#NOSAQUI 1B

com ANJOS

Nelson e Sérgio Rosado, nascidos em 1976 e em 1980, a.k.a. os Anjos. Cedo tiveram o sonho da música, entrando para a Academia da Música aos 7 anos respectivamente.

Actuavam em bailes e festas populares, sendo conhecidos nesse tempo como os “Irmãos Rosado”.

Em 1996 participam no programa “Lugar aos Mais Novos” da Rádio Renascença onde são vencedores e voltam a conquistar o primeiro lugar, no ano seguinte no programa “Casa de Artistas” da RTP. Nesse ano entram para o grupo Sétimo Céu que apesar de ter tido alguns sucessos acaba por terminar em 1998.

Em 1999 a dupla surge com um novo nome: Os Anjos. Desde então têm somado bastantes sucessos e feito muitos concertos por todo o país.

Lisbon South Bay blog foi ao seu encontro, no Sana Sesimbra Hotel em Sesimbra onde com eles falamos neste blog.

Vamos ouvir… isto!

Fotografia: Joel Reis
O Lisbon South Bay Blog agradece ao SANA Sesimbra Hotel

SANA_EXCELLENCE_SESIMBRA_Cmargens