Artigos

Familia

FÉRIAS DAS FÉRIAS É NA MARGEM SUL E EM BOA COMPANHIA.

gostamos 1

Se há coisa boa, mesmo boa, são as férias. Se há coisa menos boa nesta coisa boa, mesmo boa é o período de tempo das férias. É como o fim-de-semana. É sempre curto. Sabe sempre a pouco. Ficávamos sempre mais tempo.

Uma pessoa esfalfa-se a trabalhar para curtir este período como se não houvesse amanhã, e ele passa com uma grande vitesse. Mas, sem pressão. E com a puta da lanzeira. E com tudo e tudo o que se tem direito. Mas, ainda assim, ficavamos sempre mais tempo.

Terminado este curto período de férias fica aquela sensação de verdadeiro…cansaço! É aquela sensação de é tão bom, não foi? Talvez a isso se deva parte do encanto, mas é mais, é muito mais que isso. O período de férias é com os nossos. É estar ali 24 sobre 24horas a dar e a receber miminhos, intercalados com ralhetes (de parte a parte, que os 24 sobre os 24 também puxa alguma impaciência, mas sobre esse tema vou deixar para outras núpcias). A verdade é que férias com 2 crianças pequenas são uma alegria e sinónimo de alguma preocupação. E à medida que vão crescendo e ganhando a independência, acaba por facilitar alguma logística (banhos, comidas e afins), por um lado, mas redobra-se o estado de alerta.

O que têm de giras e fofas têm de “sacanas” endiabradas. Por minha vontade andavam com uma trela, mas diz que não fica bem! E, lá vai uma pessoa enervando-se de 5 em 5 minutos e a ter pequenos AVC’s assim que a nossa vista não as alcança. Se o sol envelhece a pele e aí já estou preparada com todos os cremes de factor 50 para cima, sabendo que onde nunca vou ficar verdadeiramente escura como nos tempos de outrora, a camada de nervos que se instala com este desgaste de preocupação, também não deve contribuir para eu caminhar para nova! Irra.

Mas, são melhores dias do ano. Os mais compensadores. Aquela coisa de papo para o ar e dolce fare niente, meus amores, passa por aqui, muito ao lado. Nós aqui, é mais toalhas cheias da areia, e de 2 em 2 segundos a ouvir qualquer coisa como:

– Mãe, quero ir à água!

– Mãe, quero fazer xixi!

– Mãe, quero uma bola de Berlim!

– Mãe, o que é que trouxeste para comer?

– Mãe, vem fazer castelos!

– Mãe, mãe, mãe, mãe…E esta azáfama “me deixa louca”, mas de coração cheio. E não há nada melhor do que isso. Um coração cheio e a transbordar. Mas não há bela sem senão, isto faz com que assim que chegue, precise de férias, das férias. Como ainda não há escola, os avós ficaram com a batata quente, e nós aqui em casa, já estamos no batente, mas sem a criançada sentimo-nos em férias, das férias. Na chegada, tirámos o feriado para ficar de papo para o ar na nossa Costa da Caparica com um almoço também em família e com quem é bom estar. E o que mais se pode pedir?

Familia

Da esquerda para a direita: Rui, Carla, Paulo e euzinha

Nós aqui temos férias das férias.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Lisbon South Bay blog

Seixal

SEIXALANDO. #1 – Hoje escolhemos os Flamingos

Vamos a isto

Já sabemos que a Baía do Seixal é linda, mas ela está a ficar como o vinho. Cada vez melhor. São vários os pontos de atração e que alguns já falámos aqui como o primeiro Parque Aquático Sazonal em Portugal, a Mundet renovada, a nova ponte pedonal, etc, etc. Os argumentos são muitos e vamos dar-lhes espaço e voz para ir conhecendo um novo Seixal, pois não é à toa que as grandes estrelas do futebol e do mundo artístico (diz-se que a Madonna também cá esteve) andam por aqui.

BaiaSeixalLSBb

Hoje falamos de algo que está muito na moda – os flamingos. Se gostas deles em formato bóia, como padrão do fato de banho, ou na camisa de moda, o que me dizes de vê-los ao vivo e a cores na Baía do Seixal?

A Baía do Seixal está inserida no estuário do rio Tejo e está classificada como Reserva Ecológica Nacional, a Baía e respetivas frentes ribeirinhas integram uma área húmida da maior importância a nível nacional e europeu, pela sua elevada biodiversidade e excecional qualidade paisagística.

FlamingosBaiaSeixal

Flamingos “ao vivo e a cores”

A Baía do Seixal apresenta um património biológico importante, nomeadamente no que diz respeito ao ecossistema aquático e às suas margens. A melhoria ambiental que se tem verificado nos últimos anos, permite antever um elevado potencial do local para albergar comunidades biológicas ainda mais enriquecidas.

E por isso no sapal de Corroios temos uma enorme riqueza ornitológica e fauna aquática. Este local serve de pouso temporário para muitas aves migratórias, como o flamingo, o alfaiate, o perna-longa, a garça e o pato-bravo, que aqui procuram alimento e abrigo. O Sapal de Corroios funciona também como viveiro natural para diversas espécies de moluscos, crustáceos e peixes.

Então que tal ires “Seixalando” por aqui, para começar?

Nós aqui temos uma Reserva Ecológica Nacional.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotos: CM Seixal e Lisbon South Bay blog

Festival Nautico

1º FESTIVAL NÁUTICO NO SEIXAL. 23 junho a 2 julho.

navegamos 1

O primeiro Festival Náutico do Seixal começa já amanhã. E não há nada como experimentar coisas pela primeira vez. Tem o encanto de não saber ao que se vai, pelo menos, de já lá se ter ido, porque nós aqui, contamos o que está previsto acontecer. O resto é contigo e com os demais que lá estarão. Vão haver caravelas, feira de artesanato, gastronomia e fumeiro, workshops, embarcações e muita animação, ora vê:

Programa
23 de junho, sexta-feira

16.30 horas (*)
Chegada da caravela Vera Cruz com grupo de jovens do município (treino de mar)
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

24 de junho, sábado

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 11 às 13 horas
Rota do Bacalhau, a bordo da embarcação tradicional varino Amoroso
Partida do Terreiro do Paço, Lisboa

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

25 de junho, domingo

Das 9.30 às 12.30 horas
Circuito Património do Seixal
Ponto de encontro: Posto Municipal de Turismo do Seixal

Das 10 às 20 horas
Workshops de pintura e construção de miniaturas de embarcações tradicionais
Junto à sede da Associação Náutica do Seixal

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

16 horas
Desfile de embarcações tradicionais e de recreio
Baía do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

26 e 27 de junho, segunda e terça-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

28 de junho, quarta-feira

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

29 de junho, quinta-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

30 de junho, sexta-feira

Das 10 às 19 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 20 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

1 de julho, sábado

Das 10 às 22 horas
Visitas públicas e gratuitas à caravela Vera Cruz
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 14 às 17.30 horas
Circuito Património do Seixal
Ponto de encontro: Posto Municipal de Turismo do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

2 de julho, domingo

Das 10 às 20 horas
Workshops de pintura e construção de miniaturas de embarcações tradicionais
Junto à sede da Associação Náutica do Seixal

16 horas
Saída da caravela Vera Cruz com grupo de jovens do município (treino de mar)
Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal

Das 18 às 24 horas
Feira de Artesanato, Gastronomia e Fumeiro
Jardim do Seixal

(*) Previsão, dependente das condições de navegação no Estuário do Tejo.

Fonte e foto: CM Seixal
Texto: Marlene Gaspar

Bombeiros

GRATIDÃO. MUITA GRATIDÃO.

agradecemos 1

Gratidão. Foi a palavra que Marcelo Rebelo de Sousa elegeu hoje para todos os combatentes que estão há dias a travar uma batalha que não está concluída. Gratidão é o que sinto e torna-se ainda mais relevante face à impotência que também aqui bate forte. Obrigada, muito obrigada. Força, muita força. Coragem, muita coragem.

A Equipa dos Bombeiros Voluntários Setúbal seguiu para Pedrógão Grande junta-se a muitas corporações de todo o país, com um mensagem que nos diz que não podíamos estar em melhores mãos: “Podemos não Voltar mas vamos”.. com determinação fazer o melhor que sabemos”.

BombeirosSetubal

Heróis de Setúbal

Voltem. Voltem depressa, por missão cumprida.
O vosso empenho não tem limites, a nossa gratidão também não.

Bem-hajam.

Portugal tem Bombeiros que fazem a diferença.
Portugal tem isto.

Texto: Marlene Gaspar
Foto: Pedro Brás

ArraialSeixal

AS FESTAS POPULARES DO SEIXAL SÃO LINDAS. 23 de junho a 2 de julho

gostamos

Ninguém para os arraiais da margem sul, olé, oh. Ele é o de Almada, o da Verdizela e agora temos as Festas Populares do Seixal que começam este sábado e vão até ao próximo mês, mais propriamente até 2 de julho.

O Programa das Festas é variado. Ele é música em dois palcos, ele é desfile de marchas populares (o Seixal é que é), ele é animação de rua, ele é Feira do Artesanato, Gastronomia e Fumeiro, ele é atuação de ranchos folclóricos do concelho. Se não gostaram de festarola, não vão fujam destas bandas, porque tédio não vai acontecer.

Dia 23 de junho, sexta-feira

21.30 horas
Marchas Populares das escolas do 1.º ciclo do ensino básico
Rua Paiva Coelho e Palco 1

De 23 de junho a 2 de julho

I Festival Náutico Baía do Seixal
Visitas gratuitas à caravela Vera Cruz, workshops, circuitos, passeios e desfile de embarcações tradicionais
Ver programa específico.

Dia 24 de junho, sábado

15 horas
Transmissão do jogo Portugal-Nova Zelândia
Palco 1

18.30 horas
Seixal Smart Cities
Stande institucional da Câmara Municipal do Seixal

19 horas
Noite da Sardinha Assada
Em todo o espaço das festas, oferta de sardinhas

22 horas
Anjos
Palco 1

Nelson e Sérgio Rosado

Anjos | Nelson e Sérgio Rosado

Sarau Dança do Clube Campismo Luz e Vida
Palco 2

Grupo de Folclore Estrelinhas do Sul
Palco 3

Dia 25 de junho, domingo

16 horas
Desfile Náutico de Embarcações Tradicionais e de Recreio
Baía do Seixal

22 horas
Alcoolémia
Palco 1

Grupo Coral e Instrumental Os Flamingos
Palco 2

Rancho Folclórico Andorinhas do Pinhal (a confirmar)
Palco 3

Dia 26 de junho, segunda-feira

Escola de Rock do Seixal, apresenta Rock Rendez-Vous
Palco 2

Dia 27 de junho,  terça-feira

22 horas
Noite Hip Hop Com Malabá
Palco 1

Espetáculo com Mário Barradas e Amigos
Palco 2

Dia 28 de junho, quarta-feira

22 horas
Dengaz
Palco 1

Marcha populares das coletividades e baile popular de S. Pedro
Palco 2

Dia 29 de junho, quinta-feira

8 horas
Marcha das Canas 

18 horas
Procissão Solene em Honra de São Pedro

FestasSeixal

22 horas
I’m a Rock Star
Palco 1

Banda Filarmónica da Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense
Palco 2

Dia 30 de junho, sexta-feira

22 horas
Banza
Palco 1

Espetáculo com Jean Cremona
Palco 2

Rancho de Danças e Cantares de Vale de Milhaços
Palco 3

Dia 1 julho, sábado

22 horas
Herman José
Palco 1

ncontro de Ranchos Folclóricos 
Palco 2

Dia 2 julho, domingo

22 horas
António Zambujo
Palco 1

Banda Filarmónica da Sociedade Filarmónica União Seixalense
Palco 2

Palco 1 – Parque da Quinta dos Franceses
Palco 2 – Largo da Igreja
Palco 3 – Jardim do Seixal

Nós aqui temos Festas Populares do Seixal.

Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia Anjos: Joel Reis

Margem sul

CONSEGUIMOS CONVENCER A MADONNA A MORAR NA MARGEM SUL?

gostamos 1

Este vídeo chegou-me por diversas fontes e com a “exigência” de o passar aqui no blog, sob pena de ser insultada se não fizesse. Provavelmente também vou ser insultada por fazê-lo, mas como este espaço é vosso, os vossos pedidos são ordens. #QSFD 

O intuito é mostrar à Madonna porque seria bom mudar-se para a margem sul. O vídeo é da responsabilidade do Batáguas ou lá o que isso e mostra de forma divertida (para não dizer outra coisa) características únicas da margem sul, mais precisamente Almada. O vídeo traz-nos ilustres e reconhecidas figuras da margem sul à apelar à vinda da Madonna. Palavras para quê?

Nós aqui temos argumentos para viver na margem sul.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Vídeo: Batáguas ou lá o que isso é

 

Trafaria LSBb

TRAFARIA COM PROVA – VINHOS E PETISCOS. 2 a 4 de junho

degustamos

O Passeio Ribeirinho da Trafaria recebe a segunda edição do Trafaria (Com)Prova – Vinhos e Petiscos à Beira Tejo. São mais de 30 produtores nacionais, provas comentadas, cruzeiros vínicos no Tejo, exposições, animação de rua e petiscos dos restaurantes da Trafaria.

Ou seja, junta-se o melhor dos 3 mundos: comer bem, beber ainda melhor e estar numa bela localidade da margem sul – a Trafaria. A entrada é livre, por isso é só reservar na agenda:

Vinhos & Petiscos

Nós aqui temos vinhos e petiscos.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar

MadonnaComporta

DIZ QUE A MADONNA ANDOU PELA MARGEM SUL

gostamos 1

Não se fala noutra depois da conquista do tetra (desculpem não resisti, que ainda aqui não tinha manifestado tamanha felicidade – o Benfica lá nos deu mais um título e mais uma alegria), mas voltemos ao tema que aqui nos trouxe. A Madonna esteve (ou ainda está, não sei!) em Lisboa e não resistiu a vir dar uma perninha à margem sul.

Sim, a conhecer este mundo e o outro a estrela da pop sabe o que é bom, e por isso não se perde. Onde é que ela veio pedir para o seu filho dar uns toques na bola, onde, onde? No centro de estágios do Seixal, mais conhecido por Caixa Futebol Campus. É toda uma emoção. Diz-se também que ela passou ali na praia do Seixal – que fica ali à beirinha do campus. É isso mesmo Madonna, vamos lá pôr um pezinho que a malta daqui sabe aproveitar todas as abébias que as praias dão. Nós aqui, também lá vamos.

PraiadoSeixal

Nós aqui na praia do Seixal

Mas, as perninhas da Madonna não ficaram só pelo Seixal, outro destino de eleição aqui da South Bay foi a Comporta, para uma boa praia, um bom almoço, uma boa viagem cavalo. A escolha dificilmente seria melhor, mas quem sabe, sabe. E a Madonna é que sabe.

MadonnaLSBb

Madonna és sempre bem-vinda, nós aqui gostamos de ter por cá. Madonna, you rocks!

Nós aqui, temos a visita da Madonna.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotos: Instagram Madonna

PraiadeALburrica

“MARGEM SUL DO TEJO PREPARA OFERTA DE QUASE 1000 QUARTOS”

gostamos 1

A Alda Martins no Expresso escreve um artigo com boas notícias para a margem sul. Nós aqui não quisemos deixar de o partilhar.

Vários municípios da margem sul do Tejo estão a preparar-se para aumentar a oferta hoteleira. Entre os projetos em curso e os que ainda necessitam de financiadores são quase mil quartos que podem ficar disponíveis para receber turistas em Almada, Seixal, Alcochete e Montijo nos próximos anos.

O arranque das obras no âmbito projeto Lisbon South Bay — que contempla áreas em Almada, Seixal e Barreiro com vista à reabilitação do Arco Ribeirinho Sul — e o aeroporto, cuja localização prevista é o Montijo, serão determinantes para que esta oferta se materialize.

A visão turística do presidente da Câmara do Seixal contempla vários hotéis, alojamento local, a construção de uma ponte pedonal de ligação ao Barreiro (um projeto conjunto dos dois municípios) e a aposta na náutica de recreio.

É na baía do Seixal que o autarca deposita mais expectativas. “Queremos que constitua um espaço turístico, de lazer e recreio”, disse ao Expresso Joaquim Santos. Acresce a Península — Pontas dos Corvos — que é uma zona ecológica e a “única praia fluvial virada para Lisboa”. Com os problemas na água, provocados pela construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Almada, quase resolvidos, o autarca acredita que em dois anos terá novamente classificação de qualidade balnear.

“Acho que neste espaço temos a possibilidade de desenvolver um eco resort com um centro de desportos náuticos.” Um projeto no qual o Campismo de Lisboa já manifestou interesse.

 

 

PropostaHotelaria

 

Já na antiga seca do bacalhau está em fase de licenciamento, por parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), um hotel do grupo Salvador Caetano.
“Qual é o hotel em Lisboa onde você chega de barco? Este será o primeiro.” Sem revelar o nome, o autarca assegura ainda que há um grupo interessado na construção de um outro hotel na antiga fábrica corticeira Mundet, onde já existe um restaurante.

Quem também anda à procura de um parceiro para o hotel na herdade Monte Verde é o grupo Silveira (SIL). Acresce o desejo de construção do hotel Benfica, junto ao centro de estágio do clube no Seixal: “Só falta um investidor.” E projetos de menor dimensão como o hotel do Largo dos Restauradores.

Seguindo pela margem sul do rio em direção a norte, a 33 quilómetros do Seixal, encontramos Alcochete. O presidente da Câmara, Luís Miguel Franco, é mais um descontente com a localização do futuro aeroporto no Montijo, que assegura não estar fechada. Desde 2001 a população de Alcochete passou de 12 para quase 19 mil habitantes.

Com uma frente ribeirinha de cerca de 11 quilómetros, a aposta no turismo também se tem intensificado. “Nos últimos anos estamos a transformar os visitantes em turistas — criando condições para que pernoitem, pelo menos, uma noite.”

Desde 2015, apesar do patamar ainda ser incipiente, houve um crescimento de turistas de 21% e um incremento muito grande de visitantes, que fazem com que a principal atividade no centro histórico seja a restauração.

Um crescimento que justifica mais oferta de alojamento no município, como o resort Praia do Sal, “que também permite requalificar parte da zona ribeirinha” e está em fase final de construção. E o hotel de turismo rural Barroca d’Alva.

Mesmo ali ao lado, no Montijo, o presidente da Câmara Nuno Canta tem uma posição diferente sobre o aeroporto: será construído na base aérea nº 6 e o sector hoteleiro já sondou a Câmara, concretamente o grupo Accor, que detém as cadeias, Ibis, Novotel, Mercure, & Sofitel.

Voltando a caminhar no sentido da foz do Tejo, a meio do caminho entre Almada e Montijo, encontramos o Barreiro. O cariz historicamente industrial da cidade retira-lhe potencial turístico. Menos assim o presidente da Câmara, Carlos Humberto de Carvalho, acredita que é possível atrair turistas para a cidade.

