Artigos

RIVERGURARA, SESIMBRA

NÓS AQUI, FOMOS A SESIMBRA… mergulhar

gostamos

Quando os primeiros raios de sol aparecem #nosAquiGostamos de recuperar as energias que andam escondidas devido ao frio do inverno. Já o Alberto dizia numa das minhas idas à numerologia (leia aqui o artigo) que eu precisava do mar para as carregar. Verdade ou não, o facto é que faz toda a diferença e este fim de semana foi em cheio.

No sábado, a convite da Cipreia (escola de mergulho de Sesimbra) voltei à água. Há mais de 10 anos que não sabia o que era mergulhar em água fria. Nos últimos anos tenho conseguido fazer os meus mergulhos em águas quentes com temperaturas a rondar os 26°, e que bem que sabem…. mas este sábado em Sesimbra, a água estava a 12º… Brrrrr que frio, ainda assim voltar a mergulhar “entre amigos” vale sempre a pena!

Fomos visitar o cargueiro nigeriano River Gurara com os seus imponentes 175 metros de comprimento. O River naufragou depois de bater violentamente contra o Cabo Espichel na madrugada de 26 de fevereiro de 1989.  Lembro-me lindamente de ver nas notícias este acidente, nunca pensei foi que tantos anos depois ia ser um lugar de eleição nas minhas aventuras subaquáticas e um dos destinos de mergulho mais procurados de Sesimbra.

RIVER GURARA, JOÃO SÁ PINTO

RIVER GURARA | POPA | by JOÃO SÁ PINTO

Saímos do porto de Sesimbra eram 9 em ponto. Neste desporto não há margem para atrasos, como também não há com a SURF PRO SurfSchool, que já vos conto a seguir, às 8 foi a hora marcada na Cipreia com a Tiziana, a responsável pelo centro de Sesimbra. Temos 50 minutos para por a conversa em dia, arranjar equipamento, vestir e ir para o barco. Às 9 horas zarpámos para o River. A viagem proporciona-nos cerca de 30 minutos de paisagem maravilhosa e uma paz quase indiscritível, do melhor que se pode ter numa manhã de sábado, acompanhado pelo briefing que nos é dado pelo Jorge Pinto (Assistente Instrutor PADI). É nesta altura que informamos quem é o nosso buddie, e o meu foi o Luís, o divertido e bem disposto Luís.

RIVERGURARA, SESIMBRA

Finalmente chegamos ao River, o nosso mergulho iria ser na popa que fica a aproximadamente 25 metros de profundidade.

Mal caímos na água encontrámos a caldeira e o hélice, infelizmente têm vindo a degradar-se ano após ano o que é normal, mas as características destes destroços são ótimas para abrigar várias espécies pouco habituais nas águas de Sesimbra, Safios, Sargos, Santolas, Lavagantes, Polvos, etc… O River tem de tudo um pouco. A visibilidade estava razoável, confesso que os últimos mergulhos que fiz tive visibilidade de 30 metros, mas isso é muito raro termos por cá, e a temperatura, como costumo dizer, estava boa para beber, mesmo assim consegui fazer um mergulho de 38 minutos entre as admiráveis espécies marinhas que já referi, verifico o manómetro (o manómetro de pressão serve para nos informar quanto ar temos na garrafa) cheguei aos 100 bar de pressão, hora de avisar o meu companheiro de mergulho que tinha meia garrafa, aproveitei também para lhe dizer que tinha frio :) Não nascemos para sofrer portanto quando o frio já se entranha chega a hora de subir, mas tal como era de esperar diverti-me IMENSO.

RIVERGURARA, SESIMBRA

No caminho aproveitamos sempre para contar uns aos outros o que vimos lá em baixo e na chegada ao centro, tinha à minha espera o melhor pequeno-almoço que podia desejar, na verdade não passava de um bolo que o Tiago me foi levar, mas aquela hora parecia o melhor manjar dos deuses. Parei 5 minutos, ainda de fato vestido e gelada para apreciar a vista. A Cipreia fica no mesmo edifício do Clube Naval com uma vista deslumbrante sobre a Marina e a vila de Sesimbra. Estes foram sem dúvida os ingredientes principais para virar a página a mais uma experiência subaquática a repetir.

Claro que num dia em Sesimbra aproveitamos sempre para almoçar naquele restaurante de eleição, ir beber café àquela esplanada com vista para o mar, e rever a vista ao Castelo. Resumindo, chegamos eram 08:00 horas e saímos de Sesimbra com o pôr do sol. Mas valeu! e se valeu!! Sesimbra é um refúgio brutal e foi um dia em cheio.

No Domingo, o Pick Up foi ás 10, sem atrasos, na Praia do Norte com a SURF PRO SurfSchool, mas este dia vou deixar para vos contar para a próxima, até lá divirtam-se e aproveitem ao máximo, e desfrutem do melhor que a Margem Sul tem para nos oferecer :).

Nós aqui fomos mergulhar a Sesimbra.
Nós aqui temos isto.

Agradecimentos: Um agradecimento especial à Cipreia por me ter proporcionado, mais uma vez, um maravilhoso mergulho no River :) Obrigada Tiziana o seu semi-seco ajudou a ter menos frio :)  Obrigada Sá Pinto, o desenho fez toda a diferença, e mesmo longe chegou a tempo 😉 Obrigada Jorge Pinto, as fotografias ajudaram na ilustração deste artigo :) Obrigada Luís, foste um buddie à altura :) Obrigada Tiago, aquele bolo fez toda a diferença :)

Texto: Catarina Laborinho
Fotos: Jorge Pinto e LBBblog
Ilustração: João Sá Pinto

SONY DSC

CONCURSO DE FOTOGRAFIA SUBAQUÁTICA EM SESIMBRA. 6 MARÇO. 17 ABRIL. 28 MAIO.

MERGULHAMOS 1

Gosta de fotografia e de mergulho? E captar imagens no cenário subaquático? Se sim, este concurso é para si.

Sesimbra vai ser palco de diversas competições de fotografia subaquática para quem quer eternizar os momentos únicos num cenário que nem todos temos o privilégio de conhecer. Por isso, esta prova é tão importante para quem participa e para quem poderá apreciar o trabalho realizado. E, nós aqui, temos o prazer de receber essas provas.

As provas têm a duração de um dia e são independentes entre si, com classificação e troféus próprios. Isto significa que os participantes podem competir em todas eles, aumentando as probabilidades de ganhar e criar um portfólio vasto e de cortar a respiração.

mergulho

No final de todas as provas, será gerado um Ranking Haliotis Adventure 2016, para o qual entram todos os participantes do corrente ano, dando origem a prémios adicionais no valor de 3.000€ e distinguindo-se dois escalões:

Classificação Geral – Todos os participantes em cada uma das provas realizadas, verão as suas pontuações convertidas em percentagens e somadas, dando origem a esta classificação geral, com prémios para os três primeiros.

Novos Talentos – De entre todos os participantes, aqueles que nunca foram premiados em nenhum escalão das anteriores edições de provas da Haliotis, nem em qualquer outra competição nacional ou internacional, terão acesso direto a uma classificação à parte e prémios próprios.

mergulho

Nota – Cada participante apenas poderá ser premiado num dos escalões, que será aquele que lhe der o prémio de maior valor.

Esteja atento à data das provas e “meta água” nas suas provas fotográficas. Nós aqui, temos todo o gosto em recebê-las e partilhá-las. Ou não fosse a Catarina uma grande fã de práticas de mergulho e de fotografia.

Calendário

6 – Março – Haliotis Pool Adventure

17 – Abril – Haliotis Sesimbra Adventure (Ponderação 100% Ranking FPAS)

28 – Maio – Haliotis Night Adventure (Ponderação 90% Ranking FPAS)

17 – Julho – Haliotis Berlenga Adventure (Ponderação 100% Ranking FPAS)

Os interessados em participar nas várias competições, deverão enviar um e-mail para adventure@haliotis.pt com o formulário de inscrição de cada competição aqui: http://adventurephoto.haliotis.pt/contacts.asp

Nós aqui temos concurso de fotografia subaquática.
Nós aqui temos isto.

Fotografias: Cláudio Dias

SONY DSC

#PASSAGEM DE ANO A MERGULHAR – SESIMBRA

MERGULHAMOS 1

Em 2007, mais de uma centena de mergulhadores entrou no novo ano no fundo do mar em Sesimbra. Exatamente à meia-noite, acenderam as lanternas e formaram o número 2008 no centro da Baía de Sesimbra. A “moda” ficou e desde então o Réveillon Subaquático passou a ser uma das imagens de marca da vila.

SONY DSC

SONY DSC

Este ano, não vai ser exceção – o espetáculo piromusical de 15 minutos terá como tema A Tempestade, inspirado na obra de Vivaldi, a música do DJ Marc Soul, a partir de um dos baluartes da Fortaleza de Santiago. A animação não vai faltar nos bares e restaurantes da Marginal. Pouco antes da meia-noite um grupo de mergulhadores vai passar entre a multidão e entrar nas águas da Baía para voltar a dar vida a esta tradição, que representa a forte ligação de Sesimbra ao mar e afirma a vila como um dos mais importantes destinos de mergulho de Portugal.

A Catarina que é praticante e fã de mergulho acha que deve ser difícil superar uma melhor forma de entrar no novo ano!

SONY DSC

Nós aqui temos mergulho.
Nós aqui temos isto.

Fotografias: Cláudio Dias