Artigos

Telma Monteiro

A PRIMEIRA MEDALHA OLÍMPICA NACIONAL VEM DA MARGEM SUL

parabenizamos ISTO desporto 1

Já aqui dissemos que a margem sul é terra de atletas, por isso foi com muito orgulho e satisfação que acompanhamos, sofremos e festejamos ontem a vitória da Telma Monteiro. Parabéns. Que seja a primeira medalha olímpica de muitas.
Foram combates difíceis, mas a Telma conseguiu chegar, ver e vencer. A medalha de bronze já ninguém lhe tira.

Telma Monteiro

Os nossos votos de sucessos para os restantes atletas nacionais por quem torcemos com a mesma convicção. Bem hajam pela vossa dedicação.

Nós aqui temos campeã olímpica.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografias: D.R.

TelmaMonteiro

TELMA MONTEIRO VENCE MEDALHA DE BRONZE. OH YEAH.

celebramos 1
Depois da passagem aos quartos de final da nossa seleção ontem (já que falamos nela, também diga-se de passagem que não era preciso ter sido com mais um “camadão de nervos””. Mas, as boas notícias nacionais não param!). É com muito orgulho que parabenizamos a judoca Telma Monteiro, da nossa margem sul, pela conquista da medalha de bronze ontem, no Grand Prix em Budapeste, ao vencer a alemã Sappoho Coban na categoria -57kg.
Já aqui dissemos que a margem sul é terra de desportistas, por isso estamos a sentir-nos “a celebrar”.
Obrigada Telma. Obrigada Portugal. Força por o que ainda aí vem.
Estamos aqui, a torcer como se não houvesse amanhã.

Nós aqui temos medalha de bronze.
Nós aqui temos isto.

Texto: Marlene Gaspar
Fotografia: TSF Notícias

TELMA MONTEIRO 1

#1 TELMA MONTEIRO

Este fim de semana foi em cheio para o Lisbon South Bay Blog. Assistimos a dois desportistas Almadenses a subir ao pódio Miguel Oliveira (que já falámos dele) e a judoca Telma Monteiro. A Telma conquistou a medalha de ouro no Grand Slam de judo de Paris, a quarta da sua carreira num torneio desta categoria, igualando o feito na mesma capital em 2012.

É histórico para mim. Estou muito contente, depois do Mundial não ter corrido como eu desejava, declarou a judoca do Benfica após o triunfo na final de -57 kg sobre a mongol Sumiya Dorjsuren, no Bercy Arena.

TELMA MONTEIRO

Conheci a Telma em 2009/10 quando filmei com ela um anúncio para Caixa Geral de Depósitos, altura em que era responsável pela conta por parte da agência de publicidade. Gostei logo imenso dela, foi muito simpática, contou histórias interessantes e mostrou-se raçuda, resiliente, tough girl. Claro que, para quem é judoca, é bom que assim seja, mas uma coisa é a praticar desporto e outra é a postura fora do tapete. E a Telma apresentou-se focada nas suas metas, objetivos e sonhos. E depois tem carisma. O rabo de cavalo daquela forma, só ela pode usar. Lamento, mas é só a Telma. Qualquer uma de nós a usar aquilo fica com uma imagem de totó, o totó na Telma Monteiro fica com uma imagem de marca cheia de personalidade.

Nós aqui, só não entendemos porque a Confederação do Desporto de Portugal (CDP) não a indicou como candidata pelas federações desportivas para os prémios ‘Desportistas do Ano’, mas deve ter sido um equívoco.

Nós aqui, aplaudimos a medalha de ouro.
Nós aqui temos isto.