“Temos um património industrial único no país, apesar de muito abandonado”. São sete moinhos, de vento e maré, na zona de Alburrica que a Câmara quer recuperar. Além disso, “comprámos uma quinta de 12 hectares na zona ribeirinha, a do Braamcamp — antiga plantação de amoreiras para a criação do bicho-da-seda — por €3 milhões, e queremos potenciar os espaços urbanos, a frente de rio e as atividades náuticas”. As obras são para começar já este ano até porque, à semelhança dos moinhos, há fundos comunitários envolvidos. “É indispensável olhar para a região como uma cidade de duas margens, em que o Tejo é assumido como elemento motor do desenvolvimento”, refere.

Neste sentido, a Câmara resolveu recriar a “Muleta”, uma embarcação tradicional dos pescadores do Barreiro de há 100 anos e que servirá para transportar turistas entre as duas margens do rio. Ao lado, no Seixal, a embarcação o “Varino” está a testar a mesma ideia desde 22 abril.

Em Almada, o primeiro hotel projetado para a “Cidade da Água” continua como todo o plano Lisbon South Bay, à espera do Governo.

Texto: Alda Martins in Expresso

IMG-20170509-WA0006

VIAJAR COM A FERTAGUS AGORA É MAIS FÁCIL

METEMO-NOS

Quem segue o nosso Instagram já reparou  que desde terça feira está disponível uma nova APP para quem anda no comboio da ponte. Eu, utilizadora assídua deste meio de transporte não podia deixar de reparar, tanto na publicidade como nas meninas simpáticas que nos explicavam como funcionava a aplicação.

APP Via Verde Transportes

Simples, tão simples que já aderi ao serviço.
E como funcionam perguntam vocês?

Primeiro temos que ter a APP Via Verde Transportes descarregada no nosso smartphone (Descarregue a APP na Apple store ou na Play Store) o leitor de  QRCode já está disponível na própria aplicação.

Depois de efetuar o registo na Via Verde Mobile em simples 3 passos, consegui comprar o meu passe da Fertagus.  Como deixo a renovação sempre para a última, com a nova APP Via Verde Transportes e com a possibilidade de renovação automática, já não tenho que me preocupar com filas que todos nós conhecemos tão bem :) assim sobra mais algum tempo para nós e menos stress. Só vantagens!!

APP Via Verde Transportes

O serviço combinado com o Parque de estacionamento ainda não está disponível (ouvi dizer que até ao final do ano vai ser um 2 em 1) mas com a ajuda de um colaborador Fertagus acabei por renovar o mesmo na máquina. Simples, muito simples.

Para os utilizadores pontuais deixam de ser necessários os típicos cartõezinhos verdes que temos aos pares na carteira e que só ocupam espaço e volume. UFA, menos uns! Com a APP basta iniciar e terminar a viagem e ela calcula automaticamente o melhor preço e ainda nos dá a possibilidade de ter descontos.

APP Via Verde Transportes

Importante, importante é saberem que temos que ter sempre o GPS ligado no nosso telemóvel para que a APP saiba onde estamos e ter atenção em “terminar” para calcular o valor da mesma. A viagem será descontada na nossa conta da Via Verde. Caso tenhamos um encontro imediato com aqueles senhores vestidos de azul, o chamado Fiscal, também é fácil, basta dar-lhe a ler o código QRcode e voilà!! TOP!!.

A APP também está disponível para os clientes dos autocarros Sulfertagus.

No início pode parecer “estranho” mas que nos vem facilitar a vida, lá isso vem e de que maneira. Cada vez mais o nosso smartphone é uma ferramenta essencial do nosso dia-a-dia, e esta APP vem sem sombra de dúvidas facilitar a vida aos mais distraídos com as datas, EU :)

Nós aqui já temos a nova APP Via Verde Transportes
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
O Lisbon South Bay Blog agradece à Fertagus

FERTAGUS, LSBblog