Lixo na Praia

VAMOS APANHAR LIXO À FONTE? 21 JANEIRO. Por Catarina Laborinho

Vamos a isto

Sabemos que o título possa não ser o mais convidativo, mas a ação é sem sombra de dúvidas para todos nós. Quem é que gosta de estar na praia e ao lado encontrar lixo de quem lá passou ontem? Acho que ninguém. É verdade que nem todo o lixo é depositado ou esquecido na praia, muito dele vem do mar e foi “largado” pelo homem, ao todo são cerca 8 mil toneladas de lixo que entram todos os anos no nosso oceano.

Há uns anos, numa ação semelhante a esta, mas subaquática e em Sesimbra, eu e um grupo de amigos apanhámos meia tonelada de lixo apenas na zona da marina. Cheguei a apanhar uma panela de pressão, alguidares, pneus, botas, garrafas e numa zona delineada, imaginem… Antes de entrar na água fomos avisados que devíamos ter cuidado ao apanhar cabos, visto que os cavalos marinhos gostavam de viver entrelaçados. Curiosamente ao apanhar um cabo enorme, mexi nele com cuidado e claro, lá estava um. Foi a primeira vez que vi um cavalo marinho e no meio de uma visibilidade quase que nula deu para encher o coração. Valeu aquele mergulho, pelo momento marcante que foi e pelo meio ambiente.

A ação agora vai-se repetir mas por terra :)

Dia 21 de janeiro vamos limpar a nossa #FontedaTelha. O ponto de encontro é no Rampa Beach pelas 10.30. A organização (uma grupeta de amigos biólogos e engenheiros do ambiente) recomenda calçado confortável, chapéu e água. Os sacos eles fornecem. Já as luvas pedem para que cada um leve as suas e de preferência que não sejam de plástico.

evento

O evento foi criado no Facebook e está disponível aqui.
Não se esqueça que foram amigos que organizaram e vão ser amigos a convidar outros amigos. A “organização” não se responsabiliza por quaisquer danos ou acidentes pessoais que possam ocorrer no decorrer da ação.

Se as condições meteorológicas não permitirem passará para o domingo seguinte, 28 de Janeiro.

Um ambiente limpo depende de todos nós 🌎

Nós aqui queremos uma praia limpa
Nós aqui temos isto.

Texto: Catarina Laborinho
Foto: DR

Sabia que…
A imagem escolhida não foi por acaso, a imagem do patinho de borracha foi um navio de carga que em 1992 transportava este brinquedos para os Estados Unidos da América e devido a uma tempestade caíram ao mar, foram encontrados ao longo de todos os oceanos desde o polo norte e sul… infelizmente o plástico demora aproximadamente 450 anos a decompor-se… dá que pensar.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *