Clínica Alegria

UM DIA NA VIDA DE UMA RECECIONISTA.

gostamos 1

Como já aqui contei, fui muito bem recebida na Clínica Alegria e nada como dar espaço a boas histórias que podem ser partilhadas com visões diferentes. Por isso vamos dar voz à Jesus! A rececionista da Clínica Alegria na margem sul relata o seu dia-a-dia, na clínica com o maior “smile” da margem sul que conheço.

“Na clínica a ALEGRIA é uma constante. Um dia a dia da clínica passa sempre por mim.

Por vezes as pessoas e os próprios médicos não se apercebem dos “Bastidores” até a clínica estar aberta. É assim que me sinto, até a porta se abrir há todo um trabalho que preciso de elaborar, como se dos bastidores de uma peça se tratasse.

Vou me apresentar…Sou a Maria de Jesus, para muitos que aqui passaram e passa sou carinhosamente chamada de Ju. Há 9 anos que faço parte desta equipa… quase quase a chegar aos 10.

Quando estou no metro a caminho de cá, dou por mim a pensar no dia que aí vem… nos recados do Dr. Nuno e da Dra. Margarida, no que há para fazer. Às 8h, chego e começo a preparar tudo para mais um dia de trabalho! Às 9h as portas abrem e cá estamos nós prontos para receber quem nos procura.

Quando me pediram para escrever este texto… dei por mim a recordar situações e historias que aqui vivi. Todas as pessoas, as famílias que por aqui passaram são nos especiais, cada um a sua maneira.

Tenho algumas histórias engraçadas de partilhar. Todos os dias, quando chega alguém seja para uma consulta de psicologia, de nutrição ou de medicina dentaria, há sempre tempo para uns minutinhos de desabafos aqui na recepção, como eu chamo a “triagem”.

Lembro me de um menino, o D, que vinha as consultas da nossa psicóloga a Dra. Margarida, que logo no primeiro contacto perguntou –me: “Como te chamas?”, ao qual eu respondi Jesus… ele olha para mim e diz: “Agora tenho dois Jesus na minha vida… o do céu e tu aqui.” Ainda recordo como se fosse hoje. Nunca tinha visto esta criança, uma criança de 6 anos que me marcou pela sua meiguice e pureza.

Aqui à frente faço um bocadinho de tudo. Recebo Sorrisos, agradecimentos e por vezes reclamações. Reclamações que acho engraçadas, porque o paciente lá dentro com os médicos concorda com tudo e percebe tudo e depois por vergonha muitas vezes chaga aqui e reclama de algo.

Às vezes sou “milagreira”, tento arranjar vagas onde não existem, tenho o papel de “dar na cabeça” dos médicos se estão atrasados e de acalmar os pacientes se estão muito tempo à espera… mas é bom trabalhar aqui, é bom trabalhar com esta equipa.

O nosso lema é ninguém sai daqui sem um sorriso… quer nos lábios quer no coração.

“Sinto que esta é a minha segunda família, e quando assim é, trabalhamos tudo com muito mais amor.””

Maria de Jesus

Recpcionista

Nós aqui temos uma rececionista com um sorriso.
Nós aqui temos isto.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *