Artigos

IMG_1144

NÓS AQUI, FOMOS PARA A RUA.

celebramos 1

A Helena Gonçalves Rocha que escreve semanalmente no nosso blog com ótimas sugestões para aproveitarmos com os nossos filhos, propôs passarmos o bom tempo ao ar livre com as nossas crianças, principalmente aqui na nossa Lisbon South Bay, que reúne inúmeras e privilegiadas condições para o fazermos.

Como somos bem mandadas, o dia foi passado a fazer isso mesmo, a desfrutar de um agradável dia de sol a fazer atividades com as crianças, aqui, na margem sul.

Para começar, fui fazer o meu “passo acelerado matinal”, falta praticamente uma semana para fazer a mini-maratona onde vou realizar o desejo de passar a ponte a correr (ou andar) e estou a começar a ficar “neeeeervosa”. Mas, deixemos esse tema para outra altura, para voltarmos às crianças.

A Victória foi convidada para uma festa de um coleguinha da escola perto da praia num espaço que proporcionava a realização de diversas atividades ao ar livre. Assim que chegámos o difícil foi escolher o que fazer. O “arborismo” foi a eleita e lá estava a Alice (que nos acompanhou nesta aventura) e eu a dar força à Victória que estava entre o pânico e a conquista de superar os desafios. E, lá foi conseguindo ultrapassar os seus medos e foi curioso exibir-se orgulhosamente aos amigos para o sua realização. Nessa, fase “falou de peito feito”, que é assim que nos devemos sentir depois de “provas superadas”.

Como a Alice não particiou nessas atividades, dali fizemos uma “paragem” no Jardim Urbano em Santo António da Caparica. O Parque Infantil é muito simpático e permite que as crianças brinquem livremente, que corram, saltem, escorreguem, falem alto até… A envolvência convida, até os mais velhos, a ficar. A proximidade com o mar também torna o espaço mais especial. Não é possível vê-lo, mas conseguimos ouvi-lo, senti-lo, e diria que o “cheiramos”. Isso traz tranquilidade, bem-estar e, como sabemos pelos últimos estudos, saúde! Talvez por isso não ficamos por ali. As princesas pediram para ir ver o mar e, estando ali tão pertinho, fomos “empurradas” para lá.

IMG_1151

IMG_1159

Ao chegarmos ao paredão da Costa deparámos com imensas pessoas a circular ou não estivesse a acontecer o Caparica Surf Fest e eventos relacionados. A agitação fez-se sentir desde o parque de estacionamento. É uma agitação boa. As pessoas a sair e a chegar com um sorriso estampado no rosto de quem apenas quer aproveitar o “estar ali”. A surfar ou ver os surfistas, a passear ou a ser passeado (sim, os carrinhos de bebés são o principal veículo do paredão) e, observar ou a ser observado. As esplanadas cheias, o “ar saudável” que o sol nos traz, são tudo razões para tornar esta “moldura” da nossa “South Bay” ainda mais rica e bela.

Chegadas a casa, as princesas quiseram continuar a brincar… na rua.

Nós aqui, somos uns sortudos, nós aqui entrámos na onda. Ficar em casa num dia como estes é que não.

Nós aqui, temos bons momentos ao ar livre.
Nós aqui, temos isto.

 

baía_seixal

O “ESCRITÓRIO” NA BAÍA DO SEIXAL

trabalhamos 1

Esta semana foi de serendipidade para a nossa equipa.

Captura de ecrã 2015-11-22, às 18.45.42

E há poucas coisas melhores que isso. Nós aqui, adoramos o wow effect (“efeito uau” para quem não gosta de estrangeirismos). Isto é, adoramos ser surpreendidos por aquelas descobertas que podem até ser simples, mas que nos deixam de alma cheia e um “sorriso de orelha a orelha”. Foi o caso desta tarde de trabalho em que usámos como “escritório” a baía do Seixal. Estávamos por ali e precisámos preparar uma reunião. Optámos por escolher aquele local para trocar umas ideias e tomar decisões. Foi um feliz acaso. Mas, como afirmou Louis Pasteur o acaso só favorece a mente preparada. E as nossas mentes estão sempre preparadas para boas descobertas. Principalmente aqui, na South Bay.

Podíamos ter chegado aquelas conclusões no nosso escritório habitual? Podíamos, mas não era a mesma coisa.

O dia estava a pedir uma esplanada e uma boa conversa. E, nós aqui, somos bons a satisfazer (alguns) pedidos. Este foi um deles. A vista tem um efeito ansiolítico (sem os efeitos secundários) e transmite uma sensação de paz e tranquilidade. É o espaço ideal para passear, correr, andar de bicicleta ou simplesmente deixar-se ficar com a companhia do rio e da vista absolutamente fantástica da capital.

baia_ma_linda

Esta recomendação já nos tinha sido feita por alguns “embaixadores” com quem falámos como o Vasco Boucinha (ver aqui) ou os Anjos (ver aqui). E nós aqui dizemos que eles estavam certíssimos. O nosso muito obrigada pela sugestão.

Nós aqui temos a Baía do Seixal.
Nós aqui temos isto